Cuidador de idosos pode ser MEI? Descubra aqui

4 minutos de leitura
Mulher abraçada com senhora sentada em cadeira de rodas
Navegue pelo conteúdo

Você sabia que o cuidador de idosos pode ser MEI? Essa é uma alternativa à tradicional contratação CLT, sendo que a adesão à nova modalidade torna-se cada vez mais popular no país.

Vale lembrar que, no contexto do progressivo aumento da população idosa, as profissões atuantes na manutenção do bem-estar geriátrico ganham cada vez mais destaque. 

Assim, confira tudo sobre abrir seu próprio MEI para ser cuidador de idosos!

Cuidador de idosos pode ser MEI?

Sim, é possível fazer a abertura de um microempreendimento individual para atuar na assistência a pacientes idosos. 

No entanto, o cuidador não pode desempenhar atividades de enfermagem, uma vez que a situação configuraria exercício profissional regulamentado por conselho de classe. 

Desta forma, é preciso prestar atenção ao perfil de atividades intencionadas, já que os enfermeiros, como profissionais liberais, são vetados de aderirem à categoria do MEI.

Neste contexto, o cuidador de idosos atua somente nos serviços básicos, como:

  • Acompanhamento em consultas médicas;
  • Manutenção da higiene, com banhos e troca de fraldas;
  • Auxílio nas refeições;
  • Companhia para interação social;
  • Fornecimento de equipamentos hospitalares.

Para fazer a abertura do microempreendimento, recomenda-se o CNAE 8712-3/00 — “cuidador (a) de idosos e enfermos independente”, sendo que é possível a inclusão de outras atividades secundárias.

Vantagens de ser MEI para o cuidador de idosos

Formalizar suas atividades profissionais na categoria MEI garante inúmeras vantagens, como, por exemplo:

Vale ressaltar que essas vantagens envolvem a incidência de uma carga tributária reduzida, sendo que o total de impostos pagos pelo MEI fica na faixa de R$ 67 a R$ 72 mensais.

5 características essenciais para um cuidador de idosos

Atuar no setor de cuidados geriátricos, com suas particularidades, requer um perfil específico de habilidades

Confira agora as 5 principais características de um cuidador de idosos! 

1. Empatia

Para compreender a realidade do próximo e acolhê-lo em sua fragilidade, é fundamental que o vínculo cuidador-paciente seja baseado na empatia e sensibilidade. 

Assim, ao garantir um atendimento humanizado e amoroso, promove-se mais adequadamente o bem-estar e a qualidade de vida dos idosos.

2. Comunicação assertiva e paciente

Os esquecimentos e diálogos repetitivos, intercalados com possíveis explosões emocionais, requerem desenvolver habilidades de comunicação, como a fala didática e a escuta ativa.

Cada indivíduo é único, e o cuidador deve ser flexível para se adaptar às necessidades específicas de seus atendidos.

3. Foco e atenção

Por conta da saúde vulnerável do idoso, é preciso que o cuidador esteja sempre atento e focado nos serviços executados. Dessa forma, possíveis erros que podem comprometer a saúde do paciente são evitados.

Além disso, deve-se prestar atenção para garantir que o ambiente esteja sempre seguro, protegendo o idoso contra acidentes domésticos.

4. Força física

A depender da condição geral de saúde do idoso, é necessário que se tenha considerável força física para erguê-lo e movimentá-lo.

Atividades como trocar fraldas e dar banho são exemplos rotineiros de atividades que demandam força física.

5. Qualificação profissional

Por mais que a vontade de acolher seja natural e espontânea, é preciso estar qualificado nas corretas práticas de assistência.

O ideal é frequentar cursos profissionalizantes, ampliando os conhecimentos específicos, como atendimento de primeiro-socorros e técnicas de suporte emocional.

Atuar no cuidado dos idosos é uma profissão extremamente importante e valiosa, não é mesmo?

Se você se identifica com essa ocupação, confira agora mesmo como abrir seu MEI!

Como abrir MEI de cuidador de idosos?

A abertura do microempreendimento individual é realizada de forma gratuita, e todo o procedimento é feito online.

Para facilitar, elaboramos o seguinte passo a passo para você:

  • Faça seu cadastro na plataforma unificada de serviços públicos, o site gov.br;
  • Em sequência, acesse o Portal do Empreendedor e clique no botão “Quero ser MEI”;
  • Selecione a opção “Formalize-se” e efetue o login com seus dados cadastrados na conta gov.br;
  • Informe seus dados pessoais, como CPF, endereço de residência e número do recibo da DIRPF dos últimos dois anos (ou Título de Eleitor, caso nunca tenha declarado Imposto de Renda);
  • Informe os dados do empreendimento, como nome e endereço;
  • Inclua como atividade principal o CNAE 8712-3/00 para cuidador(a) de idosos independente;
  • Caso haja necessidade, é possível incluir também mais outras 15 atividades secundárias;
  • Revise as informações e conclua o cadastro.

Parabéns, agora você é oficialmente um microempreendedor individual! 

O CNPJ e o Certificado de Condição de MEI (CCMEI) são emitidos automaticamente, assim como a inscrição estadual da empresa.

Você também pode abrir seu MEI com o app MEI Fácil por Neon! Em poucos cliques você se formaliza e garante acesso a todos os benefícios disponíveis para os MEIs. 

Banner com CTA para abrir a conta MEI Fácil por Neon

Lembre-se de que, como empresário, você também precisará estar atento às obrigações do MEI, como pagar os DAS MEI mensais e declarar a DASN SIMEI anualmente.

Para estar por dentro de todos os tópicos importantes do cotidiano MEI, acompanhe o blog MEI Fácil por Neon!

Inscreva-se também na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 19

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Vale a pena ler