Existem várias razões que motivam pequenos empreendedores a abrir MEI. A formalização do negócio, emissão de nota fiscal, direito aos benefícios do INSS e encargos tributários reduzidos são apenas alguns deles. Outro benefício existente é a contratação do plano de saúde MEI. Entenda as regras e conheça os melhores planos de saúde a seguir.

Plano de Saúde MEI – Entenda as regras

Em janeiro de 2018, a Agência Nacional da Saúde Suplementar (ANS) determinou que quem exerce uma atividade empresarial individual (autônomo) pode contratar um plano de saúde empresarial.

O Plano de Saúde MEI oferece ao microempreendedor mais acesso a serviços médicos na rede privada, com a mesma qualidade de um plano individual, com preço até 35% menor.

De qualquer forma, para contratar um plano de saúde MEI, existem algumas regras.

Para adquirir o plano de saúde MEI, o Microempreendedor deverá ter um CNPJ MEI, com a empresa ativa há 6 meses, no mínimo. Além disso, o profissional deve ter pelo menos um dependente, que pode ser um funcionário do MEI ou um familiar.

Para auxiliar empresários individuais, a ANS publicou uma cartilha com as principais informações para a aquisição desse tipo de serviço.

Plano de saúde MEI: o que é? Como conseguir? 

Assista o vídeo para descobrir como ter acesso ao plano de saúde MEI:

O que preciso saber sobre o plano de saúde empresarial?

Quando o assunto é saúde, vale a pena ter cuidado redobrado. Para contratar um convênio médico, não deve ser diferente. Embora muitos acreditem que planos de saúde individuais tenham os mesmos benefícios, a carência e rede de atendimento dizem o contrário.

Além do preço mais em conta, existem algumas facilidades que somente planos de saúde empresariais oferecem, entre eles, uma rede credenciada diferenciada e cobertura de alguns exames específicos.

Como o MEI só pode ter um funcionário registrado, a carência para o Plano de Saúde MEI não muda muito. Entretanto, o benefício do plano de saúde pode ser estendido aos familiares do empresário individual e ao empregado admitido. As regras para a adesão de dependentes ao plano de saúde MEI devem ser consultadas com corretores ou direto nas operadoras.

A cobertura dos procedimentos tem uma carência determinada por cada prestadora de serviço, a partir da data de ingresso do MEI. Em alguns casos, como o de doenças pré-existentes, o convênio pode suspender a cobertura de procedimentos de alta complexidade.

Cada operadora de planos de saúde possui regras específicas para a comercialização do plano de saúde empresarial. Por isso, é importante procurar a agência e consultar seu CNPJ, para que a operadora encontre a melhor opção de plano de saúde MEI para você.

Quais os documentos necessários para obter um Plano de Saúde MEI?

Como falamos no começo desse texto, o tempo de atividade da empresa é um critério para a contratação do plano de saúde. Para adquirir o serviço, o profissional deve ter documentos que comprovem pelo menos 6 meses de existência da empresa.

Nesse ponto, vale lembrar a importância da organização do microempreendedor. Ter esses papéis separados ajudará bastante na hora de escolher o melhor serviço.

Confira abaixo a lista do que é necessário para comprovar a atividade empresarial:

  • Inscrição no Órgão Competente, como a Junta Comercial. Ou seja, você vai precisar do NIRE;
  • Registro Ativo perante a Receita Federal ou outros documentos exigidos pela legislação aplicável. (No certificado do MEI é possível checar a data de abertura do MEI para a comprovação do tempo de atividade da empresa).

Esses documentos serão exigidos pela operadora na hora da contratação do plano e para a renovação dele. A regra foi instituída para evitar fraudes e, por esse motivo, caso o MEI não consiga comprovar as informações solicitadas, a operadora poderá rescindir o contrato. Porém, fique atento: a operadora deve notificar o rompimento dos serviços com até 60 dias de antecedência.

Condições para o Plano de Saúde MEI

Caberá às operadoras de planos de saúde a definição das particularidades de cada serviço. Embora as prestadoras tenham produtos com características singulares, a regulamentação da ANS tem o intuito de conseguir as melhores condições para o MEI.

Regras e questões sobre a readequação de valores dos planos são alguns pontos que deve-se dedicar mais atenção. Em casos de contratos com até 30 vidas, o reajuste, por exemplo, tem um valor único, aplicado a todos os beneficiários. A cobrança pode sofrer também uma readequação de acordo com a faixa etária.

Fica definido ainda que as empresas que oferecem plano de saúde MEI podem rescindir o contrato com o microempresário, caso ele não atenda os critérios abaixo:

  • Não comprovação do exercício regular da sua atividade empresarial perante a Receita Federal;
  • Ausência de pagamento da mensalidade. Neste caso, a operadora deve enviar comunicado informando a falta de pagamento e a data em que o contrato será invalidado.

Antes de assinar qualquer proposta, leia atentamente todas as informações. Esclareça as suas dúvidas para ter a certeza que fez a melhor escolha.

Com todas as informações necessárias em mãos, saiba agora quais os melhores planos de saúde para o microempreendedor.

Melhores planos de saúde para o MEI 

Antes de contratar seu plano de saúde MEI, algumas questões que vão além do preço devem ser consideradas:

1) Rede credenciada

Descubra onde estão os hospitais, laboratórios e clínicas do plano e se eles são de fácil acesso para você e seu(s) dependente(s). Preços mais baixos podem ser ofertados por conta de uma rede credenciada escassa, então é melhor estar atento.

2) Cobertura do plano

É primordial saber se o convênio atende apenas no seu estado ou no país inteiro. Essa segunda modalidade costuma ter um valor maior. Avalie suas necessidades para escolher o melhor plano.

3) Coparticipação

A coparticipação é a parte do valor da consulta ou exame que o plano cobra do contratante. Se essa for a condição do plano escolhido, cheque o valor, de acordo com o quanto você usa o plano, para garantir que ele cabe no seu bolso.

Quais são os melhores planos de saúde para o MEI?

  • Notredame Intermédica 

A Notredame oferece ao microempreendedor condições atrativas mesmo no plano mais básico. Ideal para quem busca um plano de qualidade, o Smart surge como uma opção com ótimo custo-benefício. Apesar de não oferecer reembolso, o plano conta com cobertura de procedimentos e terapias diversas, como Nutrição, Fonoaudiologia, Psicologia e Psicoterapia.

Já a modalidade Advanced conta com cobertura nacional, disponibilidade de reembolso e assistência viagem, entre outras vantagens.

Clique aqui para conhecer todos os planos de saúde oferecidos.

  • Amil

A operadora Amil atrai novos clientes pela boa reputação no mercado. Entre a variedade de planos empresariais disponíveis, destaca-se a modalidade Amil Fácil, com possibilidade de cobertura regional (SP, RJ e PR) e multirregional (cobertura em 91 cidades de 05 estados: SP, RJ, PR, DF e PE). Por preços acessíveis, o contratante ainda tem acesso a desconto em farmácias e assistência viagem.

Conheça todos os planos empresariais disponíveis na Amil. 

  • SulAmérica 

A SulAmérica é outro grupo segurador que se destaca pela eficiência e custo-benefício. ?Os planos contam com uma rede de hospitais, ambulatórios e laboratórios renomados por um preço acessível. Em todos os planos empresariais, há a possibilidade de redução de carência, entre outras condições vantajosas.

Saiba mais sobre as vantagens dos planos PME da SulAmérica.

Mais indicações de plano de saúde MEI

Se preferir, entre em contato com outra seguradora renomada com plano de saúde MEI, a Golden Cross.

Conte conosco!

Se ainda tiver alguma dúvida, fale com os especialistas da MEI Fácil para saber mais sobre o plano de Saúde MEI.

Acompanhe a parceira do microempreendedor nas redes sociais para notícias e dicas para você e seu negócio: Instagram, Youtube e Facebook.