Com pouco mais de seis meses de existência, o Pix já representa mais de 300 milhões de transações realizadas. Número responsável por fazer o Brasil ultrapassar os Estados Unidos no número de transações em tempo real.

E a nova ferramenta vem ganhando cada vez mais espaço no país. 73% dos brasileiros que possuem celular já criaram uma chave para o novo meio de pagamento.

Contudo, ao informar as chaves que serão usadas no Pix, o cuidado com páginas falsas e possíveis golpes deve ser reforçado. Pensando nisso, elaboramos um artigo explicando como você pode se proteger para não cair nesses tipos de golpes. Confira abaixo:

Sistema de pagamento Pix: o cadastro já começou!

Com o Pix é possível realizar pagamentos em tempo real, em até 10 segundos, de graça e 24 horas por dia, todos os dias, incluindo fins de semana e feriados. Demais, né?

Os pagamentos e transações por meio do Pix podem ser utilizados tanto por pessoas quanto por empresas, como uma MEI, por exemplo.

Para quem é microempreendedor individual, é possível inclusive para o boleto DAS usando o Pix.

Para pagar o boleto DAS via Pix é simples: o documento agora é emitido com QR Code, que pode ser lido pelo aplicativo de qualquer instituição financeira que aceite pagamentos via Pix. Como é o caso da MEI Fácil!

Quem tiver interesse em utilizar o sistema de pagamento pode realizar o cadastro de suas chaves do Pix na conta bancária que preferir. As chaves do Pix são uma das formas possíveis de efetivar a transação. 

Também é possível pagar e receber pelo Pix com QR Code e informando os dados da conta, como em uma transferência tradicional.

Golpes com Pix: Veja como evitar fraudes ao cadastrar a sua chave

Está cada vez mais comum ler notícias de golpes aplicados pelo celular e diversos tipos de fraudes envolvendo o Pix. É uma triste realidade que pode ser evitada caso as pessoas entendam mais sobre o funcionamento da ferramenta.

Contudo, os cuidados que o cliente precisa ter são os mesmos para um transação via TED ou DOC, por exemplo, como checar os dados do recebedor.

Sistema de pagamento Pix: como evitar golpes

O sistema de pagamento Pix conta com a segurança e credibilidade garantidas pelo Banco Central. E as instituições financeiras também contam com tecnologias avançadas para armazenar, com total segurança, os seus dados. Cada uma delas, entre as 900 devidamente cadastradas para oferecer o Pix, foi devidamente aprovada pelo Banco Central.

Dessa forma, a primeira recomendação para não cair em golpes é realizar o cadastro de suas chaves diretamente com o banco.

Suspeite de qualquer e-mail ou contato suspeito que peça por dados pessoais. Prefira cadastrar as chaves ao entrar na sua conta por site ou aplicativo, por exemplo.

Por conta da inúmera quantidade de bancos que possuem o Pix, o seu provavelmente indicará a melhor forma de realizar esse cadastro. Se tiver dúvidas, entre em contato através dos canais oficiais de cada instituição financeira.

Outras recomendações para evitar golpes relacionados ao Pix: 

  • Concentre suas chaves Pix em apenas uma conta

Há limite de chaves por conta. Para pessoa jurídica, poderão ser cadastradas até 20 chaves, com e-mails e telefones diversos, se quiser. Porém, não é permitido utilizar a mesma chave Pix em contas bancárias diferentes. 

Depois de escolher a conta bancária onde irá cadastrar as chaves, se adiante e faça todo o processo por ela. Assim, você evita que outra pessoa associe o seu CNPJ e CPF em uma conta que não seja a sua.

Quem é MEI pode organizar as chaves em duas contas diferentes: uma de pessoa física e outra de pessoa jurídica, aquela destinada às finanças do seu CNPJ.

Ainda não tem conta PJ MEI? Conheça os principais motivos para abrir a sua!

  • Sempre verifique o endereço dos sites destinados aos cadastros

Suspeite de links enviados por pessoas e organizações desconhecidas. Cheque links e endereços de e-mail quantas vezes forem necessárias. Se ficar na dúvida, não clique e não informe seus dados pessoais. Nesse caso, entre em contato com os canais oficiais do seu banco para confirmar a situação.

  • Conte com alguns truques para descobrir se um site é seguro

Analise cuidadosamente se o nome apresentado no link não aponta para outro endereço na internet, que pode ser falso.

De acordo com os especialistas da Kaspersky, se o endereço é composto por um conjunto de caracteres sem sentido ou o link parece suspeito, não finalize qualquer cadastro nem preencha nenhum formulário.

Os sites oficiais costumam começar com ‘https‘, além do ícone de cadeado de proteção do lado esquerdo.

  • Cuidados com mensagens via SMS que você recebe

Além de ter atenção com links recebidos por e-mail, WhatsApp e redes sociais, tenha sempre um olhar suspeito quando receber mensagens de texto pelo celular solicitando algum tipo de cadastro da chave Pix, sem que você tenha confiança e conheça a instituição.

  • Fique atento ao link de confirmação do Banco Central

Depois de cadastrar uma chave Pix em qualquer instituição financeira, o Banco Central irá te enviar um código para confirmação do cadastro.

Isso pode acontecer por SMS, caso a chave tenha sido cadastrada em um número de celular, ou por e-mail, se a chave por um endereço eletrônico.

Nunca, em hipótese alguma, você receberá uma ligação telefônica para confirmar isso. Portanto, fique atento a mais este detalhe.

  • Não compartilhe nenhum código de verificação referente ao cadastro da sua chave Pix
  • Nunca cadastre uma chave ou transfira dinheiro a partir de ligações telefônicas, inclusive se elas forem se supostos funcionários da instituição financeira;
  • Gerencie e utilize a sua chave Pix apenas no site do banco ou no aplicativo da instituição;
  • Nunca compartilhe senhas ou códigos de acesso fora do ambiente de segurança da instituição (site e app);
  • Se está achando algum contato ou comunicação suspeita, não hesite e entre em contato com os canais oficiais  para buscar informações;
  • Não faça transferências para conhecidos sem confirmar pessoalmente ou por chamada telefônica, pois o contato da pessoa pode ter sido clonado ou falsificado

Conte com a MEI Fácil para pagar e receber usando o Pix

O Pix para pessoa física é gratuito, porém o mesmo pode não acontecer para empresas. O Banco Central autorizou as instituições financeiras a cobrarem caso a transferência via Pix seja feita por uma conta jurídica.

Mas com a gente é diferente!

Fazer um Pix na MEI Fácil é GRÁTIS! Isso mesmo, o Pix da MEI Fácil é gratuito, tudo que te pagam você recebe sem desconto e o dinheiro cai direto na sua conta.

Não perca tempo, baixe o app da MEI Fácil, cadastre a sua chave e tenha mais facilidades para receber e prosperar!

Além disso, com a conta digital MEI Fácil, você pode: