Petshop pode ser MEI e essa é uma ótima escolha para aproveitar as oportunidades desse setor que não para de crescer.

Afinal, mesmo com o coronavírus, as previsões para o segmento continuam otimistas e, ao longo do ano, é esperado que ele cresça ainda mais, como aponta uma matéria na revista Exame.

Para surfar nessa onda é preciso estar preparado e começar pela formalização da empresa.

Continue lendo e descubra como fazer para abrir a sua própria petshop sendo um Microempreendedor Individual.

Você vai ver neste conteúdo:

Dono de petshop pode ser MEI?

Sim, é permitido ao empresário individual ser dono de uma petshop.

Você também encontra diversas vantagens em optar pelo MEI, como benefícios do INSS (incluindo aposentadoria e auxílio maternidade, por exemplo).

Como todo MEI, você pode contratar um empregado que deverá ter a sua carteira de trabalho assinada.

Nesse caso, você deve arcar com os encargos trabalhistas, ou seja, deve assegurar ao seu empregado o direito a férias, descanso semanal remunerado e 13º, entre outros benefícios.

Veja qual é o custo de funcionário para sua MEI!

Isso sem contar a própria gestão do negócio, para a qual daremos dicas valiosas neste artigo.

O primeiro passo é fazer a escolha correta do CNAE.

Qual o CNAE do petshop MEI

Para saber se a atividade pode ser exercida sendo MEI, é preciso conferir o código na Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE).

No caso do segmento de petshop, o código é 4789-0/04: Comerciante de artigos e alimentos para animais de estimação (pet shop) independente (não inclui a venda de medicamentos).

Você ainda pode cadastrar até 15 atividades secundárias, o que amplia ainda mais as possibilidades de explorar o mercado de animais de estimação.

Uma delas, por exemplo, é a de Cuidador(A) De Animais (Pet Sitter), cujo CNAE é 9609-2/08.

Vale a pena abrir um petshop como MEI?

Com certeza vale a pena, e esse é um mercado promissor.

Na verdade, o crescimento do setor de petshop já está em ritmo acelerado há algum tempo.

Em 2020, o Brasil chegou ao posto de segundo maior mercado mundial de produtos pet.

O faturamento do mercado pet aumentou em 13,5% ano passado, segundo matéria, chegando próximo dos R$ 40,1 bilhões de faturamento.

Além disso, 90% das empresas do mercado pet são de pequeno ou médio porte. Oportunidade para você, futuro MEI!

Embora o coronavírus tenha desestabilizado a economia, nesse segmento ainda se pode ter bons resultados, explorando as vantagens e facilidades do delivery.

Ou seja, você pode ter um petshop e, ao mesmo tempo, disponibilizar para seus clientes a entrega em domicílio.

Como formalizar petshop como MEI

Uma das etapas para formalizar sua petshop como MEI você já viu, que é enquadrar o negócio na CNAE.

Vale destacar que o processo para abertura de uma empresa MEI é bastante rápido e sem burocracia.

Aliás, já até falamos sobre isso por aqui, em um artigo mostrando como abrir um negócio como Microempreendedor Individual.

Você pode abrir a sua MEI pelo aplicativo MEI Fácil.

Vale lembrar que, ao fazer o cadastro, você precisará inserir não só seus dados pessoais como os da sua petshop.

Nesse caso, é preciso ter o endereço da empresa, tomando o cuidado de se certificar se a prefeitura permite a abertura de uma loja de produtos de animais de estimação na localidade.

Mantenha suas obrigações em dia

O cadastro como MEI é apenas a primeira etapa de uma jornada que esperamos que seja longa e próspera.

Agora você tem apenas três obrigações como MEI:

Bônus: 8 dicas para ter um petshop MEI de sucesso

Não poderíamos apenas dizer para você como abrir uma petshop sem também dar dicas para se dar bem nesse segmento que cresce a passos largos.

Até porque, em um setor em expansão, as oportunidades são proporcionais às exigências e desafios.

Então, para ter sucesso e superar os seus concorrentes, fique ligado nas dicas a seguir.

Faça cursos

Em um mercado competitivo como o de petshops, quanto mais preparação para lidar com os desafios, melhor.

Por isso, vale investir em cursos, inclusive online, em que você poderá aprender em detalhes como montar e gerir uma loja.

Também é indicado, se possível, fazer cursos presenciais que ensinam a fazer tosas e dar banho em cães, entre outros serviços relacionados.

Veja 6 cursos do Sebrae que todo MEI deveria fazer

Conheça o mercado

Outra iniciativa válida e muito importante é procurar conhecer o mercado em que sua petshop atuará. Para isso, um plano de negócio será um mapa essencial para o sucesso da sua MEI.

Você pode começar procurando respostas para perguntas como:

  • Quantas petshops concorrentes existem na mesma região?
  • Que preços elas cobram por produtos e serviços?
  • Qual o diferencial que cada uma delas têm?
  • Quais os pontos fortes e fracos dos concorrentes?
  • Qual o tamanho estimado do mercado (quantos clientes podem ser atendidos por mês)?
  • Qual a sua capacidade de atendimento?

Cuide do fluxo de caixa

Você sabe o que é fluxo de caixa?

Basicamente, ele diz respeito a toda a movimentação financeira de uma empresa, na qual devem estar incluídas entradas e saídas do caixa e das reservas bancárias.

Manter o fluxo de caixa controlado é fundamental para ter conhecimento da saúde financeira da sua petshop.

Ele deve fazer parte de um minucioso planejamento financeiro, no qual você deverá estimar seus gastos e quanto de receitas seu negócio deve gerar.

Aprenda a calcular o potencial de lucro da sua empresa

Cuide das formalidades

Embora a abertura de MEI seja muito rápida e sem burocracia, é bastante provável que você tenha que seguir outros procedimentos.

Um deles é a obtenção de um alvará de funcionamento junto à prefeitura, além de uma licença do Corpo de Bombeiros.

Procure saber como fazer em seu município para obter esses e outros possíveis documentos necessários para a formalização de uma loja.

Busque por bons fornecedores

Uma petshop não pode sobreviver sem fornecedores que a abasteçam com produtos de qualidade.

Embora a questão do preço seja importante, busque principalmente por aqueles que entreguem mercadorias ao gosto do público.

Lembre-se: nem sempre o que é barato é melhor para o seu cliente e para o seu negócio.

Divulgue nas redes sociais

Não dá para abrir uma petshop e simplesmente esperar que os consumidores apareçam como num passe de mágica.

Uma das maneiras que você tem de atrair mais clientes é fazer páginas em redes sociais, principalmente Instagram e Facebook. Você também pode apostar no Pinterest ou no TikTok.

Não deixe, ainda, de baixar o app WhatsApp Business para manter contato com seus clientes e também para usar como ferramenta de divulgação.

Vale destacar que, uma vez que tenha as páginas prontas, não deixe de publicar regularmente.

No Instagram, use as hashtags mais populares para o seu segmento, as quais podem ser encontradas em ferramentas como o Hashtag Finder.

Já no Facebook, se você tiver um pouco mais de recursos, vale apostar no impulsionamento de publicações para aumentar ainda mais o alcance.

Além de dar visibilidade para o seu negócio, vai atrair pessoas realmente interessadas nos seus produtos e serviços.

Cadastre-se no Google Meu Negócio

A plataforma Google Meu Negócio é uma boa alternativa para negócios que estão começando e sem muitos recursos para montar um site profissional.

Ela é totalmente gratuita e, de quebra, garante que sua petshop apareça nas buscas que as pessoas em sua região fizerem.

Não esqueça de controlar o estoque

Como todo negócio que trabalha com venda de produtos, em uma petshop é preciso dedicar uma atenção especial ao estoque.

Nesse caso, a tecnologia ajuda, com softwares gratuitos desenvolvidos para auxiliar no controle desse importante setor.

Bons exemplos desse tipo de ferramenta são o Canvus e o Odoo, ambos com versões gratuitas e pagas.

Esperamos que tenha curtido este conteúdo tanto quanto gostamos de ter feito.

Para continuar bem informado, assine nossa newsletter para receber mais conteúdos como esse, e não deixe de participar do Grupo MEI Fácil no Facebook.

Acompanhe também nossas redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.