Contabilidade para MEI: tudo o que você precisa saber

4 minutos de leitura
Homem sorrindo olhando para documentos ao lado de computador
Navegue pelo conteúdo

A contabilidade para MEI pode parecer simples à primeira vista, mas são vários os pontos que precisam de atenção.

Além de pagar a contribuição mensal dentro do prazo, você precisa enviar uma declaração anual com os valores de faturamento discriminados, emitir notas fiscais, manter registros das receitas da empresa, entre outras obrigações.

Para manter sua empresa regular, um serviço de contabilidade para MEI pode ser uma boa ideia.

Continue a leitura para ver como cuidar das questões contábeis e descobrir se vale a pena buscar soluções profissionais.

Como funciona a contabilidade para MEI?

A contabilidade para MEI inclui todas as obrigações fiscais, contábeis e trabalhistas que o microempreendedor individual precisa cumprir para manter seu CNPJ regular.

Veja quais são as principais:

  • Pagar o DAS MEI (Documento de Arrecadação do Simples Nacional — MEI) até o dia 20 de cada mês;
  • Preencher o relatório mensal MEI;
  • Enviar a Declaração Anual do MEI (DASN SIMEI);
  • Emitir nota fiscal nas vendas realizadas para pessoas jurídicas;
  • Se tiver um funcionário contratado, recolher os encargos por meio da GPS (Guia da Previdência Social) e prestar as informações do colaborador pelo e-Social (Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas).

Dessa maneira, o MEI precisa cumprir todas essas obrigações para manter sua contabilidade sempre em dia e não ficar devendo nada ao governo.

Leia também: Impostos MEI: quais o microempreendedor individual paga?

Como fazer a contabilidade do MEI?

Agora que você sabe o básico sobre como fazer a contabilidade para MEI, confira o passo a passo para cumprir suas obrigações:

Pague o DAS MEI em dia

Emitir o DAS MEI e pagar a guia de contribuição até o dia 20 de cada mês é a principal obrigação na contabilidade do MEI.

Dentro desse boleto, são cobrados os seguintes tributos:

  • ICMS: Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, cobrado de empresas da indústria e do comércio;
  • ISS: Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza, cobrado de empresas que prestam serviços;
  • Contribuição ao INSS: recolhimento à Previdência Social que garante benefícios previdenciários como aposentadoria, auxílio-doença e salário maternidade.

Dessa forma, você deve emitir o DAS todo mês e fazer o pagamento dentro do vencimento para manter seu CNPJ regularizado.

Imposto MEI em atraso? Qual é a multa e como pagar?

Preencha seu relatório mensal

Para manter sua contabilidade MEI em dia, você deve preencher um relatório mensal com o faturamento do período.

Para isso, baixe o modelo de relatório mensal do MEI oferecido pelo governo.

Envie a declaração anual

Todo ano, o MEI precisa enviar uma declaração com o faturamento total do ano anterior e a situação da empresa.

Basicamente, há três informações que devem constar no documento:

  • Se houve funcionário registrado durante o período;
  • A receita bruta total recebida no ano anterior;
  • A receita oriunda da venda de produtos e/ou serviços, também no ano anterior.

Como fazer a Declaração Anual do MEI 2023: passo a passo.

Emita nota fiscal nas vendas para empresas

Por lei, o MEI só é obrigado a emitir nota fiscal quando vende para outras empresas.

Para isso, é preciso se registrar na SEFAZ do estado ou na secretaria de finanças do município.

Depois, é necessário utilizar um software emissor ou o Portal Nacional de Nota Fiscal de Serviços eletrônica.

Leia também: Nota fiscal MEI: 9 principais dúvidas respondidas + tipos de NFs

Cumpra as obrigações trabalhistas

Por fim, se o MEI tem um funcionário contratado, ele deve cumprir com obrigações trabalhistas de rotina.

A principal delas é recolher FGTS e INSS por meio da GPS. Além disso, é preciso enviar informações sobre pagamentos, férias, admissão, demissão e outros eventos por meio do e-Social.

MEI pode ter funcionários? Dúvidas sobre contratação em 2023.

MEI precisa de contador?

O MEI não é obrigado por lei a ter contador, mas, cada vez mais, os microempreendedores individuais buscam apoio profissional para cuidar da burocracia.

Afinal, não é fácil gerenciar uma empresa sozinho e ainda ter que lidar com os trâmites contábeis, fiscais e trabalhistas.

O MEI precisa de contador? Saiba tudo sobre o assunto.

Por que contar com serviços de contabilidade para MEI?

Por mais que a contabilidade do MEI seja mais simples em comparação com outros tipos de empresas, ela toma um tempo precioso que poderia ser aplicado em estratégias de crescimento do negócio.

Além disso, fazer esse trabalho sozinho deixa você suscetível a erros — e as falhas contábeis podem trazer prejuízos como multas, juros e até o cancelamento do CNPJ.

Logo, o MEI só tem a ganhar ao contratar um serviço contábil para cuidar de suas obrigações e resolver os trâmites burocráticos.

Serviço de contabilidade MEI Fácil vale a pena?

O serviço de contabilidade MEI Fácil vale a pena se você quer ganhar tempo, acabar com a dor de cabeça da burocracia e ter tranquilidade em relação às questões contábeis e fiscais da empresa.

Com essa solução, você tem auxílio para o pagamento de impostos, apoio para o preenchimento da declaração obrigatória e orientação exclusiva para emissão de nota fiscal.

Além disso, a contabilidade inclui alterações de dados do CNPJ e atendimento 100% digital por chat e e-mail para esclarecer dúvidas.

Tudo isso por um valor que cabe no bolso do microempreendedor individual.

Entendeu como funciona a contabilidade para MEI e por que é uma boa contratar esse serviço? Então, aproveite para conhecer nossa solução e transformar sua rotina!

Banner com CTA para contratar o serviço de Contabilidade MEI Fácil

Não se esqueça de se inscrever na TV MEI Fácil e acompanhar as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.

Este artigo foi útil?
Nota Média: 5 | Votos: 6
Tags:
Vale a pena ler