Você possui uma MEI e quer arrasar nas compras com fornecedores? Então confira as principais estratégias de negociação e melhore os resultados do seu negócio!

A maioria empresas já devem ter passado por situações de compra onde tiveram que negociar com fornecedores um tanto quanto complicados para se fechar negócio.

Seja a respeito de prazos, preços, formas de pagamento, entre outros pontos, existem momentos da negociação que se tornam difíceis de administrar e você corre o risco de fechar um negócio prejudicial à sua empresa.

Pensando nisso, elaboramos este artigo para te mostrar as principais estratégias de negociação utilizadas por grandes empresas para que você tenha sucesso quando sair às compras. Vem com a gente!

10 estratégias de negociação para o MEI aplicar com fornecedores

Selecionamos 10 estratégias de negociação que podem ser aplicadas em todas as MEIs. Confira abaixo:

Pesquise o mercado e o produto

Antes de começar a negociar uma compra com fornecedores, é essencial que você domine tudo sobre o produto, insumo ou serviço que busca no mercado.

Avalie o preço médio dele, as diferentes marcas e seus custos-benefícios, busque saber qual o prazo estimado para a chegada do produto, as formas e condições de pagamento mais comuns e principais fornecedores da sua região ou do Brasil.

Ao fazer esse “dever de casa”, você chegará preparado para negociar até os mínimos detalhes da compra, se necessário.

Tenha certeza do que está negociando

Após entender todos os aspectos do mercado e do produto que está buscando, você conseguirá estruturar exatamente as características da sua mercadoria e o que ela precisa ter para contemplar as necessidades da empresa.

Além disso, tenha certeza da quantidade exata que precisa comprar. Pesquise por tipos de desconto oferecidos no mercado e elabore argumentos que mostram o seu domínio sobre o que deseja.

Tenha sempre em mente: assim como você está procura pelo melhor produto com o menor preço, o fornecedor quer vender pelo maior preço, pois é assim que ele lucra.

Portanto, chegue preparado, caso contrário ficará sem argumentos e o resultado da negociação pode não sair como imaginou.

Defina os prazos e preços

Antes de iniciar a negociação, analise a quantidade de produto em seu estoque e em quanto tempo precisará abastecê-lo. Isso te permitirá entender qual o prazo máximo que o fornecedor precisa cumprir para que você não congele sua produção ou deixe de ofertar o serviço para seus clientes.

A definição do preço que está disposto a pagar é tão importante quanto o entendimento do prazo.

Para tanto, inicie a negociação sabendo o preço médio do produto no mercado, os possíveis descontos que podem ser oferecidos e as principais formas de pagamento aceitáveis.

Depois de verificar esses pontos, determine qual o melhor prazo e preço (seja realista ao fazer isso), e foque em alcançá-los durante a negociação.

Conheça os limites da sua MEI

Não inicie uma negociação sem compreender 100% quais são os limites da sua MEI. Ou seja, quais produtos conseguem cumprir com as suas necessidades, o prazo máximo que pode esperar para a chegada produto, o preço limite que pode pagar por unidade e quais formas de pagamentos são compatíveis com as finanças da empresa.

Para isso, estude o seu negócio – o planejamento financeiro, fluxo de caixa, controle de estoque e a demanda pelos seus serviços.

Escute bastante antes de falar

É uma das principais estratégias de negociação e vale para todas as situações. Ao permitir que o fornecedor fale primeiro, você consegue, desde o início da conversa, entender quais as características dele, como é o produto oferecido, prazos estipulados, assim como preços e formas de pagamento.

Desta maneira, quando for elaborar uma contraproposta, você entenderá quais as limitações e condições oferecidas pelo fornecedor para adaptá-las às necessidades da sua MEI.

Por fim, evite falar muito e assim expor informações estratégicas da empresa, pois isso pode prejudicar o seu poder de negociação. Fale apenas o que julgar importante para a situação, sem entregar seus objetivos e limites estabelecidos.

Deixe a emoção de lado

Em uma negociação, a razão deve sempre falar mais alto do que a emoção. Não expresse raiva, desconforto e falta de confiança. Isso pode se voltar contra seus interesses de negócio.

Uma dica para não deixar suas emoções te atrapalharem nesse momento, é buscar o autoconhecimento.

Separe um tempo para refletir e entender quais emoções e sentimentos podem te afetar, normalmente são os mesmos que você demonstra nas situações do a dia a dia, e foque em controlá-los.

Ou seja, busque ajuda de profissionais, leia livros e introduza exercícios na sua rotina que ajudam a amenizar essas emoções.

Elabore argumentos consistentes que poderão te proteger contra essas situações.

Busque uma parceria, não um conflito

Tenha sempre em mente que seus fornecedores não são adversários, mas sim parceiros. Os dois possuem interesses e querem sair ganhando ao final da negociação, mas, nada impede que seja construída uma relação de “ganha-ganha” entre as partes.

Quando se cria um relacionamento saudável e de longo prazo com fornecedores, novas oportunidades surgem. Portanto, procure por alternativas que sejam ótimas para a sua empresa e boas para o fornecedor.

Seja flexível na negociação

Por mais que você precise iniciar a negociação com produtos, prazos, preços e formas de pagamento bem definidos, seja flexível com as sugestões e propostas do fornecedor.

Como mencionado acima, é preciso estabelecer limites aceitáveis para negociar um produto, então utilize dessa análise para argumentar com o fornecedor e mostrar que você está disposto a caminhar na direção dele.

Tal comportamento irá transmitir confiança e a sensação de que você está sendo equilibrado e parceiro com o outro lado.

Não feche um negócio que ultrapasse os limites da sua MEI, contudo, utilize dessa margem para atingir o sucesso na negociação.

Tenha sempre um plano B

Elaborar um alternativa “reserva”, caso o plano principal não se encaminhe, é uma das estratégias de negociação mais importantes para o MEI.

Ao identificar um possível segundo cenário com antecedência, você evita se colocar em uma posição desfavorável durante a negociação.

Foque nas necessidades da sua empresa, não em disputar a posição ou razão com o fornecedor.

Se a negociação não seguir para algum dos cenários aceitáveis no seu ponto de vista, não há nada de errado em deixar de fechar negócio. Isso poderá te preparar em futuras negociações.

Use a tecnologia para agilizar a negociação

Por mais que as estratégias de negociação sejam as mesmas desde muito tempo atrás, a tecnologia chegou para agilizar processos e facilitar a vida do comprador e do fornecedor.

Realizar reuniões por vídeochamada é uma ótima opção, seja para economizar tempo, caso o fornecedor resida em outro estado ou cidade distante da sua, ou para respeitar o distanciamento social causado pela pandemia, por exemplo.

A assinatura digital de documentos e contratos também surgiu como uma alternativa para agilizar a negociação e tornar o processo mais seguro e de fácil acesso.

Existem diversas opções de ferramentas de assinatura digital que você pode utilizar para implementar na sua empresa, como por exemplo a DocuSign, ClickSign, AdobeSign e Contraktor.

Dica extra de negociação

Pague à vista

Sem dúvidas, uma das principais formas de conseguir desconto na compra de mercadorias é pagando à vista.

Caso você tenha capital suficiente ou um cartão de crédito MEI para realizar o pagamento à vista do produto comprado, fica mais fácil de pedir desconto ao fornecedor.

Contudo, o mais importante é realizar isso com consciência e responsabilidade financeira.

Se você não conseguir pagar à vista de maneira saudável, não tem problema! Busque, por meio da negociação, outros tipos de descontos e vantagens na hora do pagamento.

 

Agora que você já conheceu as principais estratégias de negociação para aplicar na sua MEI, foque em entender tudo sobre o seu produto ou serviço e mercado de atuação para conseguir melhores resultados. Decole o seu negócio!

Já conhece a conta MEI Fácil?

Se você ainda não tem sua conta MEI Fácil, que tal abrir uma e aproveitar todos os benefícios que ela tem a oferecer?

Com a nossa conta você tem acesso a todos os serviços dos bancos tradicionais, mas de forma digital e sem qualquer custo nas transações diárias.

Você pode pedir a sua Maquininha de cartão, o cartão de crédito MEI Fácil e gerar boletos de cobrança, essenciais para o sucesso de uma MEI.

E mais: com a conta MEI Fácil é possível pagar fornecedores, receber de clientes e realizar transferências, tudo em um só lugar.

Para facilitar ainda mais a organização financeira da sua empresa, com a conta MEI Fácil você também tem maior controle sobre os seus gastos por meio da emissão de extratos e do registro do dinheiro que sai diretamente no aplicativo, o que evita surpresas no fim do mês.

Não perca tempo, abra a sua conta MEI Fácil agora mesmo! É só clicar aqui.

Estamos aqui para ajudar você em sua jornada como MEI. Seja para falar sobre finanças ou resolver questões relacionadas ao CNPJ, você pode contar com atendimento e suporte de qualidade de nossa equipe.

Inscreva-se na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.