Aprender como administrar um pequeno negócio é a principal missão do microempreendedor individual (MEI).

Afinal, mesmo as microempresas exigem muita dedicação e pensamento estratégico para terem sucesso no mercado.

Por isso, é preciso expandir seus conhecimentos e adquirir novas habilidades para se tornar um gestor competente.

Neste texto, vamos ajudar você com dicas valiosas de como administrar um pequeno negócio do jeito certo.

Leia com atenção os tópicos e faça uma gestão profissional do seu MEI.

Como administrar um pequeno negócio: 15 dicas

Para aprender como administrar um pequeno negócio, você precisa adquirir novas habilidades e conhecimentos.

Confira nossas dicas e comece do jeito certo:

1. Conheça muito bem seu ramo

A primeira dica de como administrar um pequeno negócio é pesquisar a fundo seu ramo de atividade.

Afinal, cada segmento tem suas particularidades, e você precisa dominar seu nicho de mercado para encontrar as melhores oportunidades e conseguir clientes.

Por exemplo, seu ramo pode ter uma sazonalidade específica que exige esforços de marketing em determinados períodos do ano ou um canal de venda que funcione melhor do que os outros.

Por isso, conheça seus concorrentes, analise os números do setor com a ajuda de relatórios e esteja sempre de olho nas notícias sobre sua área.

2. Conheça seu público-alvo

Se você estudou bastante o segmento, também precisa conhecer a fundo seu público-alvo.

É importante coletar dados como gênero, faixa etária, classe socioeconômica, localização, ocupação, hábitos de consumo, entre outros.

Você pode obter essas informações por meio de relatórios de mercado já existentes e também com pesquisas próprias, que você pode fazer com seus clientes.

Quanto melhor você conhecer seu público, mais fácil será atrair as pessoas certas para o seu negócio.

3. Acompanhe a concorrência

As ações de seus concorrentes são um termômetro importante para avaliar o mercado e entender quais são os próximos passos na sua empresa.

Portanto, acompanhe de perto o que as empresas semelhantes estão fazendo, como promoções, novos produtos, preços praticados, etc.

Dessa forma, você consegue inspiração para criar ações na sua empresa e tem uma ideia dos caminhos que estão sendo seguidos na área.

Veja como fazer uma análise de concorrência para seu MEI.

4. Cuide da gestão financeira

A gestão financeira é o coração do negócio, pois garante a saúde das finanças e os recursos necessários para continuar operando e crescendo.

Para começar, você precisa aprender a fazer um bom fluxo de caixa, acompanhando de perto as entradas e saídas do seu negócio todos os meses.

Também é preciso ter um plano de contas para garantir os pagamentos e recebimentos do seu negócio.

Lembre-se ainda de fazer a conciliação bancária, conferindo todas as movimentações do caixa com seu extrato bancário.

Baixe nossa planilha de controle financeiro grátis para MEI

5. Tenha uma reserva de emergência

Todo MEI precisa de uma reserva de emergência, que é uma quantia de dinheiro guardada para momentos de imprevistos.

O valor deve ser suficiente para cobrir seus custos fixos (pessoais e da empresa) por um período considerável (pelo menos seis meses), caso você tenha uma baixa nas vendas ou não consiga trabalhar.

Então, supondo que você tenha custos mensais de R$ 2 mil em casa e gaste R$ 1 mil para manter o negócio, sua reserva deveria ter um montante de R$ 18 mil (6 meses x R$ 3 mil mensais).

6. Aprenda a fazer o controle de estoque

O controle de estoque garante que você tenha sempre produtos disponíveis para venda sem ficar com itens parados.

Isso porque qualquer produto paralisado na empresa gera custos, e todo empreendedor quer ter um alto giro de estoque para faturar mais.

Para controlar essa área do seu negócio, você deve manter o inventário de produtos sempre atualizado e controlar as quantidades de cada item conforme o ritmo de vendas.

7. Ofereça um atendimento diferenciado

Cuidar do atendimento ao cliente é um ponto crucial de como administrar um pequeno negócio.

Afinal, o consumidor é o que há de mais valioso para o negócio, especialmente se for um cliente fiel.

Por isso, trate de criar uma experiência do cliente agradável e atender às necessidades e expectativas do seu público.

Um caminho para isso é ter cadastros atualizados de seus clientes e manter a comunicação sempre em dia, informando sobre lançamentos e concedendo descontos e ofertas especiais.

Veja como fidelizar clientes sendo MEI.

8. Use métodos de gestão do tempo

Como o MEI costuma fazer tudo sozinho ao aprender como administrar um pequeno negócio, ele precisa de uma gestão do tempo efetiva para dar conta de suas atribuições.

Para controlar melhor sua agenda e ser mais produtivo, você pode usar métodos como o GTD (Getting Things Done) ou a técnica pomodoro.

Confira dicas de produtividade para o MEI.

9. Tenha uma vantagem competitiva

Ter uma vantagem competitiva significa ter um diferencial que destaca sua empresa dos concorrentes.

Pode ser um produto de qualidade única, um atendimento personalizado, o melhor custo-benefício, diversidade de canais de venda, entre outros aspectos.

O importante é que você tenha algo de especial para se diferenciar da concorrência e conquistar clientes para seu MEI.

10. Contrate alguém de confiança

O MEI pode contratar um funcionário para ajudá-lo na gestão da empresa e tarefas cotidianas.

Por isso, é importante que seja alguém de confiança que possa contribuir com o crescimento do negócio.

11. Saiba delegar tarefas

Por empreender sozinho, o microempreendedor individual tende a concentrar todas as tarefas de gestão.

Porém, para que sua empresa cresça, você terá que aprender a delegar tarefas para funcionários, ou não terá condições de controlar tudo e acabará tendo prejuízos com erros.

Se você já tem alguém de confiança, comece a transferir responsabilidades.

Com sorte, logo você terá uma equipe para gerenciar e se tornará um líder.

12. Use a tecnologia ao seu favor

A tecnologia é uma grande aliada do MEI, pois agiliza tarefas e otimiza processos no dia a dia da gestão.

Com o aplicativo MEI Fácil por Neon, por exemplo, você consegue pagar o DAS, gerar boletos de cobrança, acompanhar o fluxo de caixa, solicitar maquininha de cartão e muito mais.

Você também pode usar apps para gerenciar tarefas, gerir o relacionamento com os clientes, armazenar arquivos importantes, fazer pesquisas de mercado, etc.

Veja 10 aplicativos para MEI que ajudam a organizar suas finanças.

13. Acompanhe tendências de mercado

O MEI precisa ficar de olho nas tendências de mercado para acompanhar as mudanças nos hábitos de consumo e aproveitar oportunidades.

Para isso, siga perfis e páginas de mídias especializadas da sua área, procure relatórios de tendências e esteja atento aos “trending topics” da internet.

14. Dedique-se ao marketing

Fazer um bom marketing é um ponto-chave de como administrar um pequeno negócio.

Para isso, não é preciso um grande investimento, mas sim criatividade e escolha correta dos veículos e campanhas.

Veja alguns exemplos de ações de marketing efetivas para o MEI:

  • Enviar e-mail marketing para sua base de clientes
  • Ter perfis e páginas nas principais redes sociais (Facebook, Instagram, TikTok, etc.) para se aproximar dos clientes e aumentar o engajamento
  • Ter um perfil da Empresa gratuito no Google Meu Negócio para ser encontrado por pessoas próximas
  • Investir em anúncios patrocinados nas redes sociais (Google Ads)
  • Distribuir panfletos e folhetos no bairro
  • Usar recursos como carros de som e locutores de loja em estabelecimentos físicos
  • Fazer parcerias com outros MEIs para divulgar o negócio.

Veja 13 estratégias de marketing para aplicar na sua MEI.

15. Invista para crescer

Por fim, se você quer aprender como administrar um pequeno negócio, saiba que é importante começar pequeno, mas pensar grande.

Isso significa estar sempre pensando em investir no seu MEI para crescer, em vez de permanecer do mesmo tamanho.

Para isso, use seu lucro de forma estratégica para expandir a empresa, comprando novos equipamentos, alugando um local maior, aumentando seu portfólio de produtos e serviços, entre outras ações.

Quais são os desafios na gestão de pequenas empresas?

Ao aprender como administrar um pequeno negócio, você terá desafios importantes pela frente, tais como:

  • Pouco capital para investir
  • Muita concorrência, dependendo do nicho de mercado
  • Sobrecarga de tarefas, devido à estrutura enxuta
  • Necessidade de negociar com fornecedores
  • Necessidade de captar recursos
  • Dificuldade para escalar o negócio.

Por isso, é fundamental se dedicar à gestão da sua MEI e estar atento a todas as ameaças e oportunidades que surgem no mercado.

Como ser um bom administrador?

Para ser um bom administrador, você precisa desenvolver algumas competências essenciais.

Veja algumas delas:

  • Foco nos objetivos do negócio, que devem estar sempre em evidência nas ações
  • Disciplina para controlar todas as áreas do MEI
  • Organização com as atividades do negócio, desde o controle do caixa até a emissão de notas fiscais e manutenção de conversas com clientes
  • Capacidade de liderança, uma vez que crescer significa delegar responsabilidades e ter uma equipe sob seu comando
  • Excelente comunicação para lidar com clientes, fornecedores, colaboradores e parceiros
  • Flexibilidade para se adaptar a qualquer cenário e manter uma rotina de gestão efetiva.

E então, gostou das dicas?

Aprendeu mais sobre como administrar um pequeno negócio do jeito certo?

Se você ainda não se formalizou, abra seu MEI o quanto antes e invista no empreendedorismo.

Inscreva-se também na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.