“Sou MEI, como faço pra conseguir meu desconto para CNPJ MEI?”: Você não está lendo mais do que deveria. As facilidades de pagamento e melhores preços estão entre as vantagens do microempreendedor individual. Hoje o assunto será para o MEI que tem um mini mercado e quer saber onde encontrar os melhores preços!

Antes de qualquer coisa, vale ressaltar a importância de formalizar o seu negócio. Ter um CNPJ amplia as possibilidades de desenvolvimento do seu empreendimento. Sabemos que existem inúmeras oportunidades. No entanto, cabe ao indivíduo encontrar a melhor forma de se destacar em cada uma delas.

Quem tem um minimercado, por exemplo, sabe da importância de ter uma lista de fornecedores confiáveis. Conhecer o interesse de quem mora na região e consome os produtos são outros pontos de grande relevância.

Eu quero montar um minimercado, como faço?

Vamos começar do básico. Tenha um CNPJ MEI e abra uma conta jurídica esses dois serão os facilitadores na hora de adquirir mercadorias e créditos, caso sejam necessários outros investimentos.

O MEI pode atuar em diversos setores. Alimentação, vestuário, manutenção, transporte, beleza e comércio em geral são os mais comuns nessa categoria.  A regra que deve ser considerada na abertura de um CNPJ MEI é referente ao faturamento anual, que deve ser de até R$81 mil reais. E não seria diferente para quem tem um minimercado.

Quem deseja ter um minimercado deve pesquisar e estudar bastante as oportunidades. Conhecer a região em que o estabelecimento funcionará, por exemplo, deve ser um dos primeiros passos para a criação do negócio. É um segmento com muitas oportunidades, mas para prosperar é importante que você esteja atento a tudo.

Conhecer os consumidores e entender as necessidades mais básicas e urgentes estão entre os principais pontos de atenção. Afinal, o sucesso desse modelo de negócio depende de como você entende os hábitos de consumo de quem vive próximo.

Certo, mas e o desconto para CNPJ MEI?

Vamos ao que interessa! Encontrar fornecedores é uma dos principais desafios de quem quer montar um minimercado. Ao regularizar o registro de microempreendedor individual, o empresário tem uma série de benefícios, entre elas estão as facilidades de pagamento e o desconto para CNPJ MEI.

Os melhores preços só poderão ser praticados mediante a apresentação do CNPJ MEI. Ao comprar os produtos, o microempreendedor deverá apresentar os registros devidamente regularizados para então conseguir o tão almejado desconto para CNPJ MEI.

03 Dicas que todo dono de MiniMercado deve saber

1 – Pesquise Atacadistas

Saber quer são os melhores fornecedores está entre as vantagens competitivas de um minimercado. O desconto para CNPJ MEI pode chegar até a 25%, por isso, vale a pena investir um tempo maior na pesquisa de empresas que possam oferecer bons produtos.

Cada região do país tem um mercado atacadista. Vale estudar a sua para descobrir quem são as empresas que oferecem os melhores preços. Em São Paulo, temos o Roldão Atacadista e o Assaí Atacadista. Esse último também tem lojas em outros estados.

Falar com representantes comerciais das fabricantes também é uma saída para baratear os seus custos de suas mercadorias. No ramo de bebidas é comum ter pessoas focadas no relacionamento com clientes com CNPJ MEI.

A principal vantagem está no preço. Comprando direto de quem fornece os produtos, o valor a ser pago é bem abaixo do que o que é praticado no mercado. Dessa forma, você consegue praticar os melhores preços para os seus clientes.

2 – Parceria com fornecedores

Esse é um relacionamento que vale a pena ser cultivado. Aqui não é apenas o desconto para CNPJ MEI que está em jogo, mas a qualidade das suas mercadorias. Ter empresas que forneçam os produtos de qualidade, com um bom prazo de entrega, é também uma forma de agradar os clientes.

Descubra produtos diferenciados. Todo mundo gosta de uma boa novidade e ter pelo menos algumas em seu minimercado podem te ajudar na hora de fidelizar clientes na região.

Por esse motivo, reforçamos a importância de se ter bons fornecedores como parceiros. Eles terão abertura para apresentar constantemente os lançamentos e produtos que devem estar em suas prateleiras. Assim, a sua loja nunca fica vazia nem em produtos e muito menos em consumidores.

3 – Trabalhe em um diferencial

Saiba divulgar o seu negócio. Descubra oportunidades que contribuam para aumentar o fluxo de consumidores no seu minimercado. Preço, produtos e atendimento são pontos constantemente avaliados pelos consumidores. Esses pontos, portanto, exigem trabalho dobrado. Cada pilar depende da forma como você se relaciona com os fornecedores.

Em preço, por exemplo, você está conseguindo as mercadorias com o melhor desconto para CNPJ MEI? Lembre-se quanto menor o preço de compra, mais possibilidades você tem de se manter competitivo.

A qualidade dos produtos, já falamos um pouco na outra dica. Por esse motivo, vou reforçar aqui a importância de um atendimento atencioso. A limpeza e a organização do lugar também estão nesse pacote. Dessa forma, podemos concluir que tudo influencia para que o cliente tenha uma boa experiência e retorne até o seu estabelecimento comercial.

Você já parou para avaliar como está a organização do seu minimercado? Se não, ainda dá tempo de fazer ajustes estratégicos. Coloque produtos que chamam mais atenção na frente da loja. Deixe próximo os itens que normalmente são consumidos em conjunto. Todos esses detalhes influenciam diretamente na venda de itens da sua loja.

Gostou das nossas dicas? Nos siga nas redes sociais e fique por dentro de todas as dicas para o MEI, no FacebookInstagram e Youtube! Se tiver alguma dúvida, entre em contato com a gente através do e-mail contato@meifacil.com.