Os aplicativos de vendas permitem que você amplie suas oportunidades de negócio usando apenas um smartphone.

São, em sua maioria, marketplaces que oferecem um sistema pronto para vender de um lado e milhares de consumidores ativos do outro.

Assim, você ganha mais visibilidade na internet e consegue aumentar suas vendas a qualquer hora e lugar.

A seguir, vamos conhecer os principais apps de vendas e ajudar você a escolher o melhor para a sua MEI:

Siga a leitura e tenha seu negócio na palma da sua mão.

O que são aplicativos de vendas?

Aplicativos de vendas são soluções digitais que ajudam você a vender pela internet usando apenas um smartphone.

Eles estão disponíveis nas lojas de aplicativos para Android (Google Play) e iOS (Apple Store) e podem ser baixados gratuitamente pelo usuário.

Para quem é MEI, é uma boa solução para iniciar no e-commerce de forma prática e gerenciar o negócio a qualquer hora e lugar.

Afinal, basta instalar um app no celular, cadastrar produtos e começar a vender para o país todo – e até para outros países, dependendo do aplicativo.

Existem vários tipos de aplicativos de vendas no mercado, mas a maioria são de marketplaces, que consistem em shoppings virtuais em que vários lojistas expõem seus produtos para os consumidores.

A vantagem é poder criar uma loja virtual, gerenciar as vendas e atender clientes diretamente no celular, sem precisar nem mesmo de um computador para isso.

Como um aplicativo para vendas ajuda você

Como vimos, os aplicativos de vendas são canais úteis para faturar com a sua MEI, principalmente se você não tem experiência com lojas online.

Geralmente, os apps são versões do site para desktop que oferecem funções simplificadas e trazem mais agilidade para a gestão do dia a dia.

De repente, você pode não se adaptar com uma plataforma de vendas, mas ter muito mais facilidade com o aplicativo.

Além disso, o app proporciona uma visibilidade maior para a sua empresa, já que é acessado por centenas de usuários que já têm o hábito de comprar pelo celular.

Segundo uma pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 87% dos brasileiros já preferem utilizar o smartphone para fazer suas compras online.

Isso mostra que os dispositivos móveis são uma ferramenta poderosa para atrair clientes e vender produtos a qualquer horário e em todo lugar.

Outra vantagem é que o sistema já vem pronto para usar, com todas as funções que você precisa para cadastrar e promover produtos, fazer suas vendas, enviar os produtos, controlar os recebimentos e muito mais.

Mas é claro que também há uma contrapartida: o app cobra uma comissão por vendas em troca de toda a estrutura e visibilidade oferecidas.

Qual o melhor aplicativo de vendas para o MEI?

Se você está em dúvida sobre qual aplicativo de vendas usar, preparamos uma lista com os mais populares do mercado.

Confira e escolha o seu:

1. Mercado Livre

É impossível falar de aplicativos de vendas sem citar o Mercado Livre, que é a maior plataforma de comércio eletrônico da América Latina atualmente.

Pelo app do Mercado Livre, você pode vender online direto do seu celular produtos novos e usados como roupas, eletrônicos, cosméticos, eletrodomésticos, calçados, móveis, carros e muito mais.

As tarifas cobradas pela plataforma variam entre 11% e 19%, de acordo com o tipo de produto e anúncio.

2. Shopee

A Shopee é uma concorrente de peso do Mercado Livre que vem crescendo cada vez mais no Brasil.

Pelo app, você pode se cadastrar como vendedor e começar a colocar produtos imediatamente.

A plataforma cobra uma comissão fixa de 12% sobre o valor total do produto limitada a R$ 100, além de oferecer cupons de frete grátis pela comissão adicional de 6%.

3. eBay

O eBay é um dos marketplaces mais tradicionais do mercado e opera no Brasil desde 2014.

O app permite vender em território nacional e também para o exterior em categorias como moda, eletrônicos, casa e jardim, ferramentas, entre outras.

A plataforma cobra tarifas para exibir anúncios e possui uma comissão de cerca de 10,2% para a maioria dos produtos vendidos.

4. OLX

A OLX é uma plataforma de compra e venda voltada para quem quer fazer uma renda extra desapegando de itens novos e usados.

Pelo app, é fácil criar uma loja, anunciar produtos e começar a vender nas mais diversas categorias.

Os anúncios são totalmente gratuitos para usuários comuns, mas também é possível pagar o plano profissional (a partir de R$ 59,90 mensais) para ter um alcance maior na plataforma.

Só é cobrada uma tarifa de 10% pelas vendas caso você queira usar o sistema OLX Pay, que garante a intermediação de pagamento e uma compra segura.

5. Enjoei

O Enjoei é um site dedicado à venda de roupas e acessórios usados, sendo um dos principais brechós online do mercado.

No aplicativo, você pode fazer seu cadastro como vendedor, fotografar as peças e criar anúncios gratuitos em poucos minutos.

A comissão cobrada pelas vendas é de 13%, mas há uma tarifa fixa por faixa de preço que varia entre R$ 2,50 e R$ 27,50.

6. iFood

Para quem tem um restaurante, vende marmitex ou trabalha com qualquer negócio relacionado à alimentação e delivery, estar no iFood pode ser vantajoso para aumentar as vendas.

Para começar a vender pelo aplicativo, é preciso fazer o cadastro como parceiro.

No plano básico, a plataforma cobra uma mensalidade de R$ 100 para negócios que vendem acima de R$ 1.800 ao mês, e também uma comissão de 12% sobre o valor total de cada pedido.

7. Webmotors

A Webmotors é a plataforma ideal para vender carros e motos usados sem intermediários.

O app permite que os compradores adquiram o veículo à distância graças ao CarDelivery: um serviço de entrega do veículo com documentação pronta.

Além disso, o sistema Autopago garante a segurança das transações para vendedores e compradores.

A plataforma oferece os planos Premium, Plus e Economic para quem quer anunciar veículos e não divulga os valores cobrados.

8. WhatsApp Business

Por fim, o WhatsApp Business é o único aplicativo de vendas da lista que não é um marketplace, mas sim um app de mensagens instantâneas.

Ele é basicamente uma versão do WhatsApp para empresas que permite que você se conecte com seus clientes, envie ofertas e promoções e venda diretamente pelo app.

Inclusive, as empresas já podem usar o WhatsApp Pay: um sistema de pagamentos online que permite receber o dinheiro das vendas pelo aplicativo.

A taxa cobrada por cada transação é de 3,99%.

Como escolher e usar seu aplicativo de vendas online

Agora que você já conhece vários aplicativos de vendas, só falta escolher o mais adequado para a sua MEI.

Veja quais critérios levar em conta.

Considere seu público-alvo

O primeiro ponto que você deve levar em consideração ao escolher um app de vendas é seu público-alvo.

Se você tem uma loja de roupas para mulheres jovens de classe B e C, por exemplo, precisa avaliar quais plataformas essas pessoas têm maior probabilidade de acessar no dia a dia.

Nesse caso, o Mercado Livre e a Shopee podem ser boas apostas.

Agora, se você vende um produto mais caro e exclusivo para um público de alta renda, vale mais a pena focar nas vendas personalizadas pelo WhatsApp.

Verifique as funcionalidades

O app de vendas que você escolher deve oferecer todos os recursos que você precisa para fazer negócios online.

Por exemplo, se você não tem um sistema de envio próprio, vale a pena optar por uma plataforma que ofereça um serviço logístico.

Da mesma forma, é interessante que o aplicativo tenha um sistema de pagamento, um catálogo de produtos eficiente e recursos para controle financeiro.

Analise as tarifas

Obviamente, as tarifas precisam ser levadas em consideração na escolha do app de vendas.

Afinal, quanto maior a comissão cobrada, menor será o lucro obtido nas vendas.

Por outro lado, algumas taxas podem valer a pena quando os serviços oferecidos são de boa qualidade e ajudam a alavancar suas vendas.

Priorize a segurança

É fundamental que seus clientes se sintam seguros para comprar seus produtos no aplicativo e que suas compras estejam protegidas.

Por isso, escolha empresas que ofereçam recursos de segurança e mecanismos antifraude – e que respeitem as diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Invista em divulgação

Por fim, vale a pena investir nas opções de anúncios oferecidas pelos aplicativos de vendas para divulgar sua marca.

Isso porque uma das maiores dificuldades ao vender em marketplaces é justamente construir uma marca forte, já que o nome da plataforma acaba se sobressaindo.

Então, lembre-se de separar uma verba para a divulgação e aumente o alcance da sua MEI na internet.

Gostou das dicas de aplicativos de vendas para aumentar seu faturamento?

Aproveite e aprenda como precificar um produto para garantir seus lucros.