Quer saber como começar a empreender do zero e conquistar sua independência financeira?

Enquanto alguns enxergam o período de crise como uma fase ruim, outras pessoas veem a oportunidade de finalmente tirar um plano do papel: empreender. E, nessa hora, começar seu negócio como MEI é uma ótima oportunidade de iniciar a trajetória de microempreendedor com o pé direito!

Se você seguir no caminho certo desde o início, terá muito mais chances de sucesso no mercado.

Mas, além de uma boa ideia, você também vai precisar de um bom planejamento, conhecimento de gestão e muita vontade de superar os desafios que vão aparecer.

Por isso, preparamos este guia com o passo a passo de como começar a empreender do zero sem mistérios.

Leia com atenção e veja como é possível ser dono do seu próprio negócio.

Como começar a empreender do zero: passo a passo

Saber como começar a empreender do zero não é tão complicado quanto você pensa.

Acompanhe nosso passo a passo e coloque em prática sua veia empreendedora.

1. Comece pela ideia de negócio

Toda empresa começa com uma ideia com potencial para gerar lucro.

Você não precisa ter, necessariamente, uma grande ideia, porque não é necessário reinventar a roda para ter um negócio bem-sucedido.

O caminho mais comum é atender a uma necessidade da qual os produtos e serviços atuais não dão conta, seja inventando uma nova solução, adaptando o que já existe ou simplesmente mudando a forma de vender.

Usando como exemplo um restaurante, você pode:

  • Vender algo que ninguém vende (como, por exemplo, abrir uma temakeria onde não existe concorrência)
  • Vender algo que já existe no local e já é popular, mas apostar em sabores diferenciados (como uma pizzaria gourmet)
  • Vender algo que já é popular, mas de uma forma inovadora (por exemplo: um food truck de hambúrguer, clube de assinatura de marmitas, dark kitchen – restaurantes que servem comida apenas para viagem, etc.).

O importante é garantir que haja uma demanda no mercado e pensar em algo que tenha um bom diferencial.

A dica, então, é prestar atenção ao redor em busca de uma necessidade não atendida que possa ser aquela oportunidade para você começar a empreender do zero.

2. Vá por um caminho familiar

Conhecer o mercado em que você pretende atuar é um ponto muito importante para começar a empreender do zero.

De preferência, você deve buscar uma área com a qual já tenha familiaridade, que pode estar relacionada à sua profissão atual ou aos seus hobbies.

Assim, você já terá um bom ponto de partida e conhecimento básico sobre o mercado-alvo.

Pense nas pessoas que largam empregos estáveis em grandes empresas para abrir uma doceria, começar um negócio de artesanato ou realizar o sonho de trabalhar com moda, por exemplo.

Geralmente, são empreendedores que já tinham uma paixão antiga e resolveram encarar o desafio de transformá-la em sua principal fonte de renda.

Você mesmo pode ser que tenha alguma atividade, projeto paralelo ou hobby que possa se tornar um negócio lucrativo.

E nada impede também que você siga na sua própria área de atuação — o famoso “deixar de ser empregado para virar empregador”.

3. Confirme se há demanda no mercado

Um dos principais erros dos empreendedores iniciantes é ter uma ideia de negócio incrível, mas que não tem uma demanda real no mercado.

Um exemplo disso são os clubes de assinatura de calçados, que sumiram do mercado porque as pessoas ainda preferem ir à loja comprar seus sapatos ou comprar de forma avulsa pela internet.

Então, antes de colocar sua ideia em prática, é muito importante fazer uma pesquisa de mercado para entender se as pessoas realmente comprariam seu produto ou serviço.

Você pode fazer isso informalmente, perguntando para familiares e amigos, e também fazer buscas em redes sociais e utilizar dados de pesquisas já realizadas.

4. Descubra o que você precisa para começar

Algumas preocupações vão surgir na hora de montar o negócio:

Muitas perguntas surgem, mas se você souber qual a atividade que vai exercer, fica muito mais fácil saber o que você precisa para entender como abrir uma empresa.

Por isso, os três itens acima são tão os primeiros! E agora que você já tem uma ideia e sabe que existe demanda no mercado, o próximo passo é descobrir o que você precisa para começar seu negócio.

Isso varia muito de acordo com o tipo de empresa.

Se você pretende abrir uma loja online, por exemplo, pode começar sozinho na sua casa tendo apenas um computador conectado à internet.

No início, é possível entrar em marketplaces como o Mercado Livre, onde todo o sistema de divulgação e entrega já vem pronto e você só paga comissões por venda.

Logo, um negócio online desse tipo tem um custo praticamente zero e requer apenas o trabalho de cadastro, vendas, divulgação e envio de mercadorias.

Confira todas as vantagens da loja online para o MEI.

Agora, se você vai montar uma loja física, a coisa fica um pouco mais complexa, pois é preciso alugar um ponto, ter um estoque e, possivelmente, contratar no mínimo um funcionário.

5. Faça seu plano de negócio

Depois de verificar o que será necessário para começar a empreender do zero, você já pode organizar essas informações em um plano de negócio.

Basicamente, é um roteiro que detalha tudo o que sua empresa vai precisar para iniciar suas atividades.

Esses são os pontos que não podem faltar:

  • Nome da empresa e área de atuação
  • Estudo do mercado e da concorrência
  • Descrição do produto ou serviço e seus diferenciais (o que vender)
  • Definição do público-alvo (para quem vender)
  • Modelo de negócio (como vender)
  • Plano operacional (como vai funcionar a empresa)
  • Plano financeiro (capital inicial necessário, capital de giro, orçamento, etc.)
  • Plano de marketing (como a empresa será divulgada).

Análise de SWOT – Faça um mapa de oportunidades para o seu negócio

6. Faça um curso de gestão

Independentemente da sua área de negócio, é indicado que você, no mínimo, faça um curso de gestão para aumentar sua chance de ter sucesso ao começar a empreender do zero.

O que acontece muito é a pessoa abrir uma empresa em uma área na qual é especialista, mas acabar quebrando porque não entende nada de gerenciamento de negócios.

De acordo com o estudo Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, publicado em 2019 pelo IBGE, 6 em cada 10 empresas brasileiras fecham as portas antes de completar cinco anos de atividade.

Para fugir dessa estatística, é preciso buscar qualificação sobre gestão e entender o básico de contabilidade, finanças, operações, vendas e marketing.

No caso do MEI, isso é ainda mais importante, pois muitas vezes o microempreendedor não tem nenhum funcionário e precisa dar conta de tudo sozinho.

Confira os 6 cursos do Sebrae que todo MEI deveria fazer.

7. Abra sua MEI

Em 2020, as MEIs tiveram um crescimento de 8,4% em relação ao ano de 2019. Esse crescimento representa empreendedores que encontraram na MEI uma oportunidade de ter seu CNPJ, trabalhar com sua empresa regularizada e ainda poder desfrutar dos benefícios do INSS.

Com o plano de negócio pronto e conhecimento atualizado, você já pode abrir sua MEI e se tornar o mais novo microempreendedor individual.

Essa é, de longe, a forma mais fácil de iniciar um negócio com o mínimo de burocracia.

Para obter seu CNPJ na hora, você só precisa fazer o cadastro no Portal do Empreendedor ou pelo Aplicativo MEI Fácil e atender aos requisitos da MEI:

  • Faturar até R$ 81 mil por ano
  • Não participar como sócio, administrador ou titular de outra empresa
  • Exercer uma das atividades MEI permitidas
  • Contratar no máximo um funcionário.

Veja como abrir uma MEI passo a passo.

8. Use a internet ao seu favor

Por fim, uma dica valiosa sobre como começar a empreender do zero é usar a internet para promover seu negócio e vender muito mais.

Mesmo que a sua empresa não seja digital, você precisa estar presente na rede para atrair clientes e ganhar visibilidade.

O mínimo do mínimo é ter seus perfis nas principais redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter, TikTok, YouTube, etc.) e, se for uma loja física, usar o Google Meu Negócio para ser encontrado nas buscas e no Google Maps.

Se sobrar uma verba, você pode investir em links patrocinados e anúncios em mídias sociais para aumentar ainda mais seu alcance.

Mas é possível alcançar muitas pessoas mesmo sem investir, se você produzir um conteúdo interessante e for criativo nas ações online.

Veja como divulgar sua marca do zero e vender mais.

Quando é o momento de começar a empreender?

Agora que você sabe como começar a empreender do zero, só precisa decidir quando vai dar o primeiro passo.

O momento certo depende da sua situação atual e dos seus objetivos.

Se você está trabalhando no momento e tem o sonho de “ser seu próprio chefe”, vale a pena montar uma boa reserva financeira para ter mais segurança na hora de deixar seu emprego para empreender.

Assim, você poderá se planejar melhor e investir no negócio, tendo mais chances de sucesso.

Agora, se você está desempregado e precisa de uma renda o quanto antes, existem várias possibilidades de negócios que não precisam de muito dinheiro no início, como o exemplo da loja online — veja nosso artigo sobre dropshipping.

Seja por necessidade ou por oportunidade, vale a pena buscar o caminho do empreendedorismo para conquistar sua independência financeira.

Para você ter uma ideia, foram abertas 1,3 milhão de novas empresas só no primeiro quadrimestre de 2021, segundo o Mapa de Empresas.

Lembre-se apenas de considerar o momento econômico e a situação do segmento-alvo.

Ficou claro como começar a empreender do zero?

Então, aproveite as dicas e veja também nosso artigo sobre a vida de empreendedor.