Você gosta de cozinhar e pensa em fazer dessa atividade uma opção de renda extra ou até transformar em sua profissão principal? Se sim, que tal abrir um restaurante MEI? Isso mesmo, é possível abrir um restaurante a partir do CNPJ MEI.

Das quase 20 milhões de empresas no Brasil, 57% delas são MEIs. Além disso, as Microempresas Individuais registradas no ramo da alimentação, como os restaurantes, estão entre os cinco CNAEs mais abertos dos últimos anos.

Isso significa que mais pessoas estão em busca dos seus sonhos de empreender e de conquistar independência financeira, sem precisar trabalhar para os outros.

E se você pensa em abrir um negócio no ramo da alimentação, mas não sabe por onde começar, elaboramos este artigo com as principais dicas para abrir um restaurante MEI e alcançar o sucesso nos negócios. Vem com a gente!

Caso prefira ir direto ao assunto de se interesse, é só clicar nos links abaixo:

Como montar um restaurante?

Abrir um restaurante requer bastante atenção, pesquisa e planejamento. Afinal, é uma decisão capaz de transformar a vida do empreendedor.

Além disso, administrar um negócio nesse ramo é trabalhoso e envolve grandes responsabilidades.

Mas fique tranquilo, estamos aqui para te orientar sobre os principais pontos de atenção na hora de abrir um restaurante MEI.

Qual CNAE registrar para abrir um restaurante MEI?

Para abrir um restaurante, é necessário registrar o CNPJ MEI no CNAE 5611-2/01, na atividade “Proprietário(a) de Restaurante”, com a descrição da subclasse CNAE “Restaurante e similares”.

Vale lembrar que o Microempreendedor individual pode ter até 16 atividades diferentes cadastradas em seu CNPJ MEI, uma como atividade principal e outras 15 atividades secundárias.

Para conferir a lista com as 466 atividades MEI 2021, basta clicar aqui.

Crie um plano de negócio para o restaurante

Quando o assunto é plano de negócio, não importa o CNAE da empresa, é essencial que todo empreendedor desenvolva esse documento com bastante foco, clareza e responsabilidade.

Afinal de contas, é por meio dele que toda a estruturação do negócio se desenvolve. E isso envolve desde o público atendido até a contratação de um funcionário.

O valor investido no negócio (capital social), obviamente, também deve estar inserido nesse documento. Não existe um valor mínimo ou máximo de capital social para aplicar na empresa, mas sim a responsabilidade de calcular o tempo necessário para receber o retorno desse dinheiro.

No caso de uma MEI, o faturamento anual máximo é de R$ 81 mil. E esse valor serve de base para entender o quanto de capital social vale a pena ser investido para abrir um restaurante, a partir da categoria de Microempresa Individual.

Ao desenvolver o plano de negócios para abrir um restaurante MEI, é necessário incluir os seguintes itens:

Onde abrir o restaurante?

Após estruturar seu plano de negócio, defina, de acordo com seu público e serviço oferecido, onde e como vender seus produtos.

Se o seu objetivo for oferecer pratos prontos ou refeições rápidas para trabalhadores e funcionários de escritórios, procure se estabelecer em regiões que recebem esse fluxo específico de pessoas.

Lembre-se também: vender refeições por delivery está mais fácil do que nunca. São diversas opções de aplicativos que podem te oferecer o serviço.

E caso não queira pagar as taxas que a empresas cobram, você pode realizar as entregas por conta própria. Uma opção de gerenciamento, é utilizar o WhatsApp Business para atender os clientes e controlar os pedidos.

Mas, antes de definir a região para oferecer seu serviço, analise todos os custos envolvidos na operação, como o aluguel do ponto comercial e taxas/custos de entrega, por exemplo.

Equipamentos para o restaurante

Outro ponto que gera bastante dúvidas aos empreendedores que buscam abrir um restaurante, é o equipamento necessário para que a operação funcione com qualidade.

Um fator importante é definir exatamente as necessidades estruturais do restaurante, e assim não investir em equipamentos que serão pouco utilizados.

Se o planejamento for eficiente, é possível economizar bastante nessa etapa.

Listamos abaixo alguns dos principais equipamentos para abrir um restaurante MEI. Lembrando que eles podem variar de acordo com os serviços e produtos produzidos.

  • Mesas, cadeiras, bancos;
  • Armários e prateleiras para armazenamento de insumos e bebidas;
  • Geladeira e/ou freezer para armazenamento dos alimentos;
  • Fogão, chapa, forno a gás/elétrico, forno micro-ondas e exaustor de fumaça;
  • Fritadeira elétrica, assadeira, panelas e utensílios de cozinha em geral;
  • Estufas para salgados ou sobremesas;
  • Ar condicionado e TVs, caso necessário;
  • Computador para gerenciamento financeiro e controle de pedidos.

Pense no cardápio

Definir um cardápio que faça sentido para seu público e região atendida, é essencial para atrair clientes.

Quando o cardápio de um restaurante é bem feito, de boa aparência e leitura, o cliente logo imagina que a comida também seja da mesma forma.

Por isso, dedique-se na produção do seu cardápio e entenda que ele pode ser a porta de entrada para as pessoas consumirem sua refeições.

Segue abaixo algumas opções de site onde você pode fazer o seu cardápio online grátis:

Quanto custa abrir um restaurante MEI?

Definir um preço geral ou padrão para abrir um restaurante é quase impossível. Pois uma grande variedade de fatores envolve esse cálculo. Como público-alvo, ponto comercial, equipamentos, comprar de insumos, negociação com fornecedores, dentre outros custos iniciais.

Mas, de modo geral, o custo de abertura de um restaurante envolve uma possível reforma do imóvel e instalações dos móveis, equipamentos e utensílios para a produção e armazenamento dos alimentos, assim como estrutura do salão, além da aquisição de um estoque de insumos e capital de giro necessário para funcionar o negócio.

Uma dica é entender o valor do capital social que você pode investir, quais os objetivos do negócio a curto, médio e longo prazo e quantas pessoas pretende atender.

Uma vez que essas respostas forem respondidas, ficará mais claro definir o custo para abrir um restaurante MEI e, realmente entender se vale a pena começar como Microempreendedor Individual ou já partir para uma Microempresa (ME), por exemplo, cujo faturamento anual já é de até R$360 mil.

Qual o custo de um funcionário MEI?

Quem é MEI conta com diversas facilidades para formalizar o negócio. E a contratação de um funcionário é uma delas. Afinal, para abrir um restaurante, é quase que essencial contratar alguém para ajudar nas operações do dia a dia.

O custo total da contratação de um funcionário pelo MEI é de 11% sobre o valor total da folha de salário: 3% referentes ao INSS e 8% ao FGTS.

Para 2021, o custo total de um funcionário MEI é de R$ 121,00. Além do seu salário, é claro, levando em consideração que o mesmo receberá um salário mínimo.

Para entender melhor como fazer os cálculos que envolver a contratação de um funcionário MEI, basta clicar aqui.

Quais meios de pagamento oferecer no restaurante?

Antes de escolher os meios de pagamento que seu restaurante aceitará, entenda quais fazem mais sentido para o público atendido. Esse exercício também possui papel importante no planejamento de vendas, presente no seu plano de negócio.

Oferecer pagamentos no débito e crédito, a partir do uso de maquinha de cartão é quase que essencial hoje em dia.

Entenda também se o seu público utiliza o vale refeição e então habilite essa função na sua maquininha.

Pagamentos via Pix e WhatsApp Payments também são uma boa pedida.

Por fim, evite aceitar formas de pagamento que ofereçam risco de recebimento, como cheques, por exemplo.

Fique de olho no Alvará de Funcionamento e Leis para o setor

No que diz direito ao ramo da alimentação, a formalização se torna necessária por conta das exigências de condições de higiene determinadas pela Vigilância Sanitária.

Elaboramos um artigo para te ajudar a entender tudo sobre alvará de funcionamento. Basta clicar aqui.

Recomendamos também que entre em contato com a prefeitura de sua cidade. Assim, você poderá conhecer com detalhes os passos para regularizar seu empreendimento.

Além do alvará, ao abrir um restaurante MEI, você precisará:

  • Registar sua empresa na Junta Comercial;
  • Realizar a inscrição na prefeitura para obtenção do alvará de localização;
  • Obter autorizações de funcionamento junto ao Corpo de Bombeiros e outros órgãos reguladores.

Por fim, fique sempre atento e cumpra as exigências abaixo:

  • Pela lei nº 9.294/1996, é proibido fazer uso de cigarro em ambientes públicos e fechados;
  • Também é proibida a venda de bebida alcoólica a menores de 18 anos, de acordo com a lei nº 8.069/1990;
  • É necessário adotar procedimentos que estejam adequados ao regulamento de boas práticas para serviços de alimentação, de acordo com a resolução n° 216 da Anvisa.

Já conhece a MEI Fácil?

Se você ainda não tem sua conta MEI Fácil, que tal abrir uma e aproveitar todos os benefícios que ela tem a oferecer?

Com a nossa conta você tem acesso a todos os serviços dos bancos tradicionais, mas de forma digital e sem qualquer custo nas transações diárias.

Você pode pedir a sua Maquininha de cartão, o cartão de crédito MEI Fácil e gerar boletos de cobrança, essenciais para o sucesso de uma MEI.

E mais: com a conta MEI Fácil é possível pagar fornecedores, receber de clientes e realizar transferências, tudo em um só lugar.

Para facilitar ainda mais a organização financeira da sua empresa, com a conta MEI Fácil você também tem maior controle sobre os seus gastos por meio da emissão de extratos e do registro do dinheiro que sai diretamente no aplicativo, o que evita surpresas no fim do mês.

Não perca tempo, abra a sua conta MEI Fácil agora mesmo! É só clicar aqui.

Estamos aqui para ajudar você em sua jornada como MEI. Seja para falar sobre finanças ou resolver questões relacionadas ao CNPJ, você pode contar com atendimento e suporte de qualidade de nossa equipe.

Inscreva-se na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.