Como montar uma sorveteria? Confira o passo a passo

6 minutos de leitura
Mulher sorrindo de braços cruzados
Navegue pelo conteúdo

Para quem está em dúvida sobre como montar uma sorveteria, é sempre bom buscar informações antes de iniciar um negócio.

Afinal, ao ler sobre o tema, você saberá como se planejar e entenderá as etapas necessárias para o seu empreendimento ser bem-sucedido.

Se você deseja ter uma empresa de sorvetes, é possível fabricar os próprios sabores, comercializar de terceiros ou ainda utilizar máquinas de sorvete expresso.

Em países tropicais como o nosso, sempre há espaço para crescer neste mercado.

Então, continue lendo este artigo para ter boas ideias para a sua sorveteria!

Como montar uma sorveteria em 7 passos

Para começo de conversa, vamos direto a um passo a passo de como montar a sua sorveteria.

1. Conheça o mercado e faça um plano de negócio

O mercado de sorvete está em uma boa fase.

Segundo a ABIS (Associação Brasileira das Indústrias do setor de Sorvetes), existem no país mais de 10 mil negócios relacionados ao segmento, cujo faturamento ultrapassa R$ 13 bilhões por ano.

Desses negócios, 92% são micro e pequenas empresas. Além disso, dados da ABIS apontam que a maior parte do consumo se concentra na região Sudeste.

Para você ter uma ideia, em 2022 já havia estimativas de retomada do setor de sorvetes aos níveis pré-pandemia, de acordo com pesquisa do Euromonitor.

E uma curiosidade interessante é que o Brasil possui duas sorveterias que estão entre as 50 melhores do mundo: uma delas está localizada em Belém do Pará e a outra em São Paulo.

Baseado em tudo isso — e na sua vizinhança — elabore um plano de negócio o mais completo possível.

É preciso prever a viabilidade financeira do empreendimento em detalhes, além de objetivos, mercado, fornecedores, estoque, etc.

2. Escolha a localização

A escolha da localização é bem relevante e precisa ser feita de forma estratégica.

É claro que estabelecimentos em áreas centrais da cidade podem atrair mais clientes, devido à maior circulação das pessoas.

Porém, as sorveterias de bairro podem fazer sucesso, pois há moradores que preferem comprar perto de casa — o importante é que não seja um lugar deserto.

Em bairros mais afastados do centro, o valor do aluguel tende a ser menor, o que é uma ótima alternativa para quem deseja reduzir custos. Afinal, o valor do espaço físico pode ser determinante na escolha da localização.

Quando consideramos outros custos, como água, luz, telefone e transporte, é essencial ter as estimativas de receitas e despesas ao escolher o local da empresa.

3. Verifique as exigências legais e específicas

Para saber como montar uma sorveteria, não há como fugir de algumas questões legais.

Queremos que você abra a sua empresa de acordo com as regras vigentes, para não ter problemas depois com a prefeitura ou com o Fisco.

Por isso, é importante saber o seguinte:

  • O imóvel precisa ter o Habite-se, que é emitido pela prefeitura, após avaliação do Corpo de Bombeiros;
  • As atividades precisam estar de acordo com a Lei de Zoneamento do Município;
  • O IPTU do imóvel precisa estar em dia;
  • O alvará sanitário obtido no município certificará que a sorveteria segue as normas da Anvisa;
  • O cadastro da Conectividade Social — INSS/FGTS é feito online na Caixa Econômica Federal;
  • O registro da empresa é feito na Junta Comercial;
  • O CNPJ é obtido na Secretaria da Receita Federal;
  • A prefeitura emite alvará de funcionamento, o que é dispensado no caso dos MEIs;
  • Micro e pequenas empresas têm tratamento diferenciado de acordo com a lei 123/06;
  • O documento de Responsabilidade Técnica, emitido por um profissional habilitado, assegura que existem boas práticas na manipulação dos alimentos.

Além disso, é importante saber que existem resoluções da Anvisa sobre embalagens e rotulagem nutricional.

Como montar uma sorveteria envolve manipulação de alimentos, a resolução 266/05, por exemplo, possui regras sobre “gelados comestíveis”.

Existem também Normas Técnicas reguladas pela ABNT. Nesse sentido, a NBR 14701:2001 dispõe sobre produtos alimentícios refrigerados.

4. Montar a estrutura

Quando você entra em uma sorveteria, sempre existe um balcão e algumas mesas para o consumo local. Na parte interna, há o local para o estoque, a cozinha e a sala administrativa.

Então, a estrutura é basicamente essa, sem muitos segredos, podendo variar de acordo com o porte da empresa.

Em geral, uma sorveteria pequena tem cerca de 60 metros quadrados. No caso dos sorveteiros que quiserem ser MEI, a atividade pode acontecer apenas em locais abertos e de forma ambulante.

5. Contratar pessoal

Agora você pode estar se perguntando: quantos funcionários preciso ter na sorveteria? A resposta vai depender do modelo de negócio.

Por exemplo, para uma empresa pequena, apenas um ou dois empregados são suficientes. Afinal, o volume de atendimentos é reduzido e as demandas são menores.

Quando a empresa passa a ter mais movimento, aí você pode pensar em ampliar a estrutura, contratar mais pessoas e mudar a natureza jurídica.

6. Equipamentos

Como montar uma sorveteria pode envolver ou não a fabricação do alimento no local, os tipos de equipamentos que você precisa adquirir podem variar.

Além disso, a aquisição dos instrumentos de trabalho vai depender do porte da empresa.

Basicamente, os equipamentos imprescindíveis são:

  • Mixer;
  • Pasteurizador;
  • Produtora contínua;
  • Envasadora;
  • Torre de resfriamento;
  • Refrigeradores e freezer.

Porém, se você comprar o sorvete de terceiros, precisará apenas de um freezer para manter o sorvete na temperatura ideal, certo?

Outra opção é comprar uma máquina de sorvete expresso, o que poderá reduzir bastante os custos com mão-de-obra e outros equipamentos.

7. Financiamento

Para que a sua ideia de criar um negócio saia do papel, não necessariamente você precisa dispor de todo o capital necessário para começar.

Existem instituições públicas e privadas que oferecem financiamento a empreendedores, como BNDES, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, entre outros.

Inclusive, pelo programa BNDES Finame (Agência Especial de Financiamento Industrial) você consegue financiar a compra de equipamentos e máquinas, desde que sejam nacionais.

Quem é MEI também pode conseguir crédito para começar.

O que vender em uma sorveteria?

Talvez você esteja imaginando que a resposta intuitiva seja vender sorvete. Claro, é a primeira imagem que surge em nossa mente quando falamos de sorveteria.

Porém, para diversificar o cardápio e aumentar as possibilidades de lucro, você pode também vender outros itens.

Por exemplo, picolés, bolos, tortas, mousses, milkshakes, cappuccinos, frapês e frozens.

O que vender no frio em uma sorveteria?

Este é um dilema interessante. Como montar uma sorveteria e vender na estação fria? No inverno, é natural haver uma queda no consumo de sorvete.

Por isso, é preciso ter criatividade e estimular os seus clientes a terem vontade de ir ao seu estabelecimento com as mudanças sazonais.

Existem diversas opções interessantes para vender nessa época do ano. Um exemplo é o fondue de sorvete, que traz um bom contraste ao paladar no inverno, com a calda quente e o sorvete frio.

Existe também o sorvete assado, que é feito com massa e pode conter frutas e marshmallow.

Outros produtos para vender na sorveteria em dias frios são:

  • Churros;
  • Bolos e tortas recheadas com sorvete;
  • Frozen;
  • Panqueca;
  • Waffle;
  • Crepe suíço;
  • Chocolate quente;
  • Vitaminas;
  • Detox;
  • Açaí;
  • Variações de cafés.

Como fazer um cardápio para sorveteria?

Ao elaborar o cardápio da sorveteria, é interessante analisar o mercado para saber quais são os queridinhos dos consumidores.

A procura por certos sabores pode ser diferente em cada época do ano. Temos a tendência de pensar que, em dias de calor, os sorvetes de frutas terão boa saída, já que são mais refrescantes.

No entanto, nem sempre os brasileiros estão preocupados com sorvetes menos calóricos. Um levantamento do iFood mostra que os sabores de sorvete mais pedidos em 2022 na plataforma foram, nessa ordem:

  • Chocolate e brownie;
  • Sabores de frutas;
  • Creme e baunilha;
  • Pistache;
  • Sorvete de leite em pó com creme de avelã.

No Google Trends, por exemplo, uma busca nos últimos 12 meses aponta que o sorvete de chocolate é o campeão, seguido de creme e, em terceiro lugar, frutas.

Ao montar o cardápio, é interessante verificar quais são as preferências do seu público-alvo.

Como organizar uma sorveteria?

Vamos ver agora como montar uma sorveteria e manter uma boa administração.

A gestão e a organização dos processos produtivos acontecem em pelo menos três etapas:

  • Compra de mercadorias;
  • Atendimento ao cliente;
  • Controle de caixa.

Saber gerenciar a sua empresa é tão importante quanto vender produtos de qualidade, concorda?

Segundo o IBGE, 48% das empresas fecham no prazo de 3 anos por falta de uma boa administração financeira.

Sabemos que você não quer entrar para essas estatísticas, uma dica é ter planilhas ou usar softwares que vão facilitar a organização do fluxo de caixa da sua sorveteria.

Como divulgar uma sorveteria?

A senha para o sucesso de qualquer negócio em fase inicial é o investimento em estratégias de marketing.

Dessa forma, você conseguirá divulgar a sua empresa para atrair e fidelizar pessoas que nem sabiam da existência do seu negócio.

Existem diversos canais de comunicação em que isso é possível até de forma gratuita, como nas redes sociais: Instagram, TikTok, Facebook, Twitter.

Você pode também ter um site, captar leads pelo WhatsApp e divulgar folders e panfletos pela cidade.

Há ainda a opção de utilizar o iFood, fazer anúncios em jornais ou pagar por links patrocinados.

Sorveteria pode ser MEI?

Sim, o sorveteiro que trabalha de forma informal pode abrir um MEI e regularizar a profissão, desde que não trabalhe em um estabelecimento fechado.

O CNAE dessa categoria é o 5612-1/00 e é voltado para ambulantes.

Os locais permitidos para a atividade são:

  • Barracas;
  • Locais abertos;
  • Carrocinha;
  • Veículos;
  • Food trucks;
  • Quiosque;
  • Trailer;
  • Venda em máquinas automáticas.

A vantagem de trabalhar em locais abertos e em veículos como trailers e food trucks é que existe flexibilidade para vender em diferentes locais da cidade, desde que haja permissão local.

Caso um certo ponto esteja muito parado e sem movimento, você pode se deslocar para outro lugar com maior fluxo de pessoas.

Como cadastrar a sorveteria no MEI?

Para se cadastrar e se tornar MEI, é preciso seguir essas etapas:

  • Ter um cadastro no gov.br;
  • Registrar uma conta no Portal do Empreendedor;
  • Optar pelo CNAE correto;
  • Escolher um nome fantasia;
  • Emitir o CCMEI na Junta Comercial;
  • Pagar mensalmente o DAS.

Conseguimos esclarecer suas dúvidas sobre como montar uma sorveteria?

Continue acompanhando o nosso blog, inscreva-se também na TV MEI Fácil e siga as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.

Este artigo foi útil?
Nota Média: 0 | Votos: 0
Tags:
Vale a pena ler