Tabela de precificação: por que é importante e como montar uma

4 minutos de leitura
Pessoa com calculadora nas mãos
Navegue pelo conteúdo

Uma tabela de precificação pode facilitar muito o processo de formação de preços de produtos ou serviços para quem é MEI.

Com essa planilha, você consegue contabilizar todos os custos, acompanhar as mercadorias compradas e adicionar a margem de lucro desejada.

Assim, você garante que o valor de venda seja suficiente para cobrir todas as despesas e ainda garantir seus ganhos.

Continue lendo e veja como é importante ter sua tabela de precificação

O que é tabela de precificação?

Tabela de precificação é um instrumento usado para calcular preços de venda de produtos ou serviços.

Geralmente, ele é estruturado em uma planilha, onde são contabilizados todos os custos envolvidos na produção e comercialização.

A tabela de precificação é necessária para que os empreendedores consigam chegar a um preço de venda vantajoso.

Ou seja, um valor que renda o suficiente para cobrir todos os custos da venda do produto ou serviço, seja compatível com o mercado e ainda garanta a margem de lucro esperada pelo empresário.

Veja como funcionam os principais tipos de tabela de precificação a seguir.

Tabela de precificação de produtos

Na tabela de precificação de produtos, são incluídos dados como o código de cada item, a descrição, o volume comprado e o custo total de compra de um lote específico.

Isso, é claro, pensando em uma empresa do comércio que revende produtos.

Por exemplo, você pode registrar os custos de um lote de calçados, fones de ouvido, brinquedos, eletrodomésticos, itens de papelaria, etc. 

Para quem fabrica, é preciso adicionar o custo de produção, considerando despesas com matéria-prima, insumos, mão de obra, depreciação de maquinário, etc. 

Além disso, também é preciso que a tabela de precificação de produtos tenha espaço para o preenchimento de impostos, como o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços).

Outras despesas que precisam ser incluídas são:

  • Taxas cobradas por operadoras nas vendas com cartão de crédito e débito
  • Comissões de vendedores
  • Custos de embalagem
  • Custos de frete
  • Custos de transporte em geral, entre outras.

Todas essas despesas relatadas até aqui são do tipo variáveis, ou seja, variam de acordo com o ritmo de produção e vendas.

Ainda é preciso que a tabela de precificação considere as despesas fixas, que são gastos recorrentes para manter a empresa.

Alguns exemplos de despesas fixas são o aluguel do ponto de venda ou galpão logístico, assinaturas de serviços, contas de consumo que variam pouco (água, luz, internet, etc.), mensalidades de softwares, etc.

Despesas fixas e variáveis da sua MEI: Entenda quais são.

Com todas essas despesas registradas, ainda é preciso acrescentar a margem de lucro desejada para chegar ao preço de venda ideal.

Tabela de precificação de serviços

Como você deve imaginar, é mais difícil precificar serviços do que produtos.

Afinal, os serviços não são tangíveis, não podem ser tocados e são mais complicados de medir.

Por isso, a tabela de precificação dos serviços deve partir do cálculo do custo unitário médio, ou seja, quanto em média a empresa gasta em cada execução da solução ofertada.

Para isso, devem ser incluídas despesas como horas de mão de obra, insumos, materiais, equipamentos, transporte e todos os gastos envolvidos na prestação do serviço.

A precificação não para por aí: ainda é necessário estimar um volume de vendas mensal e fazer o paralelo com a capacidade produtiva.

Assim, será possível avaliar quais serviços demandam mais esforços e quais tem o melhor custo-benefício.

Assim como nos produtos, é preciso incluir as despesas fixas no cálculo e a margem de lucro desejada.

Por fim, a tabela de precificação de serviços deve ser elaborada de acordo com o modelo de precificação da empresa, que pode ser um valor fixo, preço por hora, preço variável por negociação, etc.

Para que serve a tabela de precificação?

A tabela de precificação serve para facilitar o cálculo do preço de venda de produtos e serviços.

Como vimos, são vários custos e despesas que precisam ser levados em conta, além da margem de lucro, que garante os ganhos do negócio.

Com uma planilha desse tipo, você pode automatizar fórmulas para calcular o custo total de produção, venda ou prestação de serviços, agilizando a formação de preços de venda.

Como fazer uma tabela de precificação?

Para fazer uma tabela de precificação, você deve criar uma planilha com espaço para o registro e cálculo de todos os custos e despesas envolvidos nas vendas do seu negócio.

Desse modo, cada linha da planilha é um produto ou serviço, e as colunas trazem os valores que precisam ser somados, como impostos, taxas, comissões, valor da compra da mercadoria, margem de lucro pretendida, etc.

Para facilitar seu trabalho, você pode utilizar uma tabela de precificação pronta, pois vários sites oferecem esse arquivo na internet.

O Sebrae, por exemplo, oferece uma planilha gratuita de precificação para marketplaces, enquanto a Nuvemshop oferece uma planilha de precificação para e-commerce e lojas físicas.

Mais práticas para profissionalizar o seu MEI

Agora que você sabe o que é e como usar uma tabela de precificação, é importante conhecer outras soluções para profissionalizar seu MEI.

Se o objetivo é organizar as finanças, você precisa, antes de tudo, de uma conta digital PJ.

Na MEI Fácil por Neon, você tem uma conta digital MEI sem mensalidade, com direito a cartão de crédito e que pode ser gerenciada por um aplicativo.

A conta ainda oferece a emissão de boletos de cobrança gratuitos, pagamento de contas, transferências gratuitas e saques. 

Além disso, você pode usar o aplicativo MEI Fácil por Neon para pagar o DAS MEI, emitir seu Certificado de Condição do Microempreendedor Individual, enviar a declaração anual e muito mais.

Entendeu o que é tabela de precificação e para que serve?

Inscreva-se também na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.

E mais: já conhece o dicionário MEI Fácil por Neon? Nele você encontra as explicações para os termos mais importantes do universo do microempreendedor. Confira!

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Vale a pena ler