Escrito por Victor Jacinto

Quer saber como abrir uma pequena adega e não tem sabe por onde começar? Neste artigo nós vamos te mostrar as principais dicas de como ter sucesso neste início.

Se você não sabe adegas são estabelecimentos que têm como principal venda de vinhos, mas essas não são as únicas bebidas comercializadas nesses locais.

Você sabia que em bairros periféricos teve um grande aumento de abertura de novo negócio, as famosas adegas que vende de tudo e a maioria fica aberta 24 horas por dia?

Segundo pesquisa com a pandemia tivemos um aumento de 30,8% em busca por bebida alcoólica, e com isso o aumento de adegas em bairro vem crescendo junto com este consumo e procura.

E com isso muitos novos empreendedores, resolveram abrir as famosas adegas em bairros e vem lucrando a cada dia com a venda de bebidas alcoólicas.

Diferentemente de uma distribuidora comum de bebidas, adegas costumam ter opções de bebidas diversificadas e até mesmo mais sofisticadas, a depender do público-alvo.

Mas temos boas notícias: se você deseja abrir uma pequena adega, você pode ser um Microempreendedor Individual (MEI) e ter uma série de benefícios.

Quer saber mais? Continue lendo!

Como abrir uma pequena adega? 7 dicas para quem está começando

1. Monte seu planejamento para abrir uma adega

O primeiro passo para abrir uma pequena adega é pensar no seu plano de negócios.

Com o seu plano de negócios em mãos, você terá uma visão geral de tudo que quer e de tudo que você vai precisar para gerenciar o seu novo empreendimento.

Saberá quanto de dinheiro tem disponível, o quanto pode ser utilizado até mesmo para negociar com os fornecedores.

Para que o seu empreendimento não se torne um pesadelo, e você tenha que fechar ele antes mesmo de começar a lucrar a dica aqui é criar um roteiro para te mostrar todos os caminhos que você vai ter que percorrer para alcançar os lucros esperados.

Nenhum negócio tem crescimento se você não tiver estudo ou uma estratégia bem definida. Com o plano de negócios, você verá que vai ficar mais fácil e os próximos passos que você precisa no seu planejamento em dia.

2. Escolha bem a localização para abrir o seu negócio

Para abrir uma pequena adega, primeiro você precisa conhecer quem é o seu público-alvo. Afinal, é preciso estar localizado onde seu público tenha fácil acesso — inclusive, vale ter uma área de estacionamento no local ou nas proximidades.

Outra dica é colocar sua adega no Google Meu Negócio. Sabe quando as pessoas procuram por “adegas perto de mim” no Google e as pesquisas mostram lugares perto e suas avaliações? As informações que aparecem são justamente do Google Meu Negócio.

Segundo pesquisas, 6 em 10 pessoas descobriram novas empresas ano passado através dessa ferramenta.

3. Tenha uma boa estrutura

Uma área específica deverá ser reservada para comportar o seu pequeno negócio, já que se trata de uma pequena empresa. Para abrir uma pequena adega, você pode contar com uma área de 50 a 100 m² já pensando em expansão, caso haja necessidade futuramente.

O ideal é que os ambientes sejam divididos entre área para exposição de produtos e área para vendas, além do depósito.

Sobre o depósito, o ideal é que apenas os funcionários do local podem ter acesso a ele, e que o mesmo pode ser usado como um estoque de bebidas para a reposição de produto do ponto de venda.

Uma boa opção é dividir o espaço em algumas áreas específicas como: Para troca de roupa de funcionários e banheiros etc.

Algumas adegas também otimizam sua área para o uso de narguilé artesanal e registram um aumento do índice de vendas do seu estabelecimento oferecendo este produto.

Leia também: Como aumentar as vendas: um guia para o MEI vender mais

A área de vendas deve ter um balcão para atendimento ao cliente, serviço de entrega de produtos e um caixa para fazer os pagamentos.

A Um Brinde de Vinhos, em São Paulo, tem estacionamento na entrada do local e um espaço para conversar enquanto se toma uma garrafa de vinho.

A Adega Ferrugem otimizou o seu espaço para a apresentação dos seus produtos, assim os clientes podem ter uma visualização clara do que será vendido.

4. Adquira os equipamentos necessários

Alguns dos itens essenciais que devem estar na sua lista são:

  • estantes para exposição na área de vendas;
  • balcão de atendimento;
  • freezer;
  • caixa registradora;
  • máquinas de cartão;
  • computador;
  • impressora fiscal;
  • saca-rolhas;
  • taças;

Entre outros 😊

5. Contrate bons fornecedores

Quando você definir o local e a estrutura da sua nova adega, está na hora de conhecer os seus fornecedores de cerveja, destilados, vinhos e afins.

Encontrar bons fornecedores para uma adega é determinante para o seu sucesso, lembre-se eles têm que ser seu parceiro por isso é necessário realizar muitas pesquisas e buscar diversas referências.

Com produtos de qualidade você torna a sua adega mais competitiva e pode lucrar mais do que o esperado.

Confira a seguir algumas questões que você deve saber a respeito do fornecedor antes de fechar um bom negócio com ele:

  • Há quanto tempo eles estão no mercado;
  • Procurar por boas referências;
  • Ter informações sobre a quantidade mínima de pedido;
  • Saber quais são as formas de pagamento;

O fato é que um bom fornecedor é aquele que está disposto a trabalhar com você e entende exatamente o que a sua adega precisa.

Confira 10 estratégias de negociação com fornecedores.

6. Escolha uma boa decoração

Invista em decoração, coloque quadros, faça uma boa pintura e monte um ambiente arrojado, confortável, interativo e iluminado, lembre-se a demonstração do produto é o ponto principal.

O importante é ter criatividade e capricho nesse início.

A Adega Original apostou em iluminação e uma parede de plantas para deixar o ambiente mais arrojado:

Já a Caves A Vin Adegas de Vinhos criou uma estufa iluminada para demonstração dos seus vinhos.

7. Divulgue o seu trabalho

A divulgação é a alma de qualquer negócio, então lembre-se sempre de manter a boa qualidade na sua divulgação: invista em fotos, banners, posts, reels e demais formatos que faça sentido para o seu negócio.

O importante é que você esteja em redes sociais como Facebook, Instagram e Twitter para expor sua empresa e gerar engajamento.

A Wood Rustic, aposta em vídeos mostrando como é o armazenamento e exposição de suas garrafas de vinho.

Veja como começar a divulgar sua marca do zero!

MEI pode vender cerveja e outras bebidas? Veja como regularizar sua adega

Para regularizar o seu sonho você deve abrir uma MEI, assim poderá vender cerveja e outras bebidas.

Ao abrir sua microempresa, você só precisa informar a sua atividade principal, que neste caso é CNAE 4723-7/00 Comércio Varejista de Bebidas.

Como MEI, você pode faturar até R$ 81 mil por ano. Porém, já está sendo discutido o aumento do limite e a possibilidade contratar até dois funcionários.

Além disso, por ter CNPJ existe a vantagem de negociar mais barato com os fornecedores. Além disso, tendo MEI você terá direito a benefícios como:

E muito mais. Gostou? Não perca tempo, abra sua conta agora mesmo!

Abrir conta MEI gratuita de forma simples e rápida.

É válido mencionar que como MEI você tem impostos a pagar. Para comerciante de bebidas independente com a descrição de atividade CNAE Comércio Varejista de Bebidas Independente 4723-7/00, a DAS MEI tem o valor de R$ 56, que já contempla o INSS e o ICMS.

Importante! MEI também precisa fazer uma declaração de Imposto de Renda separada da declaração de IR pessoa física, chamada Declaração Anual do Simples Nacional – Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI).

Sempre fique atento ao prazo!

Esperamos que você tenha gostado das dicas sobre como abrir uma pequena adega.

Estamos aqui para ajudar você em sua jornada como MEI, seja para falar sobre finanças ou resolver questões relacionadas ao CNPJ, você pode contar com o atendimento e suporte de qualidade da nossa equipe.

Acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook, e também inscreva-se na TV MEI Fácil.