O código CNAE de uma conveniência é parte fundamental do sonho de ter uma loja desse tipo, já que ele é exigido no ato de formalização.

Esse é um negócio promissor, que vem crescendo bastante no Brasil no período pós-pandemia.

Em muitos casos, as lojas de conveniência evoluíram a ponto de se confundirem com um minimercado, onde se encontra de tudo — como destaca esta reportagem da Folha de S. Paulo. Tal avanço não chega a surpreender.

Esse tipo de comércio é bom para o consumidor que não quer fazer longos deslocamentos. E com o aumento de pessoas trabalhando de casa no chamado “novo normal”, tem sido uma ótima opção para fazer compras rápidas.

Gosta da ideia e quer abrir uma loja de conveniência? Quer saber se pode fazer isso como microempreendedor individual (MEI)?

Então, continue a leitura.

CNAE de conveniência: como abrir sua loja?

Quer saber o que é CNAE de conveniência e por que dissemos que você precisa desse código para abrir sua loja?

Vamos explicar tudo isso a partir de agora.

O que é CNAE e por que isso importa?

CNAE significa Classificação Nacional de Atividades Econômicas.

Essa é a classificação utilizada por pessoas jurídicas para identificar as atividades econômicas que realizam, o que é feito no momento de formalização dos negócios.

Só entre as atividades permitidas ao MEI, existem mais de 400 códigos CNAE previstos.

Eles servem para identificar atividades como: comércio de artigos diversos, serviços de alimentação, de estética e beleza, fabricação de produtos e muito mais.

Para abrir e formalizar a sua empresa, então, será exigido o código CNAE que identifica a sua atividade principal e outros que apontam as atividades secundárias realizadas.

Antes do registro formal do negócio, reflita e pense em todas as atividades que quer realizar. Você pode escolher uma principal e mais quinze secundárias.

Leia também: CNAE Principal e Secundário: por que é vantajoso para o seu negócio?

Qual o código CNAE para loja de conveniência?

Então, qual o CNAE de conveniência?

Anote aí: o código CNAE 4729-6/02 é aquele que se refere ao comércio varejista de mercadorias em lojas de conveniência.

É esse que deve ser informado na abertura da sua empresa.

Saiba qual a diferença entre CNAE e código de serviço!

MEI pode ter loja de conveniência?

A resposta para essa pergunta é: depende. Mas calma que vamos explicar! Acontece que o CNAE 4729-6/02 não está previsto na lista de atividades permitidas ao MEI.

Porém, é possível iniciar um negócio de pequeno porte se formalizando como microempreendedor comerciante varejista de bebidas, que usa o CNAE 4733-7/00.

Essa é a escolha de muitos daqueles que decidem ter uma empresa, já que ser MEI é vantajoso por razões diversas, desde a simplicidade na abertura até o baixo custo mensal com isenção de impostos.

Para abrir uma empresa MEI é muito fácil e você pode fazer isso pelo aplicativo MEI Fácil por Neon:

  1. Baixe o aplicativo MEI Fácil por Neon;
  2. Cadastre seus dados pessoais;
  3. Cadastre os dados do seu negócio;
  4. Informe o endereço de onde será a MEI;
  5. Faça a verificação final (digite o número do recibo da sua declaração do Imposto de Renda ou o número do Título de Eleitor).Banner com CTA para abrir a conta MEI Fácil por Neon

Como montar uma loja de conveniência de sucesso?

Loja aberta, e agora?

Siga estas dicas para ter muito sucesso à frente de sua conveniência:

  • Faça um bom planejamento financeiro. Levante todas as despesas, os custos fixos e variáveis em todos os cenários possíveis, e pense se você tem como manter a sua empresa;
  • Escolha um local seguro. Além de preservar os clientes, pense no seu estabelecimento e funcionários. Veja como são as redondezas da loja e coloque boa iluminação, câmeras e, se possível, um vigilante;
  • Legalize sua loja. É preciso ter toda a documentação e autorização para funcionar. Então, verifique as normas e orientações da Prefeitura onde será o seu estabelecimento. Mesmo o MEI precisa de um alvará de funcionamento;
  • Pense em uma marca atraente. Se você não está abrindo uma franquia, é importante ter uma marca chamativa e fácil para os clientes sempre lembrarem da loja;
  • Ofereça opções de pagamento. Para não perder vendas, disponibilize ao cliente a forma de pagamento que ele preferir, como cartão de crédito e Pix.

 

Gostou do artigo? Descubra ainda as melhores dicas para quem está abrindo o seu primeiro negócio.

Inscreva-se também na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.