Loja de produtos naturais: confira dicas para abrir e ter sucesso

6 minutos de leitura
Mulher em loja de produtos naturais
Navegue pelo conteúdo

Devido à mudança de hábitos alimentares dos brasileiros, muitos empreendedores estão apostando suas fichas em lojas de produtos naturais.

Segundo dados divulgados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas e Micro Empresas (Sebrae), o mercado de alimentação natural e saudável cresceu por volta de 98% nos últimos anos.

Este é um reflexo da tomada de consciência do impacto da alimentação na qualidade de vida.

Para ajudar você a empreender, listamos os 8 passos para você abrir sua própria loja de produtos naturais!

Confira também nossas dicas de valores de investimento, abertura de CNPJ e muito mais!

Como abrir uma loja de produtos naturais em 8 passos

O mercado de produtos saudáveis nunca esteve tão aquecido.

A cada dia, a indústria de alimentação se reinventa com novos produtos como frutas desidratadas, suplementos proteicos e itens veganos, criando infinitas possibilidades para o comércio.

Pegue seu bloco de anotações e siga as 8 etapas para abrir uma loja nesse ramo!

1. Tenha um planejamento bem elaborado

O segredo de todo empreendimento bem-sucedido é elaborar um bom planejamento. Assim, é preciso que você tenha bem claro quais serão as características da sua empresa.

Os seguintes questionamentos podem orientar você nos planejamentos iniciais:

  • Quem é meu público-alvo?
  • Quem é minha concorrência e como funciona?
  • A minha região aceitaria uma loja desse ramo?
  • Quais são minhas metas e objetivos?
  • Quais serão os principais desafios?
  • Qual o retorno esperado e quando o alcançarei?

Com todas as informações que você juntar, crie seu plano de negócio. Ele será o mapa que guiará seu crescimento, deixando muito bem definido o que fazer em cada situação adversa encontrada.

Este é um bom momento para você também investir em educação financeira e garantir a melhor gestão administrativa possível.

Afinal, ao saber como lidar com o dinheiro da empresa, você reduz drasticamente as chances de tomadas de decisões incorretas e gastos desnecessários.

2. Entenda os custos

Como parte do próprio plano de negócio, você precisará mapear quais serão todos os gastos e despesas. Assim, ficará mais fácil para você preparar seu bolso.

Liste todos os equipamentos que serão necessários, bem como gastos com infraestrutura e aquisição de estoque.

Anote absolutamente tudo, pois esta é a etapa na qual você identifica a possível necessidade de adquirir linhas de crédito com instituições financeiras.

A boa notícia é que os bancos e fintechs oferecem condições de crédito específicas para quem é MEI, com parcelamentos acessíveis e juros reduzidos.

Por fim, para o empréstimo não virar uma bola de neve de dívidas, elabore um firme planejamento financeiro para sua empresa.

Um controle de caixa assertivo e detalhado é essencial para não haver imprevistos no orçamento.

Para ajudar, utilize ferramentas como uma planilha de controle financeiro.

3. Tenha uma boa estrutura

O local do seu estabelecimento deve ser decidido com base em dados relevantes.

Para isto, responda às seguintes perguntas:

  • Onde seu público-alvo frequenta?
  • Onde você terá acesso a uma grande circulação de pessoas?
  • O espaço terá ou não estacionamento?
  • Onde vai ficar o estoque?
  • É preciso um ambiente refrigerado?

Procure espaços menores para o início do empreendimento, avaliando o custo-benefício de gastos de aluguel.

4. Defina quais produtos vender

Analisando seu público-alvo, defina o catálogo inicial de produtos naturais.

A expectativa é que, com o tempo, você direcione sua loja para os produtos que estão vendendo mais.

Entre os itens mais procurados estão:

  • Cereais;
  • Chás medicinais;
  • Suplementos proteicos;
  • Grãos e leguminosas;
  • Frutas desidratadas;
  • Alimentos vegetarianos e veganos;
  • Alimentos sem glúten.

Observe a concorrência para descobrir as marcas vendidas, assim você terá mais noção do que incluir no catálogo.

5. Escolha bons fornecedores

Trabalhar com bons fornecedores permite entregar produtos de alta qualidade. Portanto, faça uma análise prévia dos itens que você irá comercializar, para que seu empreendimento não fique associado à venda de produtos ruins.

Além disso, prefira os fornecedores cuja negociação seja mais harmônica. Avalie o tempo de entrega e como eles atendem pequenos compradores.

Afinal, trabalhar com bons parceiros facilita muito o dia a dia do empreendedor.

6. Utilize plataformas de venda online

Sabemos que todo início de uma empresa pode ter custos que não cabem no orçamento. Nesse caso, você pode optar por fazer uma loja de produtos naturais online.

Você pode começar a vender os seus produtos através das redes sociais, por exemplo! Por isso, faça boas fotos dos seus produtos para vender mais.

Outra dica é colocar sua loja de produtos naturais no Google Meu Negócio. Sabe quando as pessoas procuram por “lojas de produtos naturais” no Google e as pesquisas mostram suas avaliações?

As informações que aparecem são justamente do Google Meu Negócio. Segundo pesquisas, 6 em 10 pessoas descobriram novas empresas em 2022 através dessa ferramenta.

Leia também: Empreendedorismo sustentável: 5 ideias para sua MEI

7. Defina suas metas e quanto vai ganhar

Ao fazer seu planejamento, defina suas metas financeiras de curto, médio e longo prazo. Estabeleça números realistas e use os objetivos como guia para estratégias de marketing e vendas.

Foque em fechar no azul: pagar os fornecedores, seus funcionários e as demais despesas do MEI.

Dica: mantenha sempre uma reserva de emergência para cobrir os possíveis imprevistos.

8. Mantenha um excelente padrão de atendimento

Nada afasta mais o consumidor do que um atendente mal-educado, não é mesmo? Desta forma, priorize sempre as boas práticas de atendimento ao cliente.

Afinal, esta é a forma mais clássica de fidelizar sua clientela. Aos poucos, as pessoas irão indicar sua loja para vários amigos e parentes, ampliando cada vez mais o alcance do seu comércio.

Quanto custa ter uma loja de produtos naturais?

A resposta é: depende, pois os custos estão muito associados ao formato do empreendimento.

Por exemplo, uma loja 100% virtual demandará menos gastos do que uma loja física no shopping, por exemplo.

Desta forma, os gastos podem variar de poucas centenas a dezenas de milhões de reais.

Se a sua intenção for iniciar um empreendimento com baixo orçamento inicial, saiba que existem opções muito acessíveis, como redes de nanofranquias que permitem iniciar abrir uma unidade com investimento modesto.

Como exemplo, você pode abrir uma Mr. Detox por valores de R$ 6 mil a R$ 10 mil, sendo que a loja é 100% online.

Veja como abrir uma franquia sendo MEI.

Qual o lucro de uma loja de produtos naturais?

O potencial de lucro de uma loja de produtos naturais depende de uma série de fatores, como o porte da loja, gastos com espaço físico, alcance das vendas, investimentos em divulgação, entre outros.

No entanto, diversas referências citam a média de 10% a 20% de lucro após a quitação de todas as despesas iniciais.

Para calcular a porcentagem de lucro do seu empreendimento, siga a fórmula:

% de lucro = (receita bruta – gastos e despesas) / receita bruta x 100

Você deverá considerar todos os gastos e despesas para poder saber exatamente quanto sua empresa lucrou.

Assim, pode visualizar melhor como as estratégias administrativas são extremamente importantes para a rentabilidade do negócio.

Loja de produtos naturais pode ser MEI?

Sim, é possível abrir um microempreendimento individual (MEI) para sua loja de produtos naturais!

Esta é uma excelente maneira de adquirir vantagens como:

E muito mais! São muito benefícios, não é mesmo?

Ao criar o CNPJ MEI, você deverá informar como uma atividade principal, que no caso pode ser o CNAE 4729-6/99 Comerciante De Produtos Naturais.

Vale a pena ressaltar que você não poderá exceder o faturamento máximo permitido para MEI de até R$ 81 mil por ano.

Se isto acontecer, sua empresa será desenquadrada do MEI para ser incluída em outra classe empresarial.

Desta forma, se você identificar a possibilidade de obter receita bruta maior do que este valor, recomenda-se considerar outros tipos de CNPJ.

Como abrir um CNPJ para loja de produtos naturais?

Agora que você já conferiu as dicas de como montar uma loja de produtos naturais, está na hora de empreender oficialmente, certo?

Antes de tudo, você precisará fazer um cadastro (se ainda não tiver) na plataforma unificada gov.br. Com sua conta gov.br, você conseguirá acessar o portal online dos serviços públicos federais.

Em seguida, prossiga para a abertura do CNPJ propriamente dita. Você pode optar por fazer o procedimento todo no Portal do Empreendedor ou aproveitar as facilidades do aplicativo MEI Fácil por Neon.

Utilizando o aplicativo, basta fazer o login com sua conta gov.br e incluir seus dados pessoais e do empreendimento a ser criado.

Não se esqueça de revisar todas as informações. Ao concluir seu cadastro, você automaticamente receberá uma numeração de CNPJ. Pelo aplicativo, você poderá também acessar seu Comprovante de Condição MEI (CCMEI).

Banner com CTA para baixar aplicativo MEI Fácil por Neon

Para saber mais sobre assuntos relacionados a empreendedorismo, continue acompanhando o blog MEI Fácil por Neon.

Estamos também no Instagram e Facebook, e no YouTube com a TV MEI Fácil.

Planeje cuidadosamente e abra sua tão sonhada loja de produtos naturais!

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Vale a pena ler