A diferença entre lucratividade e rentabilidade é uma das questões que valem mais pontos no teste da gestão.

Muitos empreendedores acreditam que os dois conceitos são sinônimos.

Apesar de ambos tratarem das finanças, eles trazem um olhar completamente diferente sobre o desempenho do negócio.

Para o Microempreendedor Individual (MEI), é muito importante saber a diferença entre lucratividade e rentabilidade, pois os dois juntos oferecem uma visão mais realista da situação da empresa.

Siga a leitura para dominar esses indicadores e se tornar uma MEI de sucesso.

Qual a diferença entre lucratividade e rentabilidade

Saber a diferença entre lucratividade e rentabilidade é obrigatório para analisar melhor suas finanças e ter sucesso com a sua empresa.

Aprenda a calcular o potencial de lucro da sua empresa!

Que ambos têm a ver com dinheiro já ficou claro, mas você precisa entender o que diferencia o lucrativo do rentável.

Vamos começar pela definição dos dois conceitos.

O que é a lucratividade de uma empresa?

A lucratividade é o indicador-chave de desempenho que mostra a capacidade de gerar lucro que uma empresa tem.

Como sabemos, o objetivo de todo negócio é ter lucro, que é o dinheiro que sobra dos seus ganhos com as vendas depois de subtrair todos os gastos.

No caso do Microempreendedor Individual (MEI), os custos variam conforme a atividade da empresa.

Um comércio, por exemplo, tem custos com o aluguel do ponto, compra de mercadorias, custos com funcionários, contas de consumo, etc.

Já um negócio digital vai ter custos como a manutenção do site, impostos, fretes e comissão da plataforma (se estiver em um marketplace).

Só depois de descontar esses gastos você obtém seu lucro líquido, que é a base para o cálculo da lucratividade.

Basicamente, o indicador é a relação entre o lucro final da empresa com a sua receita bruta (ou seja, tudo o que entrou no caixa).

Ao comparar esses dois valores, você saberá o quanto sua microempresa individual é lucrativa de fato em um determinado período.

O que é a rentabilidade de uma empresa?

Já a rentabilidade é o indicador financeiro que mostra a capacidade que a empresa tem de gerar retorno a partir de um determinado valor investido.

Ele é parecido com a lucratividade porque também usa o lucro líquido como referência, mas faz a comparação com os investimentos feitos pelo empreendedor em vez de focar na receita bruta.

Como MEI, você pode usar a rentabilidade para entender qual foi o retorno obtido a partir do dinheiro investido para abrir o negócio, por exemplo.

Da mesma forma, é possível medir o retorno de investimentos em um novo produto, um novo equipamento, uma filial e qualquer outro projeto da empresa.

Por isso, a rentabilidade também é muito usada como parâmetro por investidores, para entender se vale a pena aplicar dinheiro em uma determinada empresa.

Importância de lucratividade e rentabilidade para o MEI

Tanto a lucratividade quanto a rentabilidade são referências importantes para tomar decisões na gestão do MEI.

Ambos são indicadores financeiros, mas tratam de resultados diferentes.

Enquanto a lucratividade compara o lucro final da empresa com o faturamento das vendas, a rentabilidade compara o lucro final com os investimentos realizados.

Na prática, uma empresa pode ter uma lucratividade alta, mas uma rentabilidade baixa, e vice-versa.

Para que o desempenho financeiro seja satisfatório, os dois indicadores devem ser positivos.

Afinal, você quer que sua MEI dê lucro e também traga um bom retorno sobre os valores investidos, certo?

Para isso, é preciso saber a diferença entre lucratividade e rentabilidade e entender como usar esses dois indicadores no dia a dia.

Como usar os conceitos no dia a dia

Para usar os conceitos de lucratividade e rentabilidade, você deve acompanhar de perto a evolução desses dois indicadores na sua microempresa individual.

Na hora de analisar o resultado do mês ou dos últimos meses, por exemplo, não vale olhar só para as entradas do seu caixa.

Se você considerar apenas as receitas, sem descontar as despesas, pode acabar se enganando sobre o desempenho do seu negócio.

Uma empresa com custos muito altos pode vender muito e, ainda assim, ter um resultado negativo, por exemplo.

Por isso, é importante subtrair os gastos para descobrir quanto você realmente ganhou (o tal do lucro líquido).

Mas, para além disso, é preciso saber quanto sua empresa vem gerando de lucro a partir de todo o dinheiro que entra no caixa (receita bruta).

Essa porcentagem é a lucratividade, que você pode monitorar para descobrir se a empresa está ficando mais ou menos lucrativa com o passar do tempo.

Já a rentabilidade pode ser usada para descobrir se o seu negócio está se tornando de fato mais rentável.

Para isso, é só fazer o cálculo e verificar se a sua capacidade de gerar retorno a partir dos investimentos feitos está melhorando.

Você também pode aplicar a rentabilidade em projetos da empresa, para medir o retorno do valor investido.

Como calcular rentabilidade e lucratividade na prática

Agora que você entendeu a diferença entre rentabilidade e lucratividade, só falta aprender a calcular esses dois indicadores.

Confira a fórmula da lucratividade:

Lucratividade (%) = Lucro líquido / Receita bruta x 100

Como já explicamos, o lucro líquido é o que sobra efetivamente no caixa da empresa depois de deduzir todos os gastos, enquanto a receita bruta é o seu faturamento sem nenhum desconto.

Você pode usar os resultados de qualquer período para fazer o cálculo, mas o acompanhamento funciona melhor se for mensal.

E esta é a fórmula da rentabilidade:

Rentabilidade (%) = Lucro Líquido / Investimentos x 100

No caso, o investimento utilizado pode ser o capital social que você aplicou para abrir a MEI.

Nos dois cálculos, a multiplicação por 100 é o que transforma o resultado em uma porcentagem, facilitando a análise e monitoramento.

Exemplo de cálculo de lucratividade em empresa MEI

Agora vamos a um exemplo prático de cálculo de lucratividade e rentabilidade em uma empresa MEI.

Vamos supor que você tenha apurado os seguintes números no seu negócio em um determinado mês:

  • Faturamento total: R$ 6 mil
  • Custos fixos: R$ 800 de aluguel + R$ 200 em contas = R$ 1.000
  • Custos variáveis: R$ 1 mil para fornecedores + R$ 60 em impostos + R$ 140 em despesas gerais = R$ 1.200.

Primeiro, somamos os custos e subtraímos do faturamento total para encontrar o lucro líquido:

  • Lucro líquido = R$ 6.000 – (R$ 1.000 + R$ 1.200)
  • Lucro líquido = R$ 6.000 – R$ 2.200
  • Lucro líquido = R$ 3.800

Então, basta aplicar o lucro líquido e a receita bruta na fórmula:

  • Lucratividade (%) = Lucro líquido / Receita bruta x 100
  • Lucratividade (%) = R$ 3.800 / R$ 6.000 x 100
  • Lucratividade (%) = 0,63 x 100
  • Lucratividade = 63%

Esse resultado significa que 63% do faturamento está sobrando em forma de lucro.

Em empresas maiores, um índice como 15% já seria considerado excelente.

Mas como o Microempreendedor Individual (MEI) na maioria das vezes trabalha sozinho, e muitas vezes tem esse lucro como sua única fonte de renda, a porcentagem esperada deve ser maior mesmo.

Depois de calcular, basta acompanhar a evolução dessa porcentagem para ver se a empresa está gerando mais lucro a partir da receita.

Exemplo de cálculo de rentabilidade em empresa MEI

Para terminar, vamos conferir um exemplo de cálculo de rentabilidade no MEI.

Imagine que você tenha apurado os seguintes valores nos primeiros três meses da empresa:

  • Investimento na abertura da MEI: R$ 3 mil em equipamentos, mais R$ 1 mil na identidade visual e no site, mais R$ 300 em marketing, mais R$ 4 mil para o estoque inicial = R$ 8.300
  • Lucro líquido no trimestre: R$ 13 mil

Então, basta aplicar os valores na fórmula:

  • Rentabilidade (%) = Lucro Líquido / Investimentos x 100
  • Rentabilidade (%) = R$ 13.000 / R$ 8.300 x 100
  • Rentabilidade (%) = 1,56 x 100
  • Rentabilidade = 156%

Esse resultado indica que o lucro do negócio em 3 meses já cobriu os investimentos iniciais com folga e gerou um ótimo retorno para o Microempreendedor Individual (MEI).

Entendeu a diferença entre lucratividade e rentabilidade no seu negócio?

Para ficar de olho nas suas finanças e aplicar na prática os conceitos, baixe também nossa planilha de controle financeiro exclusiva e gratuita.