O empreendedorismo sustentável é um dos caminhos mais promissores para abrir um negócio no momento.

Cada vez mais, as pessoas estão se conscientizando sobre a importância de preservar o meio ambiente, frear as mudanças climáticas e apoiar causas sociais.

E claro que as empresas têm um papel central nessa mudança – e precisam adotar práticas sustentáveis para atender às novas exigências do consumidor.

Neste post, vamos explicar exatamente o que é empreendedorismo sustentável e como você pode aproveitar essa oportunidade para abrir sua MEI com exemplos de pequenos negócios:

  • O que é empreendedorismo sustentável?
  • Por que investir no mercado sustentável?
  • Perfil do consumidor sustentável
  • Como ser um empreendedor sustentável
  • Exemplos de empreendimentos sustentáveis
  • 5 ideias de negócios sustentáveis para empreender.

Leia até o fim e se torne o mais novo empreendedor sustentável do mercado.

O que é empreendedorismo sustentável?

Empreendedorismo sustentável é uma tendência econômica que une a geração de riqueza à preocupação com fatores sociais e ambientais.

Empresas que fazem parte desse mercado buscam formas de lucrar aliadas ao conceito de desenvolvimento sustentável.

São negócios que se preocupam em preservar os recursos naturais, usar a água e a energia de forma eficiente, evitar o desperdício, ajudar a comunidade, adotar uma gestão ética, entre outras iniciativas.

O objetivo é contribuir com o progresso econômico sem comprometer os recursos para as gerações futuras, e também construir uma sociedade mais justa.

De acordo com um relatório publicado na Allied Market Research (disponível apenas em inglês), o mercado global de tecnologias verdes e empreendedorismo sustentável deve movimentar mais de US$ 48 bilhões até 2027.

O crescimento do setor foi impulsionado, principalmente, pela pandemia do coronavírus e avanço da crise climática no mundo.

E não são só as grandes empresas que entram nessa tendência.

Segundo o Data Sebrae mais de 90% das empresas existentes no Brasil são micro e pequenas (MEIs, microempresas e empresas de pequeno porte), assim o impacto dos negócios menores é decisivo para o desenvolvimento sustentável.

Logo, todas as empresas podem e devem participar desse movimento que contribui para um mundo melhor e traz muitas oportunidades de negócio.

Por que investir no mercado sustentável?

Investir no empreendedorismo sustentável é uma ideia promissora no cenário atual.

Isso porque, com o agravamento das mudanças climáticas e a crise humanitária da pandemia, os negócios sustentáveis vêm ganhando força – e a preferência dos consumidores e investidores.

Como vimos, estamos diante de um mercado bilionário que cresce cada vez mais, e todos estão de olho nessas empresas.

De acordo com uma pesquisa do Mercado Livre publicada no Valor Investe, a procura por produtos sustentáveis aumentou 112% no país.

Além disso, 87% dos consumidores afirmaram preferir empresas sustentáveis em uma pesquisa realizada pela Fiep e publicada no G1.

Perfil do consumidor sustentável

Se você pretende investir no empreendedorismo sustentável, precisa conhecer melhor o perfil do público-alvo que consome esses produtos e serviços.

Em relação ao perfil desse consumidor, um estudo do Instituto Akatu aponta que a maioria pertence às classes A e B, e que boa parte possui ensino superior completo.

Além disso, muitos clientes em potencial estão em nichos específicos, como a comunidade vegetariana, ciclistas, entusiastas de tecnologias verdes e pessoas ligadas às causas ambientalistas e sociais em geral.

Como ser um empreendedor sustentável

Se você gostou da ideia de ser um empreendedor sustentável, o caminho é procurar uma oportunidade para abrir uma MEI nesse mercado ou adaptar seu negócio ao conceito.

Primeiro, você precisa conhecer bem as tendências e práticas que as pequenas empresas adotam para entrar nesse segmento.

Uma referência interessante é o Centro Sebrae de Sustentabilidade, que tem a missão de introduzir o conceito de sustentabilidade na vida das micro e pequenas empresas.

Entre as práticas recomendadas, estão:

  • Planejamento estratégico do projeto de sustentabilidade
  • Uso eficiente de água
  • Uso de fontes energéticas renováveis como energia solar e eólica
  • Gerenciamento de resíduos sólidos (descarte adequado de lixo)
  • Seleção de fornecedores e parceiros ecologicamente corretos
  • Apoio ao desenvolvimento social e econômico da comunidade local.
  • Acesso a benefícios fiscais e políticas públicas voltadas às empresas sustentáveis.

Exemplos de empreendimentos sustentáveis

Não faltam exemplos de empreendimentos sustentáveis que são conhecidos por fazer a diferença no mercado.

No Brasil, a Natura é um símbolo da sustentabilidade nos negócios, com suas ações que preservam o meio ambiente, apoiam comunidades e valorizam as tecnologias verdes.

A empresa usa ingredientes naturais e renováveis em 90% de suas fórmulas, possui certificações reconhecidas internacionalmente e se compromete em neutralizar 100% as emissões de carbono (carbono neutro).

Outro exemplo é a famosa marca de calçados Crocs, que anunciou que será completamente vegana até o final de 2021, eliminando completamente o couro animal de seus produtos.

Na categoria de pequenas empresas, um exemplo é a saboaria artesanal Lá do Mato, que produz cosméticos naturais com ingredientes veganos e vende uma ideia de consumo consciente.

Já a marca Urban Flowers desenvolve calçados veganos e sustentáveis produzidos no Brasil, e vende a ideia de slow fashion (roupas que duram por mais tempo, tanto em qualidade quanto em tendência de moda).

Tem até pequeno empreendedor buscando tornar desnecessário o uso de produtos para higiene, saúde e beleza, começando pelos desodorantes, uma axila de cada vez. Essa marca é a Visto.Bio.

5 ideias de negócios sustentáveis para empreender

Agora que você está por dentro do empreendedorismo sustentável, temos algumas ideias de negócios para compartilhar.

Veja que tipo de MEI você pode abrir nesse mercado:

1. E-commerce de produtos sustentáveis

O e-commerce não para de crescer no Brasil, e vender produtos sustentáveis online pode ser um ótimo negócio.

A loja Morada da Floresta, por exemplo, vende desde itens para compostagem residencial até fraldas ecológicas. Já o e-commerce Use Orgânico é focado em cosméticos veganos, naturais e orgânicos.

A vantagem é que você pode começar vendendo em um marketplace e não precisa investir muito, além de ampliar o alcance de diferentes públicos na internet.

Você também pode apostar no F-commerce, o e-commerce do Facebook.

2. Empresa de cosméticos naturais

A procura por cosméticos naturais cresceu 102% no Brasil, segundo uma pesquisa do GUIA55 publicada na GreenMe.

Cada vez mais, as pessoas buscam produtos feitos com ingredientes naturais e que não são testados em animais.

Logo, é uma grande oportunidade para fabricar ou vender cosméticos sustentáveis.

A dica aqui é você se divulgar nas redes sociais, como TikTok e Instagram. Além disso, grupos de venda do Facebook podem te ajudar, como o Feministrampos – voltado apenas para mulheres.

Uma marca para você conhecer nessa categoria é a Pharma Natural, e ela está presente no Instagram e no TikTok. Junto com a sua loja física e e-commerce, a marca promove cursos presenciais e virtuais em Cosmetologia Natural, Artesanal e Vegana.

Outra marca legal para você conhecer de cosméticos é a Elemento Mineral, que acredita no poder do equilíbrio entre corpo, mente e alma para uma vida mais sustentável. Seus cosméticos são com ativos mineras e vegetais.

3. Serviço de cicloentrega

Com a pandemia, os serviços de entrega explodiram e as bicicletas ganharam seu espaço nesse segmento.

As vantagens são inúmeras: é um meio de transporte silencioso, sustentável e que ocupa pouco espaço nas cidades.

Então, vale ficar de olho na tendência de serviços de cicloentrega – e quem sabe se tornar um dos pioneiros do segmento.

4. Loja de produtos reciclados

Outra ideia interessante é abrir uma loja com produtos feitos de materiais recicláveis.

A Quero Dobra vende carteiras, necessaires, bolsas e outros acessórios recicláveis e reutilizáveis e é um case de sucesso na área.

A empresa ainda adota outras práticas como produção local e estampas feitas por artistas independentes.

5. Restaurante vegano

O Brasil já tem 14% de vegetarianos e 60 % da população interessada em consumir mais produtos veganos, segundo uma pesquisa do Ibope publicada no G1.

Então, abrir um restaurante vegano pode ser uma aposta promissora, principalmente em grandes centros urbanos.

Outra ideia na mesma linha é vender marmitex vegano, para atender ao público que busca praticidade no dia a dia.

Na zona norte de São Paulo, por exemplo, existe Ronetto Fast Food. Um pequeno negócio de salgados veganos e vegetarianos.

 

Gostou das ideias de empreendedorismo sustentável? Esse é o nicho que você estava procurando para comer o seu pequeno negócio?

Então aproveite e veja como abrir uma MEI passo a passo de forma descomplicada. Afinal, um pequeno negócio formalizado te garante diversos benefícios como INSS, desconto em compras de carro e muito mais!

Ah, ficou com dúvida? Nos procure no Grupo do Facebook!

E não deixe de se inscrever na TV MEI Fácil e acompanhar as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.