Atualizado em 04 de novembro de 2021

MEI, você já pensou em vender através da internet? Uma loja online ou e-commerce traz várias as vantagens para o seu negócio.

Além do benefício de expandir suas vendas para o mundo virtual e oferecer seus produtos ou serviços pela internet, o empreendedor não necessariamente precisa de uma loja física.

Também não podemos deixar de citar o crescimento do e-commerce.

O e-commerce chegou em R$ 53,4 bilhões só no primeiro semestre de 2021, um crescimento de 31% em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo matériaCom isso, o Brasil está na lista dos 10 países com maior crescimento no setor.

 Além disso, ele já é uma das oportunidades para o mundo pós-pandemia.

Neste artigo explicamos outras vantagens e também mostramos opções para você que se interessar em montar um e-commerce para o seu negócio.

Vantagens do e-commerce para o MEI

A atividade de vender bens e serviços evoluiu com a tecnologia. Hoje, nem é mais preciso sair de casa para comprar, nem bater de porta em porta oferecendo produtos. O ramo do comércio ficou mais ágil e prático com a comercialização sendo feita pela internet.

Ao vender pela internet através de uma loja online própria ou de um e-commerce que já existe, o MEI adquire algumas vantagens como:

Baixo investimento

Uma das maiores vantagens do e-commerce MEI está no baixo investimento.

Você só vai precisar dos produtos que quer vender e da estrutura da plataforma online que utilizar – já temos a economia da loja física.

Você não precisará alugar um ponto comercial, por exemplo, ou investir em pintura e reforma, compra de prateleiras para exposição e etc.

Horário de vendas flexível

Na internet, não existe horário para abrir e fechar o estabelecimento, e as compras podem ser feitas a qualquer hora. Assim, sua loja online estará aberta 24h por dia.

Dessa maneira, você escolhe o seu horário para trabalhar na loja virtual, assim como o cliente escolhe o próprio horário para comprar.

Não há limites geográficos

Já imaginou um pequeno empreendedor do interior de São Paulo vender para Manaus? Pois essa é uma das grandes vantagens do e-commerce.

Você poderá vender seus produtos para diversos estados brasileiros, alcançando públicos que jamais poderia com uma loja física de bairro, por exemplo.

7 dicas para se destacar no e-commerce MEI

Não sabe ainda como se destacar em lojas na internet, então confira essas 7 dicas que separamos para você:

  • Escolha uma plataforma para loja online
  • Registre seu domínio
  • Tenha controle do seu estoque e mantenha seu catálogo atualizado
  • Facilite o atendimento ao cliente
  • Ofereça diversas opções de pagamento
  • Tenha um cronograma de trabalho
  • Se possível, tenha um blog

Vamos nos aprofundar em cada uma delas?

Escolha uma plataforma para loja online

O primeiro passo para ter seu e-commerce é escolher uma plataforma para sua loja online.

A plataforma ideal deve agregar catálogo de produtos, automação para atendimento ao cliente e sistema para recebimento do dinheiro.

Existem várias plataformas para montar seu e-commerce, mas vamos destacar duas opções de fácil manuseio, que são o WordPress e o Wix.

O WordPress leva vantagem sobre o Wix por ser mais fácil de manusear, porém o Wix tem muito mais atributos próprios para e-commerce. Vale dar uma pesquisada e entender qual funciona melhor para sua MEI.

Você pode criar o site personalizando com a cara da sua marca ou pagar alguém para fazer.

Registre seu domínio

Após montar o template e expor seus produtos, será necessário comprar um plano de hospedagem e registrar um domínio para o endereço.

Por exemplo, o WordPress tem o hipotético seguinte domínio: www.meue-commerce.wordpress.com. Caso você registre um próprio, pode ter o seguinte domínio. www.meue-commerce.com.br.

Um domínio próprio facilita que seu negócio seja encontrado por mecanismos de busca (nas pesquisas do Google). Além disso, impressiona pelo profissionalismo do empreendimento e cabe no seu bolso.

Tenha controle do seu estoque e mantenha seu catálogo atualizado

Não adianta você ter produtos incríveis para serem vendidos, mas eles não estarem expostos no seu e-commerce.

Assim como, será frustrante para o seu consumidor encontrar um produto no site que já não existe mais no seu estoque.

Por isso, mantenha seu catálogo sempre atualizado. E junto com isso, capriche na gestão e no controle do estoque.

Caso seu produto seja por demanda limitada, como artigos de artesanato por exemplo, você deve ficar atento para atualizar o status dos produtos na plataforma do e-commerce, anunciando as novidades e retirando os produtos que já foram vendidos.

Facilite o atendimento ao cliente

Uma das vantagens do e-commerce é programar respostas automáticas para agilizar o atendimento ao cliente.

Você também pode disponibilizar respostas para possíveis dúvidas frequentes – FAQ –como recebimento do produto, prazos de entrega e tipo de materiais utilizados nos produtos.

Você consegue responder todas essas dúvidas sem encontrar o cliente na hora de fechar negócio. Assim, quando o serviço for prestado ou o produto for entregue, já estará tudo acertado!

Veja como responder dúvidas e críticas nas redes sociais

Ofereça diversas opções de pagamento

Você pode escolher a melhor forma de receber o dinheiro, utilizando formas de pagamento online, mas aqui vale refletir sobre quais as preferências dos seus consumidores.

Sabia que o Pix já é o segundo meio de pagamento preferido dos consumidores? Segundo pesquisas, 70% dos clientes preferem pagar no Pix.

Porém não podemos deixar de lado preferência do brasileiro: pagamento por cartão, como mostra matéria.

Além disso, você não pode deixar de considerar o boleto de cobrança, a transferência bancária e carteiras digitais.

Tenha um cronograma de trabalho

Comentamos anteriormente que uma das vantagens do e-commerce MEI é ter um horário mais flexível, lembra? Porém isso não significa que você não precisa criar um cronograma de trabalho.

É importante você estabelecer um horário diário para administrar suas vendas no e-commerce: o que foi vendido, o que precisa ser levado até o correio, atualizar o seu estoque e status dos produtos, responder seus clientes.

Além disso, é fundamental que você separe um tempo divulgar sua loja online nas redes sociais!

Veja como divulgar sua marca do zero!

Se possível, tenha um blog

Essa dica é um pouco mais avançada, mas vale ser citada. Já pensou em ter um blog?

Também chamado de marketing de conteúdo, os blogs com conteúdos relevantes ajudam a entreter e informa o seu público-alvo. É uma estratégia de topo de funil – uma etapa do funil de vendas.

Claro que você precisará dedicar um tempo para escrever conteúdos ou investir em um profissional para te ajudar. Por isso, veja se esse é o melhor momento para apostar em um blog.

Cuidados em ter uma loja virtual

O e-commerce MEI traz diversas vantagens, mas é importante ter alguns cuidados também.

Embora uma das vantagens seja o baixo investimento, não precisa de loja física que tudo ficará 100% mais barato ou a custo zero.

Se você está vendendo pela internet, deve contar com o cálculo do custo de frete e embalagens para qualquer parte do Brasil no caso da venda de produtos.

Se você for vender para clientes de outros estados, por exemplo, é sua obrigação garantir que o produto chegue até a pessoa que pagou por ele.

Em alguns casos é possível repassar esse custo ao comprador no preço final, mas benefícios e promoções em lojas online como o frete grátis ajudam na hora das vendas.

Outra questão a se atentar é que, mesmo sendo uma loja virtual, o MEI pode precisar de um alvará de funcionamento, pois em alguns lugares é preciso ter o alvará para conseguir emitir nota fiscal. Por isso recomendamos que você procure a prefeitura de sua cidade ou município.

Lembre-se que você pode contratar um funcionário para te ajudar, e é possível pensar em parcerias de produção.

Como se formalizar como MEI para e-commerce

Para abrir sua MEI como e-commerce, você precisa definir qual será o seu nicho de trabalho. Assim, você poderá escolher com mais certeza seu CNAE principal e secundário.

Para ter sua loja de roupas online, você precisará do CNAE 4781-4/00, já para artigos fotográficos seria 4789-0/08. E assim por diante.

Descubra quais atividades você pode exercer

Lembrando que você pode abrir a MEI online e grátis através do aplicativo MEI Fácil.

Veja o passo a passo de como abrir uma MEI

 

Alguém aí já está abrindo um e-commerce? Aproveite e leia também sobre como vender em marketplace.

Se este artigo lhe foi útil, compartilhe. Se tiver dúvidas, já sabe! Nos procure no Grupo MEI Fácil.

Também se inscreva na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.