Como vender no Mercado Livre: aprenda a faturar na plataforma

6 minutos de leitura
Homem segurando computador em frente a fundo amarelo
Navegue pelo conteúdo

Você já sabe como vender no Mercado Livre e aproveitar todo o potencial desse marketplace trabalhando como MEI?

Hoje, o ML é um dos maiores sites de vendas do país, com mais de 10 milhões de vendedores e 9 vendas realizadas a cada segundo, segundo dados da empresa.

De acordo com relatórios referentes ao último trimestre de 2022, a plataforma apresentou uma impressionante receita líquida de 3,3 bilhões de dólares, cerca de 56,6% a mais do que o registrado no mesmo período do ano anterior.

Logo, você precisa aprender como vender no Mercado Livre e ter mais um canal de vendas poderoso para a sua empresa MEI.

Continue a leitura e saiba como se juntar aos milhões de vendedores nessa plataforma.

Como vender no Mercado Livre: passo a passo

Se você quer entender como funciona o Mercado Livre, saiba que é muito simples criar uma conta nesse marketplace e começar a vender pela internet.

Você só precisa se cadastrar como vendedor usando seu CPF ou o CNPJ do MEI, e começar a anunciar seus produtos para milhões de consumidores.

Veja como fazer isso em três passos:

1. Crie uma conta no Mercado Livre

O primeiro passo para vender no Mercado Livre é criar uma conta na plataforma. É recomendado que você faça uma conta como empresa, utilizando o CNPJ do MEI, para poder emitir nota fiscal em suas vendas e aproveitar mais benefícios para negócios.

Para isso, acesse o cadastro de empresas, autorize o uso de seus dados e siga os passos abaixo:

  1. Valide seu e-mail;
  2. Adicione os dados da empresa, como CNPJ, endereço e razão social (lembre-se de que a razão social do MEI é seu nome completo acrescido de seu CPF);
  3. Valide seu telefone;
  4. Crie uma senha;
  5. Clique em “Cadastrar”.

E pronto: você terá uma conta empresarial no Mercado Livre para começar a vender!

Aproveite e descubra como vender em marketplace sendo MEI.

2. Aprenda como anunciar no Mercado Livre

Agora que você já tem uma conta como MEI no Mercado Livre, já pode aprender como anunciar seu primeiro produto.

Acompanhe abaixo os detalhes de cada etapa desse processo.

Clique em “Vender”

Entre na sua conta e clique na opção “Vender”.

Se você tiver uma conta pessoal, também pode utilizar essa opção, mas vale fazer a migração para a conta empresarial antes.

Defina o que irá vender

Escolha entre as opções Produtos, Veículos, Imóveis ou Serviços.

Para esse exemplo, vamos prosseguir com um produto.

Crie um bom título

Crie um título para o item à venda, usando o modelo “produto + marca + modelo”, como no exemplo “Jaqueta Adidas Originals”.

Você também pode adicionar outros termos que ajudem a identificar o item, como “Jaqueta Adidas Originals feminina com capuz”.

Lembre-se de ser objetivo, não usar pontuação e evitar palavras como “oferta” e “promoção”.

Selecione a categoria

Agora, selecione a categoria do seu produto.

Alguns exemplos disponíveis no Mercado Livre são: Móveis, Tecnologia, Moda, Esportes, Brinquedos e Ferramentas.

Decida como vai anunciar

Escolha se vai anunciar no catálogo para melhorar seu posicionamento ou na lista geral de produtos.

Nem todos os itens são aceitos na opção “catálogo”, mas se estiver disponível, vale aproveitar a oportunidade para destacar mais seu anúncio.

Preencha as informações do produto

Chegou o momento de preencher o máximo de informações possível sobre seu produto.

Veja o que não pode faltar:

  • Fotos em alta qualidade do produto;
  • Estoque disponível;
  • Código universal do produto;
  • Variações de cor, tamanho, modelo, etc.;
  • Ficha técnica com todas as informações do produto.

Informe o preço

Então, coloque o preço de venda do seu produto.

Nas próximas etapas, o Mercado Livre mostrará qual será o faturamento de acordo com esse valor.

Saiba como precificar um produto: aprenda a fazer o cálculo agora!

Escolha o tipo de anúncio

Decida se prefere o anúncio grátis, clássico com exposição alta ou premium com exposição máxima e parcelamento para seu cliente.

Na verdade, todos os anúncios são gratuitos, mas você paga porcentagens (comissões) diferentes ao ML quando a venda é realizada.

Selecione a forma de envio

Nessa etapa, você poderá escolher a forma de envio do produto anunciado.

Estão disponíveis o envio por Mercado Envios, a solução própria do Mercado Livre, Correios, transportadoras ou retirada no local.

Adicione informações extras e anuncie

Para finalizar, adicione informações importantes como garantia, nota fiscal e detalhes adicionais.

Depois, é só clicar em “Anunciar” e pronto: seu produto será divulgado no Mercado Livre.

3. Gerencie suas vendas no Mercado Livre

Após anunciar seus produtos, você só precisa gerenciar suas vendas no painel administrativo do Mercado Livre.

Na seção de Vendas, você pode acompanhar o status de cada pedido em detalhes (a caminho, enviado, pendente de envio, atrasado, etc.), de forma clara e visual.

Além disso, terá acesso às mensagens e reclamações para se comunicar com seus clientes.

Lembre-se de responder rapidamente às perguntas de seus compradores e ficar atento aos prazos para resolução das reclamações.

Produtos mais vendidos no Mercado Livre

Se você precisa de ideias sobre o que vender no Mercado Livre, confira os produtos que mais fazem sucesso na plataforma:

  • HD e SSD para computador;
  • Fone de ouvido;
  • Controle para gamers;
  • Console de videogame;
  • Cartão de memória;
  • Jogos;
  • Leitor de código de barras;
  • Eletroportáteis (liquidificador, fritadeira elétrica, chaleira, etc.);
  • Jogo de ferramentas;
  • Máquina de cortar cabelo;
  • Perfume;
  • Aplique de cabelo;
  • Secador;
  • Protetor solar;
  • Celular;
  • Suplementos;
  • Calçados;
  • Som automotivo.

A tabela do próximo tópico, que fala sobre custos por categoria de produtos, também será útil para você definir o que vender na plataforma.

Quanto custa vender no Mercado Livre?

O Mercado Livre cobra diferentes tarifas por vendas, dependendo da categoria do produto e do tipo de anúncio que você faz.

Confira os valores praticados nos anúncios das modalidades Clássico e Premium:

CategoriasClássicoPremium
Celulares e Smartphones11%16%
Suplementos12%17%
Tênis14%19%
Luminárias de Teto, Solares eArandelas11,5%16,5%
Notebooks11%16%
Tratamentos para o Cabelo13%18%
Calças14%19%
Fones e Headsets13%18%
Camisolas e moletons14%19%
Botas14%19%
Bicicletas11,5%16,5%
HDs e SSDs13%18%
Roteadores13%18%
Relógios de Pulso14%19%
Smartwatches11%16%
Computadores11%16%
Impressoras11%16%
Televisores11%16%
Caixas de Som e Alto-falantes13%18%
Media Streaming11%16%

Vale sempre ficar de olho para possíveis atualizações nessa tabela.

Além disso, há um ponto de atenção importante a observar.

Tanto no plano Clássico quanto no Premium, são cobrados mais R$ 5,50 por unidade em produtos abaixo de R$ 79.

Já o anúncio grátis, que tem baixa exposição, só pode ser usado nas seguintes condições:

  • Para vendas de produtos usados, até o limite de 20 vendas em um ano;
  • Para produtos novos, até alcançar 5 vendas em um ano;
  • Tanto em produtos novos como usados, existe o limite de 10 anúncios grátis por vez e sempre cadastrando apenas uma unidade;
  • Com o MercadoLíder, só será permitido anunciar no Clássico ou Premium.

Regras para vender no Mercado Livre

Para que sua parceria com o Mercado Livre seja rentável e segura, é preciso seguir adequadamente as políticas de cadastro de produtos.

De maneira geral, fica determinado o seguinte:

Não comercializar produtos incluídos na lista de itens proibidos:

  • Armas, munições e materiais explosivos;
  • Narcóticos e substâncias psicoativas ilegais;
  • Produtos que violem leis de proteção ao patrimônio intelectual;
  • Dinheiro, seja na moeda nacional ou estrangeira;
  • Produtos bancários.

Acesse aqui a lista completa.

Cadastrar os preços respeitando os valores mínimos:

  • Para itens de supermercado ou de consumo recorrente, o preço deve ser igual ou maior do que R$ 5;
  • Para os demais itens, o preço deve ser igual ou maior do que R$ 7;
  • Para produtos com preço inferior, recomenda-se a montagem de kits com várias unidades.

Vender no Mercado Livre vale a pena?

Para saber se o Mercado Livre vale a pena, é preciso ter bem claros os seus objetivos e necessidades.

Afinal, as plataformas de e-commerce podem ser mais ou menos favoráveis, a depender do seu perfil do seu empreendimento. 

De maneira geral, o ML é vantajoso nos aspectos de:

  • Credibilidade perante os consumidores;
  • Segurança para as transações bancárias;
  • Garantia de visibilidade diante dos potenciais consumidores;
  • Suporte técnico adequado;
  • Baixo investimento para abertura da loja online, uma vez que toda a infraestrutura virtual já está pronta.

No entanto, assim como qualquer outro e-commerce, o Mercado Livre demanda constante atenção do empreendedor e exige rapidez na tomada de decisões, como atendimento às dúvidas dos clientes e envio dos produtos.

Portanto, antes de optar pelo Mercado Livre, é preciso entender se o seu perfil de atuação virtual está alinhado às propostas da plataforma.

Como vender mais no Mercado Livre?

Agora que você aprendeu como vender no Mercado Livre, confira nossas dicas para aumentar suas vendas na plataforma:

  • Ofereça um atendimento de qualidade, respondendo com agilidade às perguntas dos clientes com todas as informações solicitadas;
  • Capriche nas fotos e nas descrições dos produtos para transmitir profissionalismo e atrair mais clientes;
  • Utilize o Mercado Shop, o canal de vendas do Mercado Livre que cria uma loja virtual exclusiva para o seu negócio;
  • Solucione todas as reclamações e entregue os produtos dentro do prazo para melhorar sua reputação como vendedor;
  • Utilize o Product Ads para criar campanhas de anúncios patrocinados no seu Mercado Livre. O funcionamento é semelhante ao de anúncios em redes sociais, nos quais você só paga conforme tem resultados;
  • Anuncie seus produtos na categoria certa e preencha a ficha técnica com todos os detalhes para melhorar o posicionamento dos seus produtos;
  • Utilize as soluções de envio rápido do Mercado Envios Full para surpreender seus clientes no prazo de entrega.

E-commerce MEI: 7 dicas para se destacar na sua loja online.

Como vender no Mercado Livre sem estoque?

Caso você tenha restrições de espaço físico para armazenar seu estoque, saiba que a modalidade de vendas por dropshipping pode ser perfeita para você.

Trata-se de uma estratégia na qual o empreendedor atua como intermediário nas vendas de produtos de terceiros.

Assim, toda vez que um consumidor adquirir um produto do seu catálogo virtual, você receberá uma comissão proporcional ao valor arrecadado.

No entanto, pelo fato de a sua loja online estar conectada aos programas de gestão de estoque do fornecedor, não será preciso se preocupar com armazenamento, preparo e envio dos produtos.

De maneira geral, os melhores itens para atuar com dropshipping são roupas, calçados, acessórios, artigos de decoração e perfumaria. Contudo, vale a pena estar sempre atento às novas tendências do mercado.

Confira sempre o que seus concorrentes estão oferecendo e acompanhe as análises de especialistas do setor.

Entendeu como vender no Mercado Livre e ampliar seus canais de vendas? Aproveite e veja o nosso guia de como vender pela internet e faturar mais.

Lembre-se de se inscrever na TV MEI Fácil no YouTube e acompanhar as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Vale a pena ler