Serviços de entrega rápida: como atuar como MEI?

6 minutos de leitura
Homem segurando caixas em frente a carro
Navegue pelo conteúdo

Já pensou em atuar como MEI em serviços de entrega rápida? Muita gente tem dado passos nessa direção e você logo vai entender o porquê!

Essa categoria de atividade inclui os trabalhadores de entrega de aplicativo, um segmento em franco crescimento, uma vez que acompanha a expansão do mercado de e-commerce no Brasil.

Para se ter uma ideia, em 2020, impulsionado pela pandemia, o setor de vendas online teve um avanço impressionante, crescendo 56,8% em relação ao ano anterior.

Já na comparação de 2021 com 2020, o faturamento foi de R$ 161 bilhões, indicando uma alta de 27% em relação a 2020.

E, como se não bastasse, o negócio ganha mais força em 2022, mostrando uma receita de vendas que cresceu US$ 8,1 bilhões (de dólares!) no ano comparado com o período anterior.

Como você pode observar, todos esses números se relacionam com algo fundamental para o funcionamento de muitos e-commerces: os serviços de entrega rápida.

Quer saber mais e como ser MEI? Continue a leitura com a gente!

Serviços de entrega rápida: que negócio é esse?

Acompanhando o crescimento acelerado de vendas pela internet, o serviço de entrega rápida vem ganhando mais espaço a cada dia que passa. Essa é uma tendência que ocorre não isoladamente no Brasil, mas por todo o planeta.

Mas o que é o serviço de entrega rápida? Garantir a satisfação do consumidor é um dos objetivos de qualquer empresa que faça vendas online.

E, para isso ocorrer, a entrega do produto é parte vital dessa relação entre cliente e marca.

O serviço de entrega rápida auxilia toda a cadeia do setor, promovendo o envio de encomendas em menor tempo, dando destaque e muito mais competitividade para quem vende em um mercado repleto de concorrência.

Assim, podemos dizer que o serviço de entrega rápida é um tipo de frete em que o cliente pode receber a sua mercadoria em um prazo curtíssimo, que varia de minutos, horas até 2 dias, dependendo do item.

À medida que os mecanismos de vendas pela internet e por aplicativos evoluem, há a necessidade da evolução também de toda a logística por trás de cada venda

Nesse aspecto, os serviços de entrega rápida são eficientes em garantir ao consumidor o prazo rápido oferecido pela lojista. O mercado é muito amplo para quem decide iniciar um negócio no ramo de serviços de entrega rápida.

Essa é uma área que pode cobrir clientes como delivery de alimentação, bancos, empresas varejistas, de logística, hospitais, farmácias e muitos outros negócios.

Veja o passo a passo para abrir uma lanchonete como MEI.

MEI pode oferecer serviços de entrega rápida?

Quer uma boa notícia? Você pode se tornar um microempreendedor individual (MEI) atuando com serviço de entregas rápidas.

Na hora de abrir sua MEI, você deve selecionar como atividade principal o código CNAE 5320-2/02.

As ocupações permitidas dentro deste CNAE são:

  • Serviços de coleta de encomendas;
  • Distribuição de jornais em domicílios;
  • Entrega de jornais e revistas em domicílio sob contrato;
  • Entrega de medicamentos;
  • Entrega de refeições, alimentos para restaurantes;
  • Entrega rápida de encomendas por motoboy;
  • Entrega em domicílio de jornais, revistas, catálogos e outras publicações.

Todas essas atividades estão inseridas na descrição da subclasse “Serviços de Entrega Rápida” da Classificação Nacional de Atividades Econômicas.

Como MEI, o profissional não paga ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), mas deve pagar o ISS (Imposto sobre Serviço).

Caso você atue como entregador de malotes, o seu código CNAE será 5320-2/01. Nesse cenário, será preciso pagar o valor do ICMS, ou seja, mais R$ 1 por mês (sim, é pouquinho mesmo).

Vale a pena ser MEI entregador?

Talvez você esteja se perguntando se realmente vale a pena se tornar um MEI e fazer a contribuição mensal, não é mesmo?

Para responder, listamos agora as principais vantagens de ser um MEI:

Descubra se vale a pena abrir um MEI para sair do desemprego.

O CNPJ MEI serve para as pessoas que geralmente trabalham por meio autônomo e que buscam formalizar a prestação de serviços.

Com a abertura do MEI, você garante direitos trabalhistas no regime de microempreendedor individual.

Muito legal, não é?

Quanto custa ser MEI de serviços de entrega?

Para atuar como microempreendedor individual, é necessário fazer uma contribuição mensal referente ao recolhimento de imposto.

Para o registro como prestador de serviços de entregas rápidas, o Documento de Arrecadação do Simples Nacional ou boleto DAS terá o valor de R$ 71 em 2023.

Abaixo você confere como esse valor é formado:

  • Contribuição ao INSS — 5% do salário mínimo (R$ 66);
  • Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) — taxa fixa de R$ 5;
  • Empresas de serviços (INSS + ISS): R$ 71.

Lembrando que o DAS deve ser pago todos os meses no dia 20, e é fundamental para manter o seu CNPJ ativo.

Veja aqui o passo a passo sobre como emitir o boleto DAS.

Quais são as obrigações do MEI?

Com os direitos, vêm também os deveres. Se você optar por abrir sua MEI, você precisará:

  • Pagar o DAS mensalmente (aquele valor que comentamos nos tópicos acima);
  • Manter o seu faturamento anual abaixo de R$ 81 mil (valor que pode passar para R$ 144 mil em 2023);
  • Realizar a contratação de um funcionário (opcional);
  • Fazer a declaração anual do MEI;
  • Não ser sócio de outra empresa.

Vai falar que as obrigações não são bem simples para tantos benefícios?

Saiba tudo sobre as obrigações do MEI em um artigo completo!

Entregador formalizado: hora de abrir sua MEI

Além de todos os benefícios de ter um MEI que já comentamos, sabia que a abertura da sua MEI é gratuita? Incrível, não é mesmo?

O primeiro passo após decidir se tornar um entregador formalizado é você baixar o aplicativo MEI Fácil por Neon.

Em seguida:

  • Insira seus dados pessoais;
  • Insira os dados do negócio;
  • O endereço de onde será a MEI;
  • Último passo: verificação final. Basta digitar o número do recibo da sua declaração do Imposto de Renda ou, caso você não tenha declarado, é só inserir o número do seu Título de Eleitor.
Banner com CTA para baixar aplicativo MEI Fácil por Neon

Já tenho CNPJ MEI: posso ser entregador?

Sim! Se você já possui um CNPJ MEI, não precisa se preocupar.

Você pode incluir até 16 atividades diferentes no seu cadastro MEI. Para ser um entregador, você deve se cadastrar na atividade correspondente.

Para alterar seus dados cadastrados no CNPJ MEI sem custos, você pode usar novamente o app MEI Fácil por Neon.

Além disso, oferecemos suporte e orientação para diversos temas, como nota fiscal e declaração anual do MEI através de atendimento exclusivo.

MEI entregador de aplicativos: como funciona na prática?

Para te ajudar a entender como optar pelo serviço de entrega rápida atrelado ao seu MEI, vamos te mostrar como isso pode funcionar com o aplicativo Rappi.

Nesse segmento, as entregas podem ser feitas com motos, veículos de pequeno e médio porte, até mesmo pequenos caminhões, desde que atendam a demanda de entregas com qualidade e agilidade.

O entregador por aplicativo, ou prestador de serviço de entregas rápidas recebe por cada entrega, e o vendedor tem seu produto levado até o cliente final de forma rápida e segura.

Usaremos o exemplo do Rappi, mas lembramos que você pode atuar com outro app de entrega de encomendas, como Eu Entrego, Uber Direct, Cornershop, Lalamove, Borzo, Loggi e Shippify, entre outros.

Saiba também como se cadastrar no iFood para vender.

MEI no Rappi Delivery

O Rappi funciona basicamente como um serviço de entrega de diversos produtos de diferentes comércios.

Ao contrário de seus concorrentes, as entregas do Rappi vão além de restaurantes. Através do aplicativo, é possível pedir produtos de supermercados, farmácias, lojas e muito mais.

Vamos explicar para você como funciona a prestação de serviços para o Rappi, qual o salário, entre outros detalhes que envolvem a relação com o CNPJ MEI.

Passo a passo para ser entregador no Rappi

Para prestar serviços como Rappi MEI, siga os passos abaixo:

  • Baixe o app Rappi Entregador;
  • Cadastre-se e aguarde a aprovação dos documentos;
  • Após isso, você deve assistir a uma palestra sobre o serviço em alguma sede da Rappi. Também existe a opção de realizar um treinamento online;
  • Feito isso, você já pode começar a trabalhar na região onde escolheu atuar.

É importante dizer que o entregador Rappi MEI deve ter idade mínima de 18 anos e o seu próprio veículo para fazer as entregas. Portanto, deve possuir a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) validada no aplicativo.

Qual é o salário do entregador Rappi MEI?

O sistema de remuneração do aplicativo Rappi funciona de acordo com o desempenho e as entregas concluídas do entregador.

Quanto mais entregas você fizer, mais você recebe pelo serviço. O entregador escolhe o melhor horário para trabalhar.

Algumas corridas, por conta da dificuldade do trajeto, podem sair mais caras, gerando mais lucro para o entregador. Em dias chuvosos, o valor do frete geralmente aumenta também.

O entregador visualiza seus ganhos dentro do aplicativo, podendo assim monitorar seu desempenho.

Já tomou sua decisão? Leia ainda o nosso conteúdo sobre MEI motorista de aplicativo.

Inscreva-se também na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.

Este artigo foi útil?
Nota Média: 4.3 | Votos: 11
Tags:
Vale a pena ler