O que é business valuation? O MEI deve fazer?

3 minutos de leitura
Mãos sobre um computador e papéis com gráficos em cima de uma mesa
Navegue pelo conteúdo

Business valuation não é uma expressão comum no dia a dia do microempreendedor individual, mas pode aparecer em algumas ocasiões.

Se você precisa fazer um empréstimo, por exemplo, existe a possibilidade de que essa avaliação seja solicitada pela instituição financeira.

Nesse caso, você precisa saber como fazer um business valuation adequado à realidade do MEI.

Veja a seguir como funciona essa análise de valor e quais métodos utilizar nos seus cálculos. 

O que é business valuation?

Business valuation é um processo que permite estimar o valor de uma empresa no mercado.

Geralmente, essa avaliação é feita por um contador ou profissional de finanças quando uma empresa está sendo vendida ou pretende abrir seu capital para investidores.

Nessas ocasiões, é preciso descobrir quanto o negócio vale para prever seu retorno futuro. Assim, os investidores ou compradores podem analisar o potencial de rentabilidade do negócio.

Há também situações em que instituições financeiras solicitam o business valuation para conceder empréstimos, mas esse procedimento é mais comum no caso de médias e grandes empresas que solicitam altos valores.

Por fim, a avaliação ainda pode ser solicitada em processos judiciais nos quais a empresa esteja envolvida.

De modo geral, o business valuation é calculado com base no potencial de gerar caixa que a empresa tem, seus ativos e seu posicionamento de marca, entre outros fatores que pesam na definição de valor do negócio.

MEI precisa fazer business valuation?

Embora não seja comum, podem existir situações em que o MEI precisa fazer business valuation para conseguir um empréstimo.

Como vimos, essa avaliação exige um estudo mais aprofundado do fluxo de caixa do negócio e suas possibilidades para o futuro.

Como o microempreendedor individual está dando seus primeiros passos no universo empresarial e tem resultados financeiros compatíveis com sua realidade, o business valuation deve ser simplificado para se adequar ao contexto.

Para que serve o business valuation do MEI?

O business valuation para o MEI serve para mostrar o potencial de lucratividade e rentabilidade da empresa, a partir de projeções futuras.

A principal aplicação do procedimento é no mercado de crédito, uma vez que é improvável que um microempreendedor individual esteja participando de uma operação de fusão e aquisição ou plano de abertura de capital.

Como fazer business valuation?

Existem várias maneiras de fazer business valuation. Conheça os métodos mais comuns:

Valuation pelo fluxo de caixa descontado

O fluxo de caixa descontado (FCD) é um método que permite projetar os valores financeiros da empresa no futuro aplicando uma taxa de desconto.

Para fazer o cálculo, é preciso seguir três passos:

  • Fazer uma estimativa do fluxo de caixa da empresa para os próximos anos, de acordo com as entradas e saídas atuais;
  • Definir uma taxa de desconto, que é um percentual descontado dos resultados de acordo com os riscos do negócio (uma espécie de taxa de juros ao contrário);
  • Trazer os valores para o presente e fazer o cálculo.

Pela sua complexidade, esse método é mais usado por grandes empresas que já estão consolidadas financeiramente e podem fazer previsões mais certeiras.

Valuation pelos ativos

Outra opção é calcular o business valuation considerando os ativos que a empresa possui, ou seja, seus bens e direitos.

Nesse caso, é preciso considerar o patrimônio líquido do negócio, isto é, os ativos menos os passivos (dívidas e obrigações).

Esse método é muito usado por empresas que têm um bom patrimônio (veículos, equipamentos, estoque, investimentos, etc.), independentemente dos resultados financeiros recentes.

Valuation por análise de mercado

Também é possível fazer business valuation tendo como parâmetro outras empresas do mesmo porte e segmento na sua área de atuação.

Nesse caso, são usados critérios como lucro, faturamento e patrimônio líquido para determinar múltiplos de valor.

Por exemplo, uma análise de mercado pode levar à conclusão de que uma empresa vale três vezes seu faturamento atual ou duas vezes seu patrimônio atual.

Esse método é mais simples e pode ser útil para o microempreendedor individual, já que parte de uma realidade de mercado e não exige um longo histórico da empresa ou um negócio consolidado.

Como pedir empréstimo para MEI?

Para pedir empréstimo para MEI, você deve procurar uma linha de crédito específica para pequenos empreendedores.

Um exemplo é o Programa de Simplificação do Acesso a Produtos e Serviços Financeiros para os Pequenos Negócios (CRED+), que oferece diversas opções de empréstimos e serviços financeiros (o serviço está em pré-lançamento).

Outras opções são o Microcrédito do BNDES e o Crédito CAIXA Tem Microempreendedor Individual (MEI).

Há ainda a alternativa de contratar uma antecipação de recebíveis, caso você tenha valores a receber na sua empresa.

Veja também: Como fazer um empréstimo para MEI? Quais as vantagens?

Ficou claro o que é business valuation e como fazer para o MEI?

Inscreva-se na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 1.5 / 5. Número de votos: 44

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Vale a pena ler