Plano de saúde MEI: 8 opções para escolher o melhor

8 minutos de leitura
Mão colocando quadrado de madeira em pilha com outros quadrados, todos com símbolos relacionados à saúde
Navegue pelo conteúdo

Você está em dúvida sobre como funciona o plano de saúde MEI? Após formalizar o negócio, há outro compromisso que não pode ser adiado: cuidar da sua saúde.

Os microempreendedores individuais têm tantas preocupações no dia a dia que podem acabar se esquecendo que precisam fazer exames de rotina e visitar um médico periodicamente para evitar complicações no longo prazo.

Sabia que existe a grande vantagem de contar com custos bem menores ao contratar um plano MEI em comparação a um plano comum?

Além disso, você poderá incluir pelo menos um beneficiário e deduzir os gastos no Imposto de Renda.

A seguir, iremos te ajudar a entender como funciona um convênio médico empresarial para o microempreendedor individual e mostrar alguns dos melhores planos de saúde MEI.

Vem com a gente!

O que é plano de saúde MEI?

O plano de saúde MEI tem por objetivo oferecer tratamentos médicos, laboratoriais e hospitalares na rede privada para os microempreendedores individuais.

Funciona de forma similar aos planos de saúde concedidos por empresas de médio e grande porte.

O contratante pode economizar até 40% em relação ao que investiria em um plano comum. As operadoras oferecem o serviço com diferentes valores e condições em todo o país.

Para contratar, é necessário ter um CNPJ e cumprir alguns requisitos, como veremos adiante.

Assista ao vídeo para descobrir como ter acesso ao plano de saúde MEI:

Como funciona um plano de saúde MEI?

O funcionamento do plano de saúde para microempreendedores é semelhante a um plano contratado por pessoas físicas.

Ou seja, você paga uma mensalidade e consegue ter atendimento médico com profissionais credenciados.

Dependendo da cobertura do convênio, você pode realizar exames, consultas e até ter internação hospitalar, quando necessária.

Além disso, em geral as operadoras solicitam que o plano para MEIs seja concedido a no mínimo duas vidas, que incluem o titular e o beneficiário.

Há também um período de carência que deve ser cumprido para poder usufruir de alguns serviços.

Todas as regras ficam registradas junto ao contrato assinado com sua operadora de um plano de saúde MEI.

Regras do plano de saúde para MEI

Em janeiro de 2018, a Agência Nacional da Saúde Suplementar (ANS) determinou que quem exerce uma atividade empresarial individual (autônomo) pode contratar um plano de saúde empresarial.

O plano de saúde MEI oferece ao microempreendedor mais acesso a serviços médicos na rede privada, com a mesma qualidade de um plano individual, mas preço menor.

Para contratar, o microempreendedor deverá ter um CNPJ MEI ativo há pelo menos 6 meses. Além disso, o profissional deve ter pelo menos um dependente, que pode ser um funcionário ou um familiar.

A cobertura dos procedimentos tem uma carência determinada por cada prestadora de serviço, a partir da data de ingresso do MEI.

Em alguns casos, como o de doenças preexistentes, o convênio pode suspender a cobertura de procedimentos de alta complexidade.

Cada operadora possui regras específicas para a comercialização do plano de saúde empresarial. Por isso, é importante procurar a agência e consultar seu CNPJ para a operadora encontrar a melhor opção de plano de saúde MEI para você.

Quando contratar um plano de saúde MEI?

Ter um plano de saúde é algo prioritário para que você faça exames regulares de prevenção.

Todos precisamos evitar problemas que podem se tornar graves no futuro se descobertos de forma tardia.

Por exemplo, existem exames de rotina que precisam ser realizados todos os anos, como papanicolau, no caso das mulheres, e exame de próstata, para homens.

Alguns planos cobrem, inclusive, tratamentos oncológicos. É importante também fazer exames de sangue para avaliar como estão os níveis de colesterol, por exemplo.

Afinal, diversos empreendedores no início de carreira passam muitas horas se dedicando ao negócio e podem negligenciar a alimentação ou a prática de exercícios físicos.

Além disso, os MEIs que trabalham muito tempo no computador precisam ir ao oftalmologista com certa periodicidade.

Para os que possuem miopia ou outro problema, é preciso verificar se houve aumento do grau ou se há algum risco à saúde dos olhos.

E há também MEIs que trabalham frequentemente em pé ou muito tempo sentado. É o caso de quem tem uma loja, esteticistas, cabeleireiros, confeiteiros, artesãos, músicos, profissionais de marketing, entre outros.

Passar muitas horas na mesma posição pode trazer dores na região lombar ou problemas na coluna, contribuindo para uma redução significativa na qualidade de vida.

Por fim, outra questão interessante é a possibilidade de deduzir valores no Imposto de Renda.

Leia também: Empreendedor: veja dicas para encontrar o equilíbrio e cuidar da sua saúde mental

Quanto custa um plano de saúde MEI?

Muitas empresas da área de saúde oferecem planos com preços atraentes para aqueles que possuem um pequeno negócio.

É possível contratar um plano para MEI com mensalidades a partir de R$ 144 para o público de 0 a 18 anos.

Os preços variam de acordo com a faixa etária — consequentemente, os planos ficam mais caros à medida que a idade avança.

O que analisar antes de contratar um plano de saúde MEI?

Embora muitos acreditem que planos de saúde tenham os mesmos benefícios, não é bem assim que funciona.

Antes de contratar seu plano de saúde MEI, algumas questões que vão além do preço devem ser consideradas.

Veja quais são as principais:

Rede credenciada

Descubra onde estão os hospitais, laboratórios e clínicas do plano e se eles são de fácil acesso para você e seu(s) dependente(s).

Preços mais baixos podem ser ofertados por conta de uma rede credenciada escassa, então, é bom prestar atenção.

Cobertura do plano

É primordial saber se o convênio atende apenas no seu estado ou no país inteiro.

A segunda modalidade costuma ter um valor maior, portanto, avalie suas necessidades para escolher o melhor plano.

Coparticipação

A coparticipação é a parte do valor da consulta ou exame que o plano cobra do contratante.

Se essa for a condição do plano escolhido, cheque o valor, de acordo com o quanto você usa o plano, para garantir que ele cabe no seu bolso.

Sempre lembrando que as regras do plano de saúde MEI devem ser consultadas com corretores ou direto nas operadoras.

Como fazer plano de saúde pelo MEI?

Quando o assunto é saúde, vale a pena ter cuidado redobrado. Para contratar um convênio médico, não deve ser diferente.

O passo a passo para se cadastrar é bem simples: você entra em contato com a operadora de sua preferência ou pode falar com um corretor para que ele explique em detalhes os diferentes tipos de cobertura dos serviços.

Ao optar pelo que é melhor para o seu caso, você precisa enviar os documentos — em geral, a aprovação acontece em no máximo um dia.

Você terá acesso à carteirinha digital até que a em formato físico chegue ao seu endereço.

É importante saber que apenas o fato de você ser MEI não garante que poderá contratar um plano de saúde para essa categoria.

Como falamos no começo deste texto, o tempo de atividade da empresa é um critério para a contratação do plano de saúde.

Para adquirir o serviço, o profissional deve ter documentos que comprovem pelo menos 6 meses de existência da empresa. Nesse ponto, vale lembrar a importância da organização do microempreendedor.

Ter esses papéis separados ajudará bastante na hora de escolher o melhor serviço.

Quais os documentos exigidos pelo plano de saúde MEI?

Confira abaixo a lista do que é necessário para comprovar a atividade empresarial:

  • Inscrição no órgão competente, como a Junta Comercial. Ou seja, você vai precisar do NIRE;
  • Registro ativo do CNPJ na Receita Federal ou outros documentos exigidos pela legislação aplicável. No certificado do MEI, é possível checar a data de abertura do MEI para a comprovação do tempo de atividade da empresa.

Esses documentos serão exigidos pela operadora na hora da contratação do plano e para a renovação dele.

A regra foi instituída para evitar fraudes e, por esse motivo, caso o MEI não consiga comprovar as informações solicitadas, a operadora poderá rescindir o contrato.

Porém, fique atento: a operadora deve notificar o rompimento dos serviços com até 60 dias de antecedência.

Condições para o plano de saúde MEI

Caberá às operadoras de planos de saúde a definição das particularidades de cada serviço.

Embora as prestadoras tenham produtos com características singulares, a regulamentação da ANS tem o intuito de conseguir as melhores condições para o MEI.

Regras e questões sobre a readequação de valores dos planos são alguns pontos que pedem mais atenção.

Em casos de contratos com até 30 vidas, o reajuste tem um valor único, aplicado a todos os beneficiários, por exemplo. A cobrança pode sofrer também uma readequação de acordo com a faixa etária.

Fica definido ainda que as empresas que oferecem plano de saúde MEI podem rescindir o contrato com o microempresário caso ele não atenda os critérios abaixo:

  • Não comprovação do exercício regular da sua atividade empresarial perante a Receita Federal;
  • Ausência de pagamento da mensalidade. Neste caso, a operadora deve enviar comunicado informando a falta de pagamento e a data em que o contrato será invalidado.

Antes de assinar qualquer proposta, leia atentamente todas as informações e esclareça as suas dúvidas para ter a certeza de que fez a melhor escolha.

Com todas as informações necessárias em mãos, saiba agora quais os melhores planos de saúde para o microempreendedor.

8 opções de planos de saúde para o MEI

Você deve estar se perguntando agora quais são os planos disponíveis no mercado para MEIs, certo? Existem as mais diversas opções, com suas respectivas especificidades.

Logo, você pode escolher qual atende melhor às suas necessidades e expectativas.

Confira a seguir.

1. Plano de saúde Alice

A Alice é um plano de saúde com opções para todos os tipos e tamanhos de empresas. Com um Time de Saúde disponível pelo app 24 horas por dia, 7 dias por semana, você tem acesso fácil e rápido para solucionar qualquer queixa de saúde.

Todas as informações ficam reunidas no app (histórico, resultados de exames e encaminhamentos a consultas). A Alice oferece uma experiência incrível aos seus membros.

A cobertura é nacional. E a rede credenciada é de excelência, com os melhores hospitais e laboratórios, e especialistas escolhidos a dedo.

2. Plano de saúde MEI Notredame Intermédica

A Notredame oferece ao microempreendedor condições atrativas mesmo no plano mais básico.

Ideal para quem busca um plano de qualidade, o Smart surge como uma opção com ótimo custo-benefício.

Apesar de não oferecer reembolso, o plano conta com cobertura de procedimentos e terapias diversas, como Nutrição, Fonoaudiologia, Psicologia e Psicoterapia.

Já a modalidade Advanced conta com cobertura nacional, disponibilidade de reembolso e assistência viagem, entre outras vantagens.

3. Plano de saúde MEI Amil

A operadora Amil atrai novos clientes pela boa reputação no mercado.

Entre a variedade de planos empresariais disponíveis, destaca-se a modalidade Amil Fácil, com possibilidade de cobertura regional (SP, RJ e PR) e multirregional (cobertura em diversas cidades de cinco estados: SP, RJ, PR, DF e PE).

Por preços acessíveis, o contratante ainda tem acesso a desconto em farmácias e assistência viagem.

4. Plano de saúde MEI SulAmérica

A SulAmérica é outro grupo segurador que se destaca pela eficiência e custo-benefício.

Os planos contam com uma rede de hospitais, ambulatórios e laboratórios renomados por um preço acessível.

Em todos os planos empresariais, há a possibilidade de redução de carência, entre outras condições vantajosas.

5. Plano de saúde MEI Unimed

Com o plano de saúde Unimed para MEI, também é possível contratar alguns diferenciais.

Entre as vantagens do plano de saúde MEI da Unimed, estão:

  • Atendimento nacional;
  • Trabalho embasado em protocolos e procedimentos técnicos desenvolvidos no sistema Unimed;
  • Várias opções de laboratórios e clínicas, com rede credenciada de alto nível e disponível em várias regiões;
  • Excelente relação custo-benefício.

6. Plano de saúde MEI Bradesco

O Plano de Saúde Bradesco Empresarial tem uma grande diversidade de produtos e opcionais a serem contratados, possui abrangência nacional e um bom sistema de atendimento.

Funciona a partir da Mediservice, empresa controlada pelo Bradesco e dedicada à operação de planos de saúde na modalidade pós-pagamento.

É mais uma opção que pode ser contratada pelo MEI dono de empresa e para seus familiares ou funcionário.

7. Plano de saúde MEI Golden Cross

O Golden Cross é indicado para os MEIs que procuram por uma cobertura regional ou nacional aliados a um bom orçamento.

Existem várias modalidades para MEI no Golden Cross, que se diferem quanto à região de cobertura e aos serviços disponibilizados.

Por exemplo, o Golden Care MEI é de baixo custo e tem cobertura regional, em determinados municípios do Rio de Janeiro.

Já o Golden Cross Fundamental MEI tem cobertura nacional e prevê tratamentos como cirurgias e internações.

8. Plano de saúde MEI Sami

A Sami é uma plataforma de saúde com convênio médico para MEI e PJ a partir de um usuário.

Atuando na região de São Paulo e cidades próximas da capital paulista, oferece serviços a partir de um aplicativo de saúde e acesso à rede hospitalar de referência.

Também disponibiliza ao MEI academias e apps de atividade física por meio de parceria com a Gympass e teleconsultas em saúde mental pelo app Vitalk.

Agora que você sabe tudo sobre plano de saúde MEI, pode comparar as opções e escolher a que melhor atende às suas necessidades.

Inscreva-se também na TV MEI Fácil e acompanhe as redes sociais para não perder nenhuma novidade: Instagram e Facebook.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.2 / 5. Número de votos: 241

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Tags:
Vale a pena ler