Registrar um CNAE de representação comercial é o caminho para empreender na área e ter sucesso.

No caso, esse código é necessário para identificar a atividade econômica que você vai exercer com o seu negócio.

Por isso, é fundamental saber escolher os códigos certos para se formalizar como representante comercial e expandir suas oportunidades de negócios.

A seguir, você vai descobrir qual o CNAE ideal para representação comercial, se você pode ser MEI e como funciona o processo de formalização.

Continue lendo e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto nos tópicos abaixo:

CNAE representação comercial: qual o código para abrir empresa?

Escolher um CNAE de representação comercial é fundamental para regularizar seu negócio e obter um CNPJ.

Isso porque, nessa área, é importante se formalizar para poder firmar contratos com empresas, emitir nota fiscal e expandir as possibilidades de negócios.

Para isso, é preciso cumprir alguns trâmites burocráticos e, entre eles, está a seleção de um código CNAE, que é a forma como as empresas são categorizadas conforme sua atividade econômica no Brasil.

A partir dessa classificação, é possível regularizar a empresa e determinar como serão recolhidos os impostos e cumpridas as obrigações acessórias junto ao Fisco.

Na área de representação comercial, são vários os códigos CNAE que podem ser utilizados de acordo com o ramo de atividade, como por exemplo:

  • 4512-9/01: representante comercial e agente do comércio de veículos automotores, atacadista e varejista
  • 4542-1/01: representante comercial e agente de comércio de peças e acessórios novos e usados para motocicletas, motos e motonetas, atacadista e varejista
  • 4611-7/00: representantes comerciais e agentes do comércio de matérias-primas agrícolas e animais vivos
  • 4612-5/00: representantes comerciais e agentes do comércio de combustíveis, minerais, produtos siderúrgicos e químicos
  • 4614-1/00: representantes comerciais e agentes do comércio de máquinas, equipamentos, embarcações e aeronaves
  • 4613-3/00: representantes comerciais e agentes do comércio de madeira, material de construção e ferragens.

O que é CNAE?

A sigla CNAE significa “Classificação Nacional de Atividades Econômicas”, um sistema que permite enquadrar as empresas em diferentes códigos conforme suas atividades, padronizando os critérios dos órgãos da administração tributária.

Esses códigos são definidos pela Comissão Nacional de Classificação (CONCLA) do IBGE, que disponibiliza a tabela de CNAEs completa no site, onde você pode pesquisar por palavra-chave ou código.

Dentro da classificação do CNAE, existem milhares de subclasses altamente específicas e, muitas vezes, a empresa exerce mais de uma atividade que consta na classificação.

Logo, o importante é escolher uma atividade principal, que representa a maior parte da receita da empresa, e incluir as outras como secundárias na hora de formalizar o negócio.

Por que é vantajoso usar o CNAE principal e secundário?

Representante comercial pode ser MEI?

Não, o representante comercial não pode ser MEI porque a profissão exercida nessa área é regulamentada.

Atualmente, as regras desse ofício são determinadas pela Lei 4.886/65, que foi alterada pela Lei 8.420/92.

Para atuar como representante comercial, é preciso ter registro válido no Conselho Regional dos Representantes Comerciais (Core) da sua região, que é fiscalizado pelo Conselho Federal dos Representantes Comerciais (Confere).

Portanto, o profissional que quer abrir uma empresa na área deve buscar outros tipos de CNPJ que permitam o exercício da atividade, como uma Sociedade Limitada (LTDA) ou uma Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI).

Isso acontece porque o MEI é restrito a atividades não regulamentadas por órgãos específicos, que geralmente não possuem natureza intelectual e científica.

Veja quem não pode ser MEI e confira também a lista completa de atividades permitidas.

Se não pode ser MEI, como ter uma empresa?

Para usar um CNAE de representação comercial, você não pode ser MEI, mas tem outras várias opções de naturezas jurídicas para abrir sua empresa — inclusive, uma empresa individual, se assim preferir.

Veja algumas delas:

  • Empresário Individual (EI): empresa formada apenas pelo titular (sem sócios) que não separa o patrimônio pessoal do empresarial, com capital social mínimo de R$ 1 mil
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI): empresa formada apenas pelo titular com responsabilidade limitada e capital social mínimo de 100 salários-mínimos vigentes
  • Sociedade simples: empresa formada por dois ou mais profissionais da mesma área de atuação para prestar serviços alinhados à sua profissão, como cooperativas e associações de dentistas, advogados, terapeutas, etc.
  • Sociedade limitada: empresa formada por dois ou mais sócios que se organizam para prestar serviços ou vender produtos com responsabilidade limitada
  • Sociedade limitada unipessoal (SLU): novo tipo societário formado por um único empresário que funciona como uma EIRELI sem capital social mínimo exigido.

Além desses tipos jurídicos, sua empresa pode ser enquadrada em diferentes categorias de porte:

  • Microempresa (ME): faturamento bruto anual menor ou igual a R$ 360 mil
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP): faturamento bruto anual maior que R$ 360 mil e menor ou igual a R$ 4,8 milhões
  • Média empresa: faturamento bruto anual maior que R$ 4,8 milhões e menor ou igual a R$ 300 milhões
  • Grande empresa: faturamento bruto anual maior que R$ 300 milhões.

Vantagens da empresa de representação comercial

Registrar um CNAE de representação comercial traz muitas vantagens para quem atua nessa área, como por exemplo:

  • Conseguir contratos de representação comercial com empresas maiores
  • Poder emitir nota fiscal eletrônica para os clientes
  • Profissionalizar os serviços de representação comercial
  • Recolher os impostos devidos e obter o pró-labore (remuneração a partir dos lucros da empresa)
  • Ter acesso a linhas de crédito empresariais.

6 passos para abrir uma empresa de representação comercial

Se você quer registrar um CNAE de representação comercial, siga este passo a passo para formalizar sua empresa:

1. Faça seu registro no conselho de classe

Como vimos, para abrir uma empresa de representação comercial, é preciso fazer um registro no Core da sua região.

Veja a lista de endereços no site do Confere.

2. Escolha o CNAE correto

Como existem CNAEs específicos para cada área de atuação do representante comercial, é importante selecionar todos os códigos que correspondem as suas atividades.

Dessa forma, sua empresa será tributada da maneira correta e você poderá emitir documentos fiscais relativos às áreas comerciais com as quais trabalha.

3. Escolha a natureza jurídica e regime tributário

Vimos várias opções de naturezas jurídicas que você pode escolher para se formalizar e registrar seu CNAE de representação comercial.

Você deve escolher a mais vantajosa conforme o quadro societário e porte da empresa.

Além disso, é importante escolher um dos regimes tributários para apuração de impostos (Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido).

4. Elabore o contrato social

O contrato social é o documento que funciona como uma certidão de nascimento da empresa.

Ele deve conter a identificação dos sócios, natureza jurídica, nome da empresa, sede, prazo da sociedade, capital social, participação dos sócios, entre outros dados essenciais à constituição de um negócio.

5. Faça o registro na Junta Comercial

Com o contrato social pronto, você deve fazer o registro do documento na Junta Comercial ou órgão responsável da sua região.

Depois, também é preciso fazer o registro na Receita Federal para obter seu CNPJ e fazer as inscrições estaduais e municipais necessárias.

6. Faça seu contrato de representação comercial

Por fim, para começar a atuar com seu CNAE de representação comercial, você precisa elaborar um modelo de contrato de representação comercial.

Esse documento deverá ser usado para fechar negócio com seus clientes e determinar todas as regras da prestação de serviços.

Como ter sucesso na representação comercial

Agora que você sabe como registrar seu CNAE de representação comercial e começar um negócio, confira algumas dicas para ter sucesso na gestão da sua empresa:

Conheça seus clientes

Para ser um representante comercial de sucesso, você precisa investir na captação de clientes alinhados aos seus serviços.

Para isso, faça um levantamento sobre seu público-alvo para descobrir quem são seus potenciais clientes, quais os produtos ou serviços comercializados por eles e que tipo de solução buscam.

Dessa forma, você pode traçar um plano de ação para captar clientes com grande probabilidade de fecharem contrato com a sua empresa.

Atenda várias empresas do mesmo segmento

Quando o representante comercial tem vários clientes do mesmo segmento, é mais fácil desenvolver a expertise no ramo e conquistar contratos lucrativos.

Por isso, procure focar em um CNAE de representação comercial específico, diversificando seus clientes dentro da mesma área de atuação.

Faça networking

Todo representante comercial precisa saber fazer networking, uma vez que o segredo do sucesso na profissão é fazer os contatos certos.

Fortaleça seus contatos, vá a eventos, use o LinkedIn e esteja sempre criando novas conexões.

Tenha capital de giro suficiente

Para que a empresa de representação comercial se mantenha até começar a gerar lucros, é preciso ter um capital de giro bem dimensionado.

Por isso, faça o cálculo na abertura do negócio e tenha sempre uma reserva suficiente para garantir o funcionamento dele.

Fique atento à gestão financeira

A gestão financeira eficiente é fundamental para garantir os lucros da sua empresa.

Veja algumas práticas essenciais para manter a sua em dia:

  • Acompanhe seu fluxo de caixa para entender as receitas e despesas do negócio
  • Use uma planilha de controle financeiro
  • Faça o controle de contas a pagar e a receber
  • Acompanhe os demonstrativos financeiros e contábeis da empresa, como o DRE (Demonstração de Resultado do Exercício) e o balanço patrimonial
  • Procure reduzir custos na empresa para aumentar seus lucros.

Gostou das dicas para registrar seu CNAE de representação comercial?

Se tiver dúvidas, já sabe: pode nos procurar no Grupo MEI Fácil.

Também se inscreva na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.