Com cada vez mais gente comprando online, aprender como vender na internet para iniciantes abre boas possibilidades de negócios.

A verdade é que não importa se você já tem loja física ou um e-commerce e até mesmo se nem abriu seu negócio ainda: há oportunidades para todos.

Aprender a ser um bom vendedor na internet pode até começar como uma forma de renda extra, mas logo se tornar a ocupação principal.

Vale para vender roupas, eletrônicos, artigos esportivos, brinquedos ou qualquer outro item.

Mas, atenção: as oportunidades são para todos, mas só podem aproveitar aqueles que se preparam para isso.

É por essa razão que preparamos um guia sobre como vender na internet para iniciantes.

Se você está dando seus primeiros passos como vendedor online, siga a leitura e descubra como ter sucesso.

Como vender na internet para iniciantes?

O crescimento das compras online fez com que vender na internet se tornasse um negócio muito lucrativo.

Se você quer ser o próprio patrão, a oportunidade está aí, mas é preciso estar atento às oportunidades.

Usando os recursos certos, é possível vender bem e se destacar da concorrência. Mas quais recursos são esses?

Em primeiro lugar, você deve dedicar tempo para entender o funcionamento das plataformas de vendas online para chegar ao público de real interesse naquilo que oferece.

Ainda é necessário estar atento às formas de divulgação para o seu e-commerce, como as estratégias de maior sucesso no marketing digital.

Elas envolvem desde a produção de conteúdos para as redes sociais e blogs até possíveis investimentos em anúncios patrocinados.

Isso parece muito profissional para você? Pois saiba que encarar as vendas pela internet dessa forma é um segredo para o sucesso.

Melhor já começar fazendo a coisa certa, concorda?

Veja agora nossas melhores dicas sobre como vender na internet para iniciantes!

1. O que vender na internet?

O que vender na internet é a dúvida de muitos empreendedores que estão começando o seu próprio negócio.

Isso porque o leque de opções de produtos e serviços para vendas online é bastante amplo.

A dica é dedicar tempo para estudar as opções mais vantajosas. Também procure identificar nichos e artigos com os quais possui maior afinidade.

Para ajudar você a se organizar e começar a vender pela internet, separamos a seguir algumas das melhores ideias.

Veja também o que vender para ganhar dinheiro!

Produtos para vender na internet

São muitos os produtos que podem ser vendidos na internet, alguns com mais demanda do que outros.

Há empreendedores que optam por trabalhar com itens que ofereçam um maior giro de estoque e possuem menor custo de aquisição, a exemplo da venda de roupas e cosméticos.

Para esse tipo de negócio, o lucro vem do volume: é importante vender bastante, já que a margem não é alta.

Já outros preferem o caminho oposto, vendendo joias e eletrônicos, por exemplo.

Nessa hora, não existe certo ou errado. É necessário estudar o mercado, analisar as opções, colocar tudo na ponta do lápis e montar seu planejamento.

Para ajudar na sua decisão, veja uma lista de ideias:

  • Artigos de perfumaria e cosméticos;
  • Objetos eletrônicos;
  • Alimentação fitness/vegana;
  • Acessórios para pets;
  • Brinquedos;
  • Artigos religiosos;
  • Itens para jardinagem;
  • Acessórios e moda;
  • Artigos esportivos.

Todos os itens listados são produtos com alta demanda, pois têm uso recorrente.

Logo, as chances de encontrar consumidores para eles na internet são maiores. Então, prepare o estoque e tenha especial atenção com as entregas.

Embora este seja um guia sobre como vender na internet para iniciantes, saiba que nem no início do negócio você pode se descuidar da logística.

Agilidade nos prazos, condições facilitadas de frete e uma política transparente de trocas e devoluções são preocupações importantes para o seu negócio.

Além disso, assim como acontece nas vendas presenciais, é preciso contar com um bom atendimento.

Para isso, será preciso oferecer canais no formato digital. A boa notícia é que a maioria das plataformas na web já possuem integração com o WhatsApp Business, que facilita toda a comunicação com o cliente.

Quer mais ideias? Saiba o que vende no frio.

Serviços para vender na internet

A transformação digital e a mudança no perfil dos consumidores fizeram com que a venda de serviços online se tornasse bastante vantajosa.

Isso acontece porque a aquisição desses serviços oferece conveniência e conforto para o consumidor, pois ele pode usufruir da solução de onde ele estiver.

Nesse cenário, alguns serviços que podem ser vendidos pela internet são:

  • Cursos;
  • Mentorias;
  • Consultorias;
  • Terapias;
  • Aulas online;
  • Serviços de entrega pelo app;
  • Assessoria jurídica;
  • Agenciamentos.

Da mesma forma que acontece com produtos, tenha atenção especial ao marketing e ao atendimento ao cliente.

Uma experiência positiva por parte do consumidor gera indicações e faz seu negócio crescer.

Mas o contrário também é verdadeiro e uma experiência ruim pode significar o fim do seu sonho empreendedor.

2. Identificar e estudar o público-alvo

Para vender na internet, você precisa ter uma boa noção do seu público-alvo. Ou seja, conhecer detalhes sobre o perfil de consumidor com interesse naquilo que oferece.

Isso vai ajudar nas suas estratégias de atração de clientes, otimizando os seus investimentos em marketing.

Basicamente, o público-alvo são os seus compradores em potencial.

Para a sua definição, você vai precisar levantar informações como:

  • Sexo;
  • Idade;
  • Localização;
  • Poder aquisitivo;
  • Canais de compra;
  • Outras preferências de consumo.

Ao reunir todos esses dados, você pode direcionar os esforços de marketing para se comunicar com seus potenciais clientes de forma mais efetiva.

Dessa forma, aproveita melhor os seus recursos, já que as chances de falar com as pessoas certas — ou seja, aquelas interessadas nos seus produtos e serviços — são aumentadas.

Além disso, pode conferir mais visibilidade para a sua marca, elevando as chances de atrair consumidores para a primeira compra.

Ao oferecer uma boa experiência e manter um relacionamento efetivo, você ainda tem a oportunidade de fidelizar esses clientes.

E tudo isso fica muito mais fácil conforme você entende bem o perfil de consumidor com o qual está lidando.

3. Escolha dos canais de venda pela internet

A escolha dos canais de venda pela internet também é uma decisão muito importante para determinar o sucesso do seu negócio.

Nesse cenário, é preciso primeiro mapear qual é a jornada de compra para seus produtos e serviços, considerando o público-alvo do negócio.

A jornada de compra é o percurso que o consumidor em potencial faz, desde antes de se decidir pela compra, até após a aquisição do produto ou serviço.

Não por acaso, a escolha dos canais de venda online é parte fundamental.

Acompanhe quais são as principais opções:

WhatsApp

O WhatsApp se tornou um dos principais aplicativos de comunicação da atualidade.

Para você ter uma ideia, somente no Brasil, já são mais de 165 milhões de usuários.

Sua utilização é ampla e permite realizar inúmeras tarefas, desde a troca de simples mensagens de texto, até o recurso de gravação de voz, chamadas de vídeo e pagamento online.

Ou seja, é um canal completo, que viabiliza a otimização das vendas e a praticidade ao cliente.

Isso porque não é preciso preencher formulários ou criar uma conta.

Além disso, a comunicação é dinâmica e desburocratizada, o que permite alcançar mais pessoas.

Aproveite e aprenda como enviar mensagens de cobrança aos clientes.

Redes sociais

Atualmente, as redes sociais cresceram ao ponto de se tornarem uma das maiores fontes de informação.

Em relação ao consumo, não seria diferente. É muito comum que perfis de Instagram, Facebook e LinkedIn, sejam amplamente procurados quando o assunto é a busca por produtos ou serviços de qualidade.

Outro lado positivo das redes sociais é que elas possibilitam que a marca seja divulgada com maior amplitude, conquistando muitos consumidores em potencial.

Dessa forma, saiba que aprender a vender mais no Instagram e demais redes sociais também é uma decisão estratégica e promissora para o seu negócio.

Loja virtual

Ter um site de vendas próprio coloca seu negócio em outro patamar, é verdade, mas é um investimento possível mesmo para iniciantes.

Será preciso construir um planejamento mais detalhado e faseado. Entre elas, definir em qual plataforma o site vai ser hospedado, qual será a plataforma de integração para o e-commerce, os meios de pagamento disponíveis, além de estratégias para gerar tráfego.

Ou seja, trazer o público para a sua loja virtual pode ser difícil em um primeiro momento.

Ainda neste texto, vamos falar mais sobre estratégias que funcionam bem para isso, como anúncios online, otimização para mecanismos de busca e cadastro em ferramentas do Google, como o Google Shopping.

Desde já, entenda que sua loja virtual precisa ser atrativa ao consumidor e clara nas categorias e disposição dos produtos, que devem ser acompanhados de boas fotos e descrições.

Marketplace

O marketplace é um tipo de plataforma que cresceu muito ao longo dos anos, e se mostra como uma das principais opções para comprar e vender na internet.

É um tipo de e-commerce que reúne produtos de diferentes lojas virtuais que nele se cadastram

Muitos desses vendedores não possuem site próprio de vendas e usam o marketplace como mais um canal para divulgar seus produtos.

Há marketplaces genéricos (nos quais se vende de tudo) e nichados (que focam em apenas um tipo de produto).

Conheça alguns dos mais famosos:

  • Mercado Livre;
  • Amazon;
  • Shopee;
  • Magazine Luiza;
  • Americanas;
  • Shein.

O cuidado aqui é buscar por plataformas conceituadas e manter a qualidade e pontualidade das suas entregas.

4. Como divulgar o negócio na internet?

Já adiantamos neste guia sobre como vender na internet para iniciantes que o marketing é fundamental.

E não é por acaso, já que são as estratégias de divulgação online que trarão clientes para adquirir seus produtos ou serviços.

A internet tem se mostrado uma grande fonte de oportunidades para vendas, pois ela permite segmentar o público-alvo como nenhum outro canal de divulgação.

Saiba mais sobre as principais:

Redes sociais

Como já destacamos antes, não dá para abrir mão das redes sociais ao vender online. Entre elas, Instagram e TikTok têm sido as preferidas dos consumidores.

Esses canais têm grande alcance e promovem tendências constantes para que as pessoas consigam interagir com seu público, gerando engajamento para a compra e venda de produtos.

Uma dica importante é não se envolver em polêmicas e tomar cuidado na hora de expor uma opinião no perfil dedicado às vendas.

Como empreendedor, você ainda deve estar atento para evitar parcerias com pessoas ou marcas que tenham posicionamentos contrários aos princípios e valores do seu negócio.

Com isso, seus clientes sempre terão uma visão positiva sobre o que a marca representa. No longo prazo, isso ajuda a elevar as vendas e a consolidar o seu negócio no mercado.

E vale citar ainda o LinkedIn como importante rede social para a venda de serviços.

Ele já soma mais de 51 milhões de usuários somente no Brasil e é bastante eficiente para divulgar mentorias, consultorias e cursos de desenvolvimento profissional.

Blog e SEO

Para aumentar a autoridade do seu negócio, você pode investir nas estratégias de blog e SEO para vender na internet.

Embora esta seja uma dica para quem já possui um site próprio, é muito válida para quem iniciar as vendas online a partir da sua loja virtual.

O blog é usado por marcas e empresas para oferecer mais informações sobre produtos e serviços, o que também ajuda a gerar mais valor para elas.

Já o SEO é uma estratégia de otimização para mecanismos de buscas. Ou seja, um conjunto de técnicas que ajuda os conteúdos do seu site ou blog a serem encontrados em pesquisas na web.

Com um trabalho bem elaborado e consistente, é possível atrair potenciais clientes, que muitas vezes vão ter assim o primeiro contato com sua marca e seus produtos.

Embora você possa contratar especialistas em SEO, também pode começar a estratégia sozinho com algumas ações básicas, o que inclui:

  • Crie uma boa estratégia de palavras-chave (termo utilizado pelas pessoas durante uma pesquisa na internet);
  • Elabore conteúdos que sejam úteis para o seu potencial cliente;
  • Tenha um cronograma de publicações para manter seu blog atualizado;
  • Insira links que levem de um conteúdo ao outro, ajudando o usuário em suas dúvidas;
  • Nunca copie outros conteúdos; seja autêntico;
  • Compartilhe seus conteúdos nas redes sociais.

Grupos do WhatsApp

Os grupos de WhatsApp têm se mostrado uma ferramenta eficiente de divulgação para negócios de diversos segmentos.

Você pode colocar em prática as seguintes boas práticas nesta plataforma:

  • Tenha um número profissional (separado do pessoal);
  • Solicite autorização do cliente para o envio de mensagens;
  • Elabore uma campanha de vendas pelo WhatsApp;
  • Ofereça conteúdo relevante;
  • Crie e use a função catálogo;
  • Utilize termos capazes de gerar reações nas pessoas (gatilhos mentais);
  • Seja criativo.

Com essas dicas, você pode aproveitar melhor os recursos dos grupos do WhatsApp, elevando as chances de fechar vendas.

Google Shopping

O Google Shopping é a ferramenta de vendas do Google, uma seção que aparece sempre que você busca por um determinado produto na internet.

Como consumidor, você já deve ter visto e utilizado esse espaço para encontrar algum produto. Experimente digitar “smartphone” ou “batedeira” no buscador, por exemplo.

Não seria interessante ter a sua marca aparecendo como opção de compra em casos assim?

Isso é possível ao se cadastrar no Google Shopping, o que é feito a partir do Google Merchant Center.

Nesse espaço, você verifica o domínio da loja (comprovando que o site é seu) e configura a relação de produtos à venda.

Depois de tudo configurado, você pode aparecer nas buscas gratuitamente ou através de anúncios que colocam seus produtos em destaque.

Anúncios

Por falar em anúncios online, eles são parte fundamental da estratégia de vendas pela internet.

A publicidade pode ser feita no Google, nas redes sociais, no YouTube e em outras plataformas.

Em comum, você paga para que sua marca e seus produtos sejam apresentados a consumidores em potencial, oferecendo um atalho para concretizar a venda.

É uma tática especialmente importante para iniciantes nas vendas online.

Por conta da quantidade de publicidade entregue ao público, para que o seu anúncio dê certo, é importante que ele tenha as seguintes características:

  • Conhecimento do perfil do seu público-alvo;
  • Clareza em relação ao objetivo de cada campanha;
  • Valor para investimento pré-determinado;
  • Realização de testes em canais variados;
  • Análise dos resultados obtidos na última campanha.

Com isso, você aumenta as chances dos seus anúncios serem bem aceitos pelo público-alvo do seu negócio.

Além disso, bons anúncios mostram a qualidade e o compromisso de entrega do seu negócio, fazendo com que a primeira impressão seja positiva.

Formalize seu negócio para vender na internet

Chegando ao final do nosso guia sobre como vender na internet para iniciantes, você está pronto para dar o próximo passo, que é formalizar a sua empresa.

Isso garante mais profissionalismo para o seu negócio, abrindo o leque de oportunidades.

Ter um CNPJ permite a você emitir notas fiscais, ter melhores condições para negociar com fornecedores (especialmente aqueles que só vendem para empresas) e acessar linhas de crédito específicas no mercado, o que pode ser fundamental para a fase inicial do negócio.

E a melhor forma de formalizar sua empresa para começar a vender pela internet é como microempreendedor individual (MEI).

O MEI tem uma série de vantagens, como benefícios fiscais e previdenciários. Em resumo, como MEI, você paga menos impostos e fica segurado pelo INSS.

Quer mais uma boa notícia? Você pode começar agora mesmo. Abra sua empresa pelo aplicativo MEI Fácil por Neon.

É fácil, grátis e com serviços adicionais que ajudam seu negócio a decolar!

Banner com CTA para abrir a conta MEI Fácil por Neon

Inscreva-se também na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.